ImprimirImprimir

Muito boa tarde amados irmãos e amigos presentes aqui em Mirador, em Monterrey… (Monterrey é aqui?) San Nicolás, Nuevo León. É para mim uma bênção grande estar com vocês nesta ocasião, para compartilhar uns momentos de companheirismo ao redor da Palavra de Deus e Seu Programa correspondente, deste Último Dia, e assim ver JOSÉ COM O ALIMENTO PARA SEUS IRMÃOS neste Último Dia.

         Para o qual quero ler em Gênesis, capítulo 42, versículo 1 em diante, diz:

         “Vendo, então, Jacó que havia mantimento no Egito, disse Jacó a seus filhos: Por que estais olhando uns para os outros?

Disse mais: Eis que tenho ouvido que há mantimento no Egito; descei até lá e comprai-nos trigo, para que vivamos e não morramos.

Então, desceram os dez irmãos de José, para comprarem trigo no Egito.

A Benjamim, porém, irmão de José, não enviou Jacó com os seus irmãos, porque dizia: Para que lhe não suceda, porventura, algum desastre.

Assim, vieram os filhos de Israel para comprar, entre os que vinham lá; porque havia fome na terra de Canaã.

José, pois, era o governador daquela terra; ele vendia a todo o povo da terra; e os irmãos de José vieram e inclinaram-se ante ele com a face na terra.

E José, vendo os seus irmãos, conheceu-os; porém mostrou-se estranho para com eles, e falou com eles asperamente, e disse-lhes: Donde vindes? E eles disseram: Da terra de Canaã, para comprarmos mantimento.

José, pois, conheceu os seus irmãos; mas eles não o conheceram.

Então, José lembrou-se dos sonhos que havia sonhado deles e disse-lhes: Vós sois espias e viestes para ver a nudez da terra.”

         Que Deus abençoe nossas almas com Sua Palavra e nos permita entendê-la.

         Esta história de José nos mostra algo muito importante do Programa Divino que estaria se realizando na Obra de Cristo.

         E por quanto a Vinda do Senhor, a Vinda de Cristo, tanto Sua Primeira Vinda como Sua Segunda Vinda, foi refletida nos profetas do Antigo Testamento…; e por isso na vida deles houve eventos os quais eles não puderam compreender plenamente; mas Deus estava com eles e estava refletindo o Messias, tanto em Sua Primeira Vinda como em Sua Segunda Vinda; e as coisas que aconteceram nas vidas deles falam sobre a Vinda do Messias e as coisas que aconteceriam na Vinda do Messias, tanto em Sua Primeira Vinda como em Sua Segunda Vinda.

         E agora, neste reflexo da vida do Messias em José, o qual foi o homem, o profeta no qual houve um reflexo mais perfeito da Vinda do Messias, nos diz a história bíblica como foi a vinda de José por meio de Raquel, a esposa de Jacó; como seus irmãos, ao ver que tinha sonhos e os interpretava…

         E esses sonhos, vejam vocês, eram a favor dele, os quais Deus lhe dava para que ele pudesse ir vendo o Programa que Deus tinha com ele, e pudesse se mover de acordo com esse Programa, crendo nesses sonhos e sabendo que Deus o iria encaminha para cumprir esses sonhos em sua vida, os quais eram sonhos proféticos; e que esses sonhos proféticos que se cumpririam nele, também estavam refletindo a Vinda do Messias e as coisas que Deus faria na Vinda do Messias.

         Portanto, a vida de José é um reflexo perfeito da Vinda do Senhor, da Vinda de Cristo, da Vinda do Messias, tanto Sua Primeira Vinda como Sua Segunda Vinda.

         E aqui, vejam vocês, para José poder ser quem teria o alimento para seus irmãos, teve que passar por etapas difíceis: foi aborrecido por seus irmãos… seus irmãos não tinham sonhos como ele e não eram profetas.

         Quem recebeu o ministério de profeta (que estava nestes profetas como Abraão, Isaque e Jacó) e a Bênção da Primogenitura que estava neles, quem a receberia? José, o filho de Jacó; e já tinha o ministério nele, de profeta, e por isso podia ter esses sonhos e conhecer a interpretação desses sonhos, e ver por meio desses sonhos a trajetória que teria a vida de José, e ver que Deus estaria com ele até chegar ao trono, e ver os seus irmãos inclinados diante dele, sem seus irmãos saberem que ele era o Messias, ou… Sim, o Messias, porque o Messias é o homem ungido. O Ungido de Deus com o Espírito de Deus era José nesse tempo no meio dos gentios.

         E agora, vejam vocês, José como o homem ungido, o Messias para aquele tempo, estava no trono, como segundo no trono, como segundo no reino do faraó, com o selo do faraó, realizando os negócios do faraó, os negócios do reino, e tendo o alimento para o povo, para que não perecesse o povo (o armazenou nesses sete anos de abundância); e quando veio a escassez, houve alimento no Egito para o povo. E quem tinha armazenado? José, o qual tinha recebido a mudança de nome; e já tendo essa mudança de nome nele, esteve realizando a obra de armazenar o alimento para o povo.

         E agora, tudo isso representa a Cristo, o qual morreu, ressuscitou e subiu ao Céu, e recebeu uma mudança de nome; e esteve armazenando alimento espiritual para o povo, tanto para o povo hebreu como para todo ser humano que vive neste planeta Terra e todo ser humano que viverá no Reino Milenial. Haverá alimento espiritual armazenado para os que viverão no Reino Milenial, alimento espiritual para a alma dos seres humanos.

         E agora, José foi vendido porque seus irmãos o odiavam porque era profeta; e assim também Cristo foi odiado por Seus irmãos os hebreus e pelos líderes religiosos (em sua maioria) lá no meio do povo hebreu; e foi vendido por trinta peças de prata, como José foi vendido também por peças de prata, porque seus irmãos o odiaram.

         E vejam, em todo isso estava se refletindo Cristo e Sua trajetória, tanto em Sua Primeira Vinda e depois em Sua Segunda Vinda; e também estava se refletindo a trajetória de Cristo ao subir ao Céu e estar no Trono de Intercessão, intercedendo lá no Céu.

         Agora, vejam como José foi vendido. E eles ficaram com o dinheiro da venda de José, mas perderam por uma temporada um profeta, o qual era irmão deles. Assim o povo hebreu, ao rejeitar a Cristo e pedir Sua morte na Cruz do Calvário, ao ser vendido por trinta peças de prata por Judas Iscariotes, agora encontramos que passou aos gentios em Sua Obra, em Espírito Santo; e o povo hebreu esteve sofrendo as consequências de ter rejeitado o seu irmão José.

         Encontramos que José foi vendido por vinte peças de prata. Diz Gênesis, capítulo 37, versículo 28:

         “Passando, pois, os mercadores midianitas, tiraram, e alçaram a José da cova, e venderam José por vinte moedas de prata aos ismaelitas, os quais levaram José ao Egito (ou seja: os ismaelitas, midianitas, levaram-no ao Egito e lá depois o revenderam).

         Agora, vejam como Jesus também foi vendido por peças de prata, trinta peças de prata; e agora, passou para estar entre os gentios em Espírito Santo, e no Trono do Pai no Céu fazendo intercessão com Seu próprio Sangue, onde Seu corpo glorificado se encontra.

         E agora, para o Último Dia o povo hebreu sentirá essa fome espiritual, a qual já está sentindo: está sentindo a fome espiritual pela Vinda do Messias; e eles estão buscando e esperando a Vinda do Messias. E vejam, em suas revistas podemos ver que publicam: “Preparando-nos” ou “Preparemos-nos para a chegada de Mashíaj” (do Messias, que é “Mashíaj”), ou seja: o Messias para Israel, que é o Rei de Israel, que se sentará no Trono de Davi.

         E o povo hebreu está se preparando na atualidade, muitos grupos religiosos estão se preparando para a Vinda do Messias, e anunciam que estão se preparando e também anunciam: “Bem-vindo Messias”. Em cartazes e faixas e coisas assim, em algumas temporadas em Israel, encontram-se estas exclamações do povo hebreu pela chegada do Messias.

         E agora, isto é porque já estão sentindo a fome espiritual da Palavra de Deus revelada para o tempo final que lhes revele a Vinda do Messias; porque eles estão esperando a Vinda do Messias, e não sabem que o desprezaram, o rejeitaram dois mil anos atrás.

         Mas o povo hebreu como nação e a religião hebraica do judaísmo não reconheceu a Primeira Vinda de Cristo, que é a Vinda do Messias no meio do povo hebreu dois mil anos atrás.

         E agora, nos diz Deuteronômio, capítulo 8, versículo 3… Quando Deus levou o povo hebreu pelo deserto, teve um propósito. Capítulo 8, versículo 1 em diante, de Deuteronômio, diz:

         “Todos os mandamentos que hoje vos ordeno guardareis para os fazer, para que vivais, e vos multipliqueis, e entreis, e possuais a terra que o SENHOR jurou a vossos pais.

E te lembrarás de todo o caminho pelo qual o SENHOR, teu Deus, te guiou no deserto estes quarenta anos, para te humilhar, para te tentar, para saber o que estava no teu coração, se guardarias os seus mandamentos ou não.

E te humilhou, e te deixou ter fome, e te sustentou com o maná, que tu não conheceste, nem teus pais o conheceram, para te dar a entender que o homem não viverá só de pão, mas que de tudo o que sai da boca do SENHOR viverá o homem.”

         E Jesus citando estas palavras, diz em São Mateus, capítulo 4, e São Lucas, capítulo 4, versículo 4 (e São Mateus, capítulo 4, versículo 4): “Nem só de pão viverá o homem, mas de toda a palavra que sai da boca de Deus.”

         Agora, para escutar o que sai da boca de Deus, temos que encontrar a boca de Deus falando no tempo que a pessoa lhe corresponde viver.

         A boca de Deus sempre foram os profetas de Deus; neles Deus colocou Sua Palavra, como nos diz aqui em Apocalipse, capítulo 19. Vejamos… vamos ler Deuteronômio 18, versículo 15 em diante (depois lemos em Apocalipse):

         “O SENHOR, teu Deus, te despertará um profeta do meio de ti, de teus irmãos, como eu; a ele ouvireis.”

         A quem Deus diz que o povo escute? Ao profeta que Deus levanta, porque ele vem com uma Mensagem de Deus, ele é a boca de Deus, e Deus colocou Sua Palavra em sua boca. Continua dizendo:

         “conforme tudo o que pediste ao SENHOR, teu Deus, em Horebe (ou seja, no monte Sinai), no dia da congregação, dizendo: Não ouvirei mais a voz do SENHOR, meu Deus, nem mais verei este grande fogo, para que não morra.

Então, o SENHOR me disse: Bem falaram naquilo que disseram.

Eis que lhes suscitarei um profeta do meio de seus irmãos, como tu, e porei as minhas palavras na sua boca, e ele lhes falará tudo o que eu lhe ordenar.”

         Onde Deus coloca Suas palavras, as quais o povo escutará? Coloca-as na boca, no coração do profeta que Ele envia; e por meio desse profeta é que Deus fala, porque coloca Sua Palavra na boca e coração desse profeta. Por isso Moisés diz: “… a ele ouvireis.”

         “E será que qualquer que não ouvir as minhas palavras, que ele falar em meu nome, eu o requererei dele.”

         No livro dos Atos, capítulo 3, versículo 22 ao 23, citando São Pedro esta passagem diz: “E acontecerá que toda alma que não escutar esse profeta será exterminada dentre o povo.”

         E em cada profeta se cumpriu parcialmente esta profecia, e em Jesus se cumpriu em toda sua plenitude; e em cada anjo mensageiro - nos apóstolos e em cada anjo mensageiro se cumpriu esta profecia parcialmente; e no Último Dia se cumprirá em toda sua plenitude, na manifestação do Anjo do Senhor em Seu Anjo Mensageiro neste tempo final. E aí encontraremos a Palavra de Deus correspondente ao Último Dia, que é o alimento espiritual para a alma de todo ser humano, de gentios e de hebreus também.

         E por isso é que Deus diz por meio do profeta Amós, no capítulo 8, versículo 11 em diante, que Deus, que Ele enviará fome sobre a Terra, não fome de pão, nem sede de água, mas de ouvir a Palavra do Senhor.

         E agora não é fome física nem sede física, mas fome e sede espiritual, de ouvir a Palavra de Deus, a Voz de Deus, que é o alimento espiritual para a alma do ser humano; porque “não só de pão viverá o homem, mas de toda Palavra que sai da boca de Deus”, da boca do Senhor, ou seja: do profeta mensageiro de Deus para o tempo em que é necessário esse alimento espiritual, para a era e dispensação em que a pessoa estiver vivendo.

         Onde encontrarão essa Palavra que alimenta a alma, esse alimento espiritual? Na boca do profeta mensageiro dessa era e dessa dispensação.

         E agora a Voz de Deus já esteve na boca de Seus profetas do Antigo Testamento e também do Novo Testamento, e em Seus sete anjos mensageiros da Igreja de Jesus Cristo durante as sete etapas ou eras da Igreja gentia. E agora há fome sobre a Terra, entre os gentios e também no meio do povo hebreu.

         E onde encontraremos esse Alimento para a alma, para os irmãos do nosso José, do nosso Senhor Jesus Cristo, tanto os irmãos dentre os gentios como os irmãos hebreus?

         O encontraremos em uma era: a Era da Pedra Angular; e em uma dispensação: a Dispensação do Reino; e nesse mensageiro dessa era e dessa dispensação, que é o Anjo do Senhor Jesus Cristo. “Certamente o Senhor JEOVÁ não fará coisa alguma, sem ter revelado os seus segredos aos seus servos, os profetas.” (Amós, capítulo 3, versículo 7).

         Portanto, tudo o que Deus estará fazendo e quer que Seu povo saiba, podemos obter por meio da boca de Deus, que é o Anjo de Jesus Cristo para o Último Dia, ou seja: para o sétimo milênio e para a sétima dispensação.

         Aí é onde estará o Alimento para os irmãos do nosso José espiritual; e para os irmãos do José literal, filho de Jacó, ou seja: para o povo hebreu. Aí estará o alimento espiritual para a alma deles: na boca de Cristo, a boca de Deus para o Último Dia, que é o Anjo do Senhor Jesus Cristo; porque “nem só de pão viverá o homem, mas de toda Palavra que sai da boca de Deus.”

         E agora Cristo prometeu nos revelar todas estas coisas que em breve devem acontecer; mas “não fará nada o Senhor sem antes revelar Seus segredos a Seus servos Seus profetas”; portanto, Cristo tem que ter um profeta mensageiro aqui na Terra no Último Dia, para revelar as coisas que hão de acontecer logo depois das que já aconteceram nas sete etapas ou eras da Igreja gentia.

         Por isso é que em Apocalipse, capítulo 1, versículo 1 ao 3, envia Seu Anjo Mensageiro a João o apóstolo, para revelar todas estas coisas que em breve devem acontecer; porque esse é o Anjo que vem com a revelação de Jesus Cristo, que Deus lhe deu, para manifestar a Seus servos as coisas que em breve devem acontecer ou hão de acontecer; e as revelou a João nestas visões simbólicas, as quais têm um significado.

         Este Anjo é um profeta, pois João quis adorá-lo em duas ocasiões e o Anjo lhe diz: “Olhe, não o faças; porque eu sou conservo teu, e dos profetas. Adora a Deus”. Se é um conservo, e Deus chama os profetas servos, e é um conservo, é outro profeta, um colega dos profetas.

         João também, sendo apóstolo, também era profeta, e por isso temos as profecias de João apóstolo; e temos este livro profético de Apocalipse, que foi revelado a João nesta forma simbólica pelo Anjo do Senhor Jesus Cristo.

         E agora, Cristo diz em Apocalipse, capítulo 4, com essa Voz de Trombeta… vejamos o que Ele diz… João nos diz como aconteceu tudo, diz capítulo 4, versículo 1:

         “Depois destas coisas, olhei, e eis que estava uma porta aberta no céu; e a primeira voz, que como de trombeta ouvira falar comigo, disse: Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer.”

         Esta Voz é a Voz de Cristo, esta Voz de Trombeta falando desde o Céu. É a mesma Voz que São João escutou em Apocalipse, capítulo 1, versículo 10 ao 11, onde diz:

         “Eu fui arrebatado em espírito, no dia do Senhor, e ouvi detrás de mim uma grande voz, como de trombeta, que dizia: Eu sou o Alfa e a Ômega, o primeiro e o último.”

         Quem é o Alfa e Ômega? Quem é o primeiro e o último? Nosso amado Senhor Jesus Cristo. Ele é antes de Abraão e Ele é antes de Noé, antes de Enoque, antes de Matusalém e antes de Adão também; e Ele é  quem fala com esta Grande Voz de Trombeta no Dia do Senhor, ou seja: no Último Dia, que é o sétimo milênio.

         E agora, Cristo com esta Voz como de trombeta — não é uma trombeta literal mas uma Voz como de trombeta, que fala com urgência as coisas que em breve devem acontecer — nos diz: “Sobe aqui, e eu te mostrarei as coisas que hão de acontecer depois destas”, ou seja: depois das que já ocorreram durante as sete etapas ou eras da Igreja gentia, e se cumpriram assim as profecias correspondentes às sete desde a Igreja gentia; e as coisas que aconteceram aí, nessas sete etapas, estão escritas em símbolos no livro de Apocalipse.

         Mas agora vão ser reveladas coisas que vão acontecer depois das sete eras da Igreja gentia; para o qual João é chamado a subir mais acima: subir onde Cristo estará no Último Dia falando com essa Grande Voz de Trombeta.

         Portanto, temos que subir à era onde Ele estivera falando, e essa é a Era da Pedra Angular, onde Ele estará falando por meio de Seu Anjo Mensageiro todas estas coisas que em breve devem acontecer.

         E por isso em Apocalipse, capítulo 22, versículo 6 em diante, as coisas são reveladas por meio do Anjo do Senhor Jesus Cristo, onde Cristo em Espírito Santo estará manifestado neste Último Dia falando à Sua Igreja, com esta Grande Voz de Trombeta do Evangelho do Reino, todas estas coisas que em breve devem acontecer; no tempo final ou Último Dia ou sétimo milênio.

         Diz assim capítulo 22, versículo 6, de Apocalipse:

         “E disse-me: Estas palavras são fiéis e verdadeiras. O Senhor, o Deus dos santos profetas, enviou o seu anjo, para mostrar aos seus servos as coisas que em breve hão de acontecer.”

         A quem enviou? O Seu Anjo Mensageiro. Para que? Para mostrar a Seus servos as coisas que em breve devem acontecer.

         É a primeira ocasião em que Cristo envia um profeta dispensacional a Sua Igreja, e o envia revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer; pois quando envia um profeta, ele vem com uma Mensagem de Deus.

         É a Voz de Deus falando no Último Dia, como falou em outras eras por meio de profetas; e, por quanto a Palavra revelada vem ao mensageiro, e é revelada ao povo por meio do mensageiro, do profeta que corresponde a esse tempo, agora vem este Anjo Mensageiro revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer; e Cristo reconfirma em Apocalipse, capítulo 22, versículo 16, que Ele enviou Seu Anjo e diz:

         “Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas.”

         E agora, por meio da Mensagem que o Anjo do Senhor Jesus Cristo nos dá; obteremos o conhecimento de todas estas coisas que devem acontecer neste tempo final, no Último Dia, na Era da Pedra Angular; e por meio do Seu Anjo Mensageiro nos fala com essa Grande Voz de Trombeta e nos abre as Escrituras, as profecias correspondentes a este tempo final.

         Essa Mensagem de Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor por meio do Seu Anjo Mensageiro, é o alimento espiritual para os irmãos do nosso José, que é Cristo, tanto Seus irmãos gentios como Seus irmãos hebreus.

         José, nosso José, Cristo, neste tempo final tem o alimento espiritual para a alma de todos Seus irmãos, tanto do povo hebreu como dentre os gentios. Ele tem o alimento espiritual para a alma de todos os membros da Igreja de Jesus Cristo, Ele tem o alimento espiritual para a alma da Igreja do Senhor Jesus Cristo.

         Ele, nosso José, Jesus Cristo, o Anjo do Pacto vindo em Espírito Santo manifestado em Seu Anjo Mensageiro, tem o Alimento para Seus irmãos.

         Isso é representado em José tendo o alimento para os seus irmãos, que o tinham vendido; mas ele os amava e sabia que ele tinha que passar por um caminho, uma trajetória cheia de obstáculos, de problemas e de lutas para chegar obter o alimento para seus irmãos, para que não perecessem, os seus irmãos, no juízo divino que viria para aquele tempo sobre o Egito e os demais países próximos, onde viria uma escassez de água e viria então um problema para a agricultura, onde a terra não produziria para alimentar as pessoas e viria uma fome para a Terra.

         Mas antes desses sete anos de fome sobre a Terra, viriam sete anos de abundância; e nesses sete anos de abundância José estaria recolhendo trigo em abundância, alimento em abundância, e armazenando-o; para quando chegassem os sete anos de escassez; estivesse armazenado todo esse alimento, para que o Egito não perecesse e os países ou cidades próximas, e não perecesse Jacó e seus filhos e os filhos de seus filhos, e pudessem continuar vivendo; assim, sendo alimentados com o que? Com o alimento que José tinha para seu pai e seus irmãos e para o povo egípcio.

         E agora, para os gentios, vejam vocês como Deus esteve dando alimento espiritual para a alma através dos diferentes anjos mensageiros, para vida eterna para todos os que comeram esse alimento espiritual; e neste Último Dia podemos ver que Cristo desde o Céu, desde o Trono do Pai, esteve enviando esse alimento espiritual.

         E para o Último Dia haverá fome sobre a Terra; e já começou, mas se apertará cada dia mais e mais; mas Ele terá alimento espiritual em abundância para Sua Igreja, que são Seus irmãos (os membros da Sua Igreja), e também para o povo hebreu, que são Seus irmãos por causa da nacionalidade de Jesus terrena ao nascer em Belém da Judeia.

         E agora, neste tempo final é que estará armazenado todo o alimento espiritual, e nosso José estará dando alimento espiritual neste tempo de fome espiritual que há sobre o planeta Terra e seus habitantes; e estará assim como estava José: com um nome novo.

         José tinha como nome no Egito, entre os gentios, Zafenate-Panéia; esse foi o nome novo que o rei, o faraó deu. E agora o Rei do universo, Deus, deu um nome novo ao Senhor Jesus Cristo.

         Cristo diz, no capítulo 3, versículo 12, falando do Vencedor diz: “A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus (e nunca mais sairá dali), e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.”

         E agora podemos ver que Cristo no Último Dia estará provendo o alimento espiritual para a alma dos seres humanos, e estará na manifestação final como esteve manifestado em cada anjo mensageiro; e ali… vejam vocês, esteve manifestado por meio de cada anjo mensageiro, e agora no Último Dia estará manifestado por meio de Seu Anjo Mensageiro, e aí estará um nome novo manifestado. Por meio da revelação desse nome, no cumprimento das promessas do Último Dia, estará a presença de Deus realizando o cumprimento das promessas divinas correspondentes a este tempo final.

         E a Palavra prometida para este tempo final será a manifestação do Nome Eterno de Deus. Aí, na manifestação do Nome Eterno de Deus, estará o cumprimento das promessas, das profecias, da Palavra profética correspondente a este tempo final.

         E estará dando o alimento espiritual primeiramente à Sua Igreja neste tempo final, onde já as sete eras ou etapas da Igreja gentia terminaram; mas Cristo tem armazenado alimento espiritual no Lugar Santíssimo, assim como ordenou a Moisés e a Aarão guardar alimento, maná, em uma vasilha de ouro e colocá-la no lugar santíssimo; e quando acabou o alimento físico do maná, quando já não caía mais…

         Depois dos 40 anos de travessia pelo deserto, já quando entraram e começaram a comer do fruto da terra que Deus dava por herança, deixou de cair o maná do Céu; mas ficou um maná escondido no lugar santíssimo, em uma urna de ouro, dentro da arca do pacto.

         E agora Cristo diz que “ao que vencer, eu lhe darei a comer do Maná escondido”. Quando já não cai Maná para e durante as sete etapas ou eras da Igreja gentia, porque já caiu o que iria cair, agora somente resta o Maná escondido no Lugar Santíssimo, que corresponde à Era da Pedra Angular.

         Esse é o alimento espiritual da revelação de Jesus Cristo como Rei dos reis e Senhor dos senhores, e Leão da tribo de Judá; é a revelação da Segunda Vinda de Cristo como Filho do Homem e Filho de Davi; é a revelação do Sétimo Selo e da Sétima Trombeta, porque a Sétima Trombeta e o Sétimo Selo são a Vinda do Senhor; e para os gentios, o Sétimo Selo é a Vinda do Senhor, e para os hebreus, a Sétima Trombeta é a Vinda do Senhor.

         Para os gentios primeiramente se cumpre o Sétimo Selo; e a revelação do Sétimo Selo é o alimento espiritual para todos os filhos e filhas de Deus, para os irmãos do nosso amado Senhor Jesus Cristo, os quais são os filhos e filhas de Deus, primogênitos de Deus, escritos no Céu, no Livro da Vida do Cordeiro. E em seguida para o povo hebreu a Sétima Trombeta é a Vinda do Senhor; e a revelação da Vinda do Senhor é o alimento espiritual para o povo hebreu.

         E esse alimento espiritual, no Último Dia, Cristo em Seu Anjo Mensageiro, o terá para dá-lo a gentios e a hebreus, para alimentar nossas almas; e assim para que não pereçamos neste Último Dia, no juízo divino que Deus derramará sobre a raça humana.

         Primeiro cai o juízo divino espiritual e depois cai o juízo divino físico sobre a raça humana.

         E agora, para não receber os juízos divinos, diz o próprio Jesus em São Lucas, capítulo 21, versículo 34 ao 36, da seguinte maneira:

         “E olhai por vós, para que não aconteça que o vosso coração se carregue de glutonaria, de embriaguez, e dos cuidados da vida, e venha sobre vós de improviso aquele dia.

Porque virá como um laço sobre todos os que habitam na face de toda a terra.

Vigiai, pois, em todo o tempo, orando, para que sejais havidos por dignos de evitar todas essas coisas que hão de acontecer e de estar em pé diante do Filho do Homem.”

         Para estar em pé diante do Filho do Homem em Sua Vinda e manifestação através de carne humana em Seu Anjo Mensageiro nos revelando estas coisas, recebemos a Voz de Cristo através do Seu Anjo Mensageiro, obtemos a revelação do Último Dia, e nos colocamos em pé diante do Filho do Homem, Jesus Cristo, em Sua manifestação final, escutando Sua Voz por meio do Seu Anjo Mensageiro e caminhando no caminho divino, conforme à vontade de Deus, guardando Seus mandamentos e servindo-o com toda nossa alma, com todo nosso ser, com toda nossa mente e com todas nossas forças na expressão do nosso amor para Ele.

         E assim caminhamos neste Último Dia sendo alimentados com o alimento espiritual para a alma, que é o Alimento da revelação da Segunda Vinda de Cristo e tudo o que envolve Sua Vinda para este tempo final.

         E assim, sendo alimentados com esse Maná escondido, escaparemos do juízo divino que há de vir sobre a Terra, porque seremos transformados e levados a Casa do nosso Pai celestial no Céu, seremos arrebatados ao Céu para ir assim à Ceia das Bodas do Cordeiro. E quando já estivermos transformados, então é que nós veremos ao nosso Senhor Jesus Cristo em Seu corpo glorificado, e estaremos com Ele na Ceia das Bodas do Cordeiro.

         Enquanto isso estaremos vendo Cristo em Espírito Santo, o Anjo do Pacto, manifestado em Seu Anjo Mensageiro, nos revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer, neste Último Dia; e assim estaremos escutando a Voz de Cristo por meio de Seu Anjo Mensageiro, e sendo alimentados neste tempo final, no cumprimento do tipo e figura de JOSÉ COM O ALIMENTO PARA SEUS IRMÃOS.

         Os primeiros que comeram o alimento, que depois e do qual comeram os irmãos de José, quem comeu primeiro desse alimento? José, sua família, o rei e todas as pessoas do reino, e o povo egípcio; e depois veio comer o povo hebreu.

         Assim também dentre os gentios: os escolhidos de Deus comem primeiramente desse alimento espiritual para a alma, e em seguida o povo hebreu comerá; desse alimento espiritual, da revelação da Segunda Vinda de Cristo como o Leão da tribo de Judá, como Rei dos reis e Senhor dos senhores em Sua Obra de Reclamação.

         Esse é o Alimento para a alma para este tempo final: é a revelação do Sétimo Selo, a revelação da Vinda do Senhor; esse mistério que todos os seres humanos, e principalmente os crentes na Palavra de Deus, tanto do Antigo Testamento como do Novo Testamento, desejaram ver e escutar. Eles desejaram ver a Segunda Vinda de Cristo e escutá-lo falando, revelando todas estas coisas que estarão acontecendo neste tempo final.

         E por meio de Seu Anjo Mensageiro o veremos, o nosso José, a Cristo, nos revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer; e com essa Mensagem (sendo o alimento espiritual para a alma, porque “nem só de pão viverá o homem, mas de toda Palavra que sai da boca de Deus”), alimentando nossas almas com essa Palavra que sai da boca de Cristo, do Anjo Mensageiro de Jesus Cristo neste tempo final, na Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino.

         A Era da Pedra Angular é o lugar onde está o alimento espiritual do Último Dia, representado no maná escondido que estava no lugar santíssimo do templo literal que Moisés construiu e do que o rei Salomão construiu.

         E para o povo hebreu em breve se cumprirá o encontro dos irmãos de José com José; e isto acontecerá, vamos ver quando…, é para este Último Dia, para este tempo final. Mas vejamos aqui o que nos diz o precursor da Segunda Vinda de Cristo na mensagem das sete etapas ou eras da Igreja gentia nos fala algo aqui; vejamos. Página 14 diz; do livro As Eras:

         “45. Era tempo para que Deus (o Messias) voltasse a levar Sua Noiva, e então se apresentar (fazer-se conhecer) a Israel. Assim vemos Deus vindo novamente para tomar uma relação humana com o homem como o Filho de Davi, Rei dos reis e Senhor dos senhores, e como o Noivo da Noiva gentia. Não são dois Deuses, mas simplesmente UM SÓ DEUS manifestando Seus poderosos ofícios e títulos triplos”.

         Aqui podemos ver algo muito importante que estará acontecendo com o povo hebreu. Diz:

         “46. As pessoas sabiam que Ele era profeta. Eles conheciam o sinal do Messias, o qual somente podia se manifestar através de um profeta. João 1:44-51.”

         E agora podemos ver o que estará acontecendo com o povo hebreu, o qual também foi refletido no tempo em que Jacó se encontrou com o Anjo do Senhor. E isso, vejam vocês, na página 359 do livro Os Selos, diz o precursor da Segunda Vinda de Cristo:

         “[141]. … então Jacó lançou mão de algo que era real. Houve um Anjo que desceu do Céu, e Jacó manteve seus braços ao redor do Anjo, e ali se manteve. Este Anjo lhe disse: ‘Tenho que ir, já está amanhecendo’. Irmão: O Dia está por aparecer, está por chegar!”

         E que dia está por aparecer? Que dia está por chegar no tempo do nosso irmão Branham? O Dia Milenial; porque “um dia diante do Senhor é como mil anos e mil anos como um dia”; e o Dia Milenial é o sétimo milênio.

         E aqui ele diz: “Irmãos: Está por aparecer, está por chegar!” E também o sétimo dia dispensacional, que é a sétima dispensação; e também o Dia Eterno, que está representado no oitavo dia, no dia de domingo, que representa a Era da Pedra Angular, a Era Eterna da Igreja de Cristo.

         “142. Mas Jacó disse: ‘Não vou te deixar ir se não me abençoares! Não podes partir, eu vou ficar contigo. Eu quero que venha uma mudança na minha situação. Esses são os 144.000, os ganhadores de dinheiro que foram tão desonestos com as finanças; mas quando eles por fim virem a coisa verdadeira e a possibilidade de se agarrar dela, ali estarão Moisés e Elias.”

         Ou seja: que onde estiver o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, que apareceu a Jacó, do qual ele se agarrou; onde estiver esse Anjo, aí estarão as Duas Oliveiras: Moisés e Elias; aí estarão os mistérios de Moisés e Elias manifestados no Último Dia.

         “Amém! Eles também lutarão com Deus até que os 144.000 das doze tribos de Israel sejam chamados e tirados para fora.”

         Apocalipse, capítulo 7, versículo 2 em diante, nos mostra o Anjo que sobe de onde nasce o sol, que vem com o Selo do Deus vivo, para chamar e juntar 144.000 hebreus e selá-los com o Selo do Deus vivo em suas testas.

         Esse Anjo é o Anjo do Senhor Jesus Cristo, onde estará o Anjo do Senhor, o Anjo do Pacto manifestado, chamando e juntando 144.000 hebreus e selando-os; como também foi mostrado em Ezequiel, capítulo 9, onde o Anjo que vinha; o Varão que vinha com o tinteiro em sua cintura; veio para chamar, juntar e selar em suas testas os que estavam clamando e estavam servindo a Deus, os quais foram selados; e agora, aquilo é tipo e figura do que Ele estará fazendo neste tempo final.

         Ele também esteve chamando e selando de era em era, na manifestação que Ele teve de era em era; esteve chamando e selando com o Selo do Deus vivo, com o Espírito Santo, a milhões de pessoas. E agora, neste tempo, também estará chamando e juntando e selando os escolhidos dentre os gentios primeiramente e depois os escolhidos do povo hebreu.

         Por isso é que em Apocalipse, capítulo 14, versículo 1, já encontramos essa quantidade de hebreus chamados, juntados e selados nas suas testas. Vejamos o que diz o capítulo 14 de Apocalipse:

         “E olhei, e eis que estava o Cordeiro sobre o monte Sião, e com ele cento e quarenta e quatro mil, que em sua testa tinham escrito o nome dele e o de seu Pai.”

         Agora vejam, quem são esses? Os 144.000 que se agarrarão bem do Anjo do Senhor, do Anjo do Pacto, ou seja: de Cristo, em Sua Vinda e manifestação por meio do Seu Anjo Mensageiro no Último Dia.

         E na Vinda do Anjo no Último Dia, que é a Vinda do Anjo Forte que desce do Céu, Ele vem para Israel; mas por quanto a Igreja de Jesus Cristo está a aponto de ser raptada e as eras já terminaram, seu tempo terminou, diz o precursor da Segunda Vinda de Cristo na página 57 do livro Os Selos:

         “‘E vi outro anjo forte descer do céu, vestido de uma nuvem, e o arco íris sobre sua cabeça (está citando Apocalipse 10)…

         17. Agora, se você notar bem, notará que esta pessoa é Cristo (ou seja: este Anjo Forte que desce do Céu), porque até no Antigo Testamento Ele foi chamado o Anjo do Pacto; e Ele agora vem diretamente aos judeus porque a Igreja chegou a seu fim. Bem, agora continuando:

         ‘… e seu rosto era como o sol, e seus pés como colunas de fogo.’

         18. Recordam o Anjo de Apocalipse capítulo 1? Este é o mesmo. Um anjo é um mensageiro, e ele é um mensageiro a Israel.”

         Como vem o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, o Anjo Forte que desce do Céu? Vem como o Mensageiro a Israel, porque Ele é o Mensageiro a Israel.

         “Vê você? A Igreja está a ponto de ser raptada, Ele vem por Sua Igreja. Agora note bem:

         ‘E tinha na sua mão um livrinho aberto…’”

         Agora podemos ver aqui que a Vinda do Anjo Forte, do Anjo que desce do Céu, o qual é Cristo, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, vem para os hebreus no Último Dia; mas por quanto a Igreja de Jesus Cristo ainda está aqui na Terra, mesmo que já tenham terminado as sete etapas ou eras da Igreja gentia, então Ele vem por Sua Igreja, que é o Israel celestial, que tem que ser atendido primeiro, para os mortos em Cristo serem ressuscitados em corpos eternos; e para isso, os escolhidos do Último Dia, que estão escritos no Livro da Vida do Cordeiro desde antes da fundação do mundo, têm que ser chamados e juntados neste tempo final.

         E agora, o chamado aos hebreus; vejam, e este cumprimento destes 144.000 se agarrando bem do Anjo do Senhor manifestado, onde estarão os ministérios de Moisés e Elias, onde estará Moisés e Elias (ou seja: no véu de carne onde estarão esses ministérios de Moisés e Elias e o de Jesus, onde estará o Anjo do Senhor, o Anjo do Pacto, Jesus Cristo em Espírito Santo manifestado no Último Dia), vejam vocês:

         “143. Isso acontece justamente antes de começar a tribulação. Quão formoso! Estes dois profetas pregarão como João Batista, e lhes dirão: ‘O Reino dos Céus está à mão. ISRAEL, ARREPENDA-SE!’ Arrependam-se do que? ‘Arrependam-se de seus pecados e de sua incredulidade, e regressem a Deus.’”

         E eles se arrependerão, e conhecerão a história do que foi a Primeira Vinda de Cristo e como o rejeitaram; e chorarão como choraram os irmãos de José diante de José.

         E agora, este encontro, vejam, diz: “Acontece antes de começar a grande tribulação”; este encontro: no cumprimento do que foi mostrado quando Jacó se encontrou com o Anjo do Senhor, e quando os irmãos de José se encontraram com o José no Egito, e em seguida ele se revelou a eles.

         Vimos o que está prometido para o povo hebreu para este Último Dia, e também o que está prometido para a Igreja de Jesus Cristo para este Último Dia.

         Para o Israel espiritual, nosso José, Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, em Sua manifestação final por meio de Seu Anjo Mensageiro tem o Alimento para Seus irmãos; não o alimento físico (o qual as pessoas comem, e com tudo isso voltam a ter fome, e continuam comendo; e em seguida ao final sempre morrem). É o alimento espiritual da Palavra de Deus, a Palavra de vida eterna, a Palavra criadora de Deus, a Palavra que nos alimenta na alma e nos dá vida; pois Cristo disse: “Minhas palavras são espírito e são vida” e “quem ouve minha Palavra, tem vida eterna.”

         Agora podemos ver que esse alimento que Ele tem para Seus irmãos hebreus e para Seus irmãos gentios (que são os membros do Corpo Místico de Cristo) é um alimento espiritual: o alimento espiritual da Sua Palavra, Sua Mensagem, a Mensagem da Segunda Vinda de Cristo sendo revelado à Sua Igreja; e assim sendo revelado o mistério da Sua Segunda Vinda; e assim sendo revelado o mistério de Sua Vinda, Ele manifestado em Seu Anjo Mensageiro neste tempo final.

         Mas o Seu Anjo não é o Senhor Jesus Cristo; ele somente é o profeta mensageiro da Dispensação do Reino e da Era da Pedra Angular, através do qual Cristo estará manifestado nos dando o Alimento da alma, da Palavra de Deus para todos nós entre os gentios e depois para os hebreus neste Último Dia.

         Vimos JOSÉ COM O ALIMENTO PARA SEUS IRMÃOS, o qual é tipo e figura do nosso José, do nosso Senhor Jesus Cristo, com o alimento espiritual para Seus irmãos dentre os gentios, que é Sua Igreja, e para Seus irmãos do povo hebreu, que são 144.000 hebreus que o receberão, os quais comerão esse alimento espiritual; e depois também todo o povo hebreu comerá esse alimento espiritual.

         “Porque a terra se encherá do conhecimento da glória do SENHOR, como as águas cobrem o mar.”

         E durante o Reino Milenial não haverá outro alimento espiritual, a não ser esse mesmo alimento espiritual sendo dado a todos os seres humanos que viverão durante o Reino Milenial, com o qual será cheia a Terra de todo o conhecimento da glória de Deus.

         E naquele Dia “o Senhor será rei sobre toda a terra.”

         E o Senhor  [Jeová] para esse Dia é o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, nosso amado Senhor Jesus Cristo sentando-se no Trono de Davi; e com Ele, o Vencedor sentando-se, porque “ao que vencer, eu darei que se sente comigo em meu Trono”. E todos nós sentaremos no Reino Milenial em tronos para reinar com Cristo por mil anos e depois por toda a eternidade.

         E teremos um alimento espiritual: o alimento espiritual da revelação da Segunda Vinda de Cristo; isso é a Mensagem do Evangelho do Reino, para os gentios e para os hebreus neste Último Dia.

         Agora, vejam vocês como em Apocalipse, capítulo 14, logo depois de aparecer os 144.000 hebreus e serem selados e seguirem o Cordeiro por quer que vá, diz o versículo 6 em diante:

         “E vi outro anjo voar pelo meio do céu, e tinha o evangelho eterno, para o proclamar aos que habitam sobre a terra, e a toda nação, e tribo, e língua, e povo,

dizendo com grande voz: Temei a Deus e dai-lhe glória, porque vinda é a hora do seu juízo. E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.”

         Este Anjo é o mesmo Anjo do Senhor Jesus Cristo através do qual estará Cristo em Espírito Santo manifestado, falando por meio do Seu Anjo o Evangelho Eterno, o Evangelho do Reino, para todo ser humano que vive no planeta Terra.

         E por meio dessa Mensagem é anunciado o juízo divino, pois diz:

         “… Temei a Deus e dai-lhe glória, porque vinda é a hora do seu juízo…”

         Nessa Mensagem é revelado o juízo divino que vem sobre a Terra; é pregado o dia de vingança do nosso Deus, por este Anjo com a Mensagem Eterna de Deus para todo ser humano. E diz:

         “… E adorai aquele que fez o céu, e a terra, e o mar, e as fontes das águas.”

         Ensina a adorar e ordena aos seres humanos que adorem a Deus neste tempo final.

         Isto se refletiu também nos mensageiros das sete eras da Igreja gentia, mas se cumpre em toda Sua plenitude no Anjo do Senhor Jesus Cristo; mesmo que se cumpriu parcialmente em, por exemplo, o quinto anjo mensageiro da quinta era da Igreja gentia.

         Agora, com JOSÉ COM O ALIMENTO PARA SEUS IRMÃOS, temos a dieta mais perfeita espiritual para a alma de todo ser humano, de gentios e de hebreus também. Há uma boa dieta na Casa de Deus.

         E agora, quem é o servo fiel e prudente, ao qual seu Senhor pôs sobre Sua Casa para que lhes dê o alimento a tempo, a ração a tempo, do alimento espiritual da Palavra de Deus prometida para a era em que cada grupo de escolhidos de Deus viveu?

         Bom, para a primeira era o servo fiel e prudente foi quem? São quem? São Paulo; para a segunda era foi Irineu, para a terceira era foi Martín, para a quarta foi Colombo, para a quinta foi Lutero, para a sexta Wesley e para a sétima o reverendo William Branham; mas em nenhuma dessas eras se cumpriu plenamente a Vinda do Senhor, a não ser parcialmente, ou seja: na porção correspondente a cada era, na Vinda de Cristo em Espírito Santo manifestado em cada anjo mensageiro.

Mas para o Último Dia, a Vinda de Cristo, o Anjo do Pacto, à Sua Igreja na Era da Pedra Angular, cumprirá Sua Vinda conforme a como Ele prometeu. É a Vinda do Anjo que era diferente dos demais, o qual no Último Dia vem em carne humana em Seu Anjo Mensageiro para nos dar o alimento espiritual para nossa alma, o alimento da Palavra de Deus.

E agora, qual é o servo fiel e prudente que estará na Era da Pedra Angular dando o alimento espiritual para a alma dos filhos de Deus, o qual estará presente na Vinda de seu Senhor, no cumprimento de Sua Vinda? Cristo diz:

“Bem-aventurado aquele servo a quem o senhor, quando vier, achar servindo assim.

Em verdade vos digo…”

         Como o encontre fazendo? Dando o alimento, a ração correspondente a esse tempo. Onde? Na Casa de Deus, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo.

“Bem-aventurado aquele servo a quem o senhor, quando vier, achar fazendo assim.

Em verdade vos digo que sobre todos os seus bens o porá.”

Portanto será um administrador dos bens de seu Senhor no Último Dia, na Era da Pedra Angular; e passará a herdar essa bênção no Reino Milenial; e continuará dando o alimento espiritual.

         Esse Alimento que ele dá é o Alimento que será dado para todo ser humano durante o Reino Milenial também; porque essa é a Mensagem do Evangelho do Reino, é a Mensagem Eterna para ser pregada a todo povo, língua e nação, no cumprimento de JOSÉ COM O ALIMENTO PARA SEUS IRMÃOS.

         E neste Último Dia o veremos no meio de Sua Casa, a Casa de Deus, nos dando esse alimento espiritual. E todos os escolhidos o reconhecerão e receberão esse alimento espiritual, sem o qual não podemos continuar vivendo por toda a eternidade; nem sequer poderemos continuar vivendo para chegar ao Reino Milenial sem ver morte nosso corpo físico.

         Agora, se alguém for antes por alguma causa; acidente, doença, ou que Deus o chame em alguma outra forma, pois regressará na ressurreição dos mortos em Cristo como testemunha da ressurreição.

         Agora, quantos gostariam de ser testemunha ressuscitando em um corpo eterno? Pois nenhum de vocês, porque todos querem ser transformados e não morrer para ser ressuscitados em um corpo eterno; mas alguns se foram, e regressarão no corpo novo como testemunhas da ressurreição. Não há nenhum problema; se alguém se for antes, ele regressará. O importante é que esteja comendo esse alimento espiritual neste tempo final, para que regresse como testemunha da ressurreição.

         Não queremos que ninguém se vá; mas se alguém for, pois lá dê saudações aos sete anjos mensageiros das sete eras e aos grupos que estão com eles, e que tudo aqui já está sendo preparado nesta etapa da introdução ao Reino Milenial, e que em breve eles serão ressuscitados em corpos eternos e nós os que vivemos os receberemos e seremos transformados.

         E que já sabemos que vão comer quando estiverem no novo corpo, e estão convidados já de antemão por nós para que comam conosco. Não queremos que vá comer em outro continente, mas que fiquem conosco em nosso continente, comendo as comidas típicas latino-americanas e caribenhas.

         Muitos deles já comeram muita comida hebraica, os que viveram nessa etapa dos apóstolos; outros já comeram muita comida lá da Ásia Menor; outros já comeram muita comida francesa, os da segunda era; e os da terceira comeram comida francesa também e também comida húngara; e muitos também, os da quarta era, comeram comida irlandesa e comida escocesa; e muitos também, os da quinta era, comeram comida alemã; e os da sexta era comeram comida inglesa; e os da sétima comeram comida norte-americana.

         Mas a comida latino-americana e caribenha tem um toque muito especial; e essa é a comida que os alemães não comeram no tempo de Lutero, nem os ingleses no tempo de Wesley; assim que eles querem um prato novo. E podemos pôr algumas pimentas ao lado, para que saibam e experimentem o que se sente comendo com pimenta.

         Alguns somente experimentam o calor do ardido, mas há outra coisa que se experimenta, e é que o apetite se multiplica; e quando termina de comer, olha para ver se colocaram; e se não, dizem: “Estava saborosa, estava deliciosa a comida!”, e trazem mais. E isso é o que acontecerá quando provarem a comida que lhes daremos. Ofereceremos uma comida de boas-vindas, e todos os dias teremos comida de boas-vindas e comida com sabor latino-americano e caribenho.

         Assim que eles, ao terminarem, poderão dizer: “Ficou algo por aí na panela?”. E poderemos dizer: “Não, na panela, ainda não vai se tirar o do fundo da panela, porque preparamos suficiente comida para todos vocês e para nós também, porque há abundância de comida.”

         Se há abundância de comida espiritual, alimento espiritual para a alma, também haverá suficiente abundância, ou seja: haverá abundância de comida física para oferecer a eles também. E mesmo que forem dias de aperto, não haverá limitações, pois estaremos transformados; e se não o há, pela Palavra criadora aparecerá.

         Como quando não houve alimento para alimentar aquelas milhares de pessoas em duas ocasiões. Jesus disse: “Não têm necessidade de ir comprar alimento para eles. Dai-lhes vós de comer”; e Cristo multiplicou aqueles pãezinhos e aqueles peixinhos. Assim também acontecerá neste tempo final: que se não há, ou se somente resta um pouquinho, será multiplicado.

         Assim que haverá então abundância de alimento físico como há abundância de alimento espiritual; porque nosso José é o Príncipe de Prosperidade. Haverá prosperidade sempre, tanto espiritual como física para todos os filhos e filhas de Deus.

         “JOSÉ COM O ALIMENTO PARA SEUS IRMÃOS”.

         Bom, já vimos umas quantas coisinhas aqui, mesmo que já tivéssemos terminado; mas sempre, se ficarmos aqui, se ficar aqui com vocês, sempre vai continuar fluindo da parte de Deus; e tenho que fazer uma de duas coisas: ou dar a vocês ou ficar calado e dizer: Que Deus os abençoe, que Deus os guarde, e bom proveito do alimento espiritual da Palavra de Deus que nos dá nosso José, nosso amado Senhor Jesus Cristo; e também dará ao povo hebreu.

         Que Deus lhes abençoe e lhes guarde, e nos veremos à noite, Deus primeiro, para os que estarão lá na atividade da noite.

         Que Deus os abençoe e os guarde, e muito obrigado por vossa amável atenção.

         Que Deus os abençoe e os guarde; e até à noite, Deus primeiro.

         “JOSÉ COM O ALIMENTO PARA SEUS IRMÃOS”.

         [Revisão novembro 2019]

Find us

Carretera No.1 Km 54.5
Barrio Monte Llano
Cayey, Puerto Rico
00736

Twitter