ImprimirImprimir

Muito boa tarde amados irmãos e amigos. É para mim uma grande bênção estar com vocês, nesta ocasião aqui em San Juan, Sanarate, em El Progresso, aqui na Guatemala; é para mim realmente uma grande bênção estar aqui compartilhando com todos vocês as bênçãos de Cristo correspondentes a este tempo final sob A BÊNÇÃO DO SÉTIMO SELO.

         Para o qual quero ler em Apocalipse, capítulo 8, versículo 1 ao 5, e diz:

“E, havendo aberto o sétimo selo, fez-se silêncio no céu quase por meia hora.

E vi os sete anjos que estavam diante de Deus, e foram-lhes dadas sete trombetas.

E veio outro anjo e pôs-se junto ao altar, tendo um incensário de ouro; e foi-lhe dado muito incenso, para o pôr com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro que está diante do trono.

E a fumaça do incenso subiu com as orações dos santos desde a mão do anjo até diante de Deus.

E o anjo tomou o incensário, e o encheu do fogo do altar, e o lançou sobre a terra; e houve depois vozes, e trovões, e relâmpagos, e um terremoto.”

         Que Deus abençoe a Sua Palavra em nossas almas e nos permita entendê-la, e nos abra o entendimento em nossa alma e em nossa mente, e nos encha do conhecimento da Sua Palavra, e assim nos abençoe com Sua Palavra nesta ocasião. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

         Nosso tema é: “A BÊNÇÃO DO SÉTIMO SELO”.

         O Sétimo Selo é a Segunda Vinda de Cristo. Por isso quando foi aberto no Céu o Sétimo Selo, diz que houve silencio no Céu como por meia hora.

         Este é o mistério do qual Cristo havia dito que ninguém conhecia. Por exemplo: aqui na Escritura de São Mateus, São Marcos e São Lucas, nos fala sobre a Vinda do Filho do Homem e nos diz que esse mistério ninguém no Céu nem na Terra o conheciam. Por exemplo: aqui em São Marcos, capítulo 13, versículos 26 em diante, diz:

“E, então, verão vir o Filho do Homem nas nuvens, com grande poder e glória.

E ele enviará os seus anjos e ajuntará os seus escolhidos, desde os quatro ventos, da extremidade da terra até a extremidade do céu.

Aprendei, pois, a parábola da figueira: quando já o seu ramo se torna tenro, e brotam folhas, bem sabeis que já está próximo o verão.

Assim também vós, quando virdes sucederem essas coisas, sabei que já está perto, às portas.

Na verdade vos digo que não passará esta geração sem que todas essas coisas aconteçam.

Passará o céu e a terra, mas as minhas palavras não passarão.

Mas, daquele Dia e hora, ninguém sabe, nem os anjos que estão no céu, nem o Filho, senão o Pai.”

         Agora vejam aqui como Jesus Cristo diz que nem os anjos que estão no Céu…, nem sequer o Filho sabia nesse momento este mistério do dia e a hora da Vinda do Filho do Homem para o tempo final. Depois que Jesus Cristo morreu, ressuscitou e subiu ao Céu, já obteve esse conhecimento, mas antes disso o Pai não lhe tinha revelado esse mistério.

         Como? Encontramos aqui..., para poder compreender isto de que Jesus Cristo não sabia quando seria o dia e a hora da Segunda Vinda do Filho do Homem, é simples: na mente de vocês está tudo o que vocês conhecem, porque aí está o consciente, vocês já estão conscientes de todas essas coisas que vocês já conhecem; mas na alma de vocês há coisas que vocês não conhecem, porque estão no subconsciente.

         Quantos sabiam que eram filhos de Deus? Não sabiam. Quantos sabiam que eram escolhidos, eleitos de Deus? Não sabiam. Mas isso estava aqui selado, na alma, e estava na mente de Deus; mas quando Deus tornou consciente essa verdade para todos os filhos de Deus, desde o profundo da Sua alma saiu também e se tornou consciente a você, e agora você sabe que é um filho ou uma filha de Deus.

         Mas você é uma filha ou um filho de Deus porque sempre você o foi, porque está escrito no Livro da Vida do Cordeiro; mas não sabia, por quê? Porque não estava em seu consciente ainda isso; mas quando Deus já tirou isso e o tornou consciente, já então, os filhos e filhas de Deus; à medida que vão recebendo a Palavra vai-se tornando consciente neles quem são; de onde vieram, porque estamos aqui na Terra e para onde vamos no Programa de Deus.

         Viemos da sétima dimensão, que é a dimensão de Deus, e passamos a este planeta Terra neste corpo terreno para ser provados e fazer contato com a vida eterna; e quando recebemos a Cristo como nosso Salvador e lavado nossos pecados no Sangue de Cristo, recebemos Seu Espírito Santo e obtivemos o novo nascimento, e assim obtivemos um corpo teofânico da sexta dimensão, chamado o Anjo do Senhor, que acampa ao redor dos que o temem e os defende.

         E agora, descobrimos que cada filho e filha de Deus, ao receber Cristo como seu Salvador e nascer de novo recebendo Seu Espírito, obteve o novo nascimento; nasceu (onde?) na Casa de Deus, no Reino de Deus, nasceu na Igreja de Jesus Cristo.

         Porque à Igreja de Jesus Cristo não se entra porque a pessoa diz: “Eu quero ser um membro da Igreja de Jesus Cristo”. O melhor, toda pessoa que é parte desse Corpo Místico de crentes, primeiro: esteve escrito no Livro da Vida do Cordeiro desde antes da fundação do mundo, e veio a este planeta Terra para ser manifestado em carne humana para assim fazer contato com o Programa de Deus, e assim crer em Cristo como seu Salvador e lavar nossos pecados no Sangue de Cristo e receber Seu Espírito Santo, e assim nascer de novo.

         Assim como nascemos na família terrena por meio de papai e mamãe, agora obtemos um novo nascimento por meio de crer em Cristo como nosso Salvador e lavar nossos pecados no Sangue de Cristo e receber Seu Espírito Santo.

         Nascemos de Cristo, e por isso é que agora temos também uma nova família; a Família de Deus; e por isso oramos por nossos familiares, para que também eles recebam essa bênção de Deus; e continuamos amando nossa família terrena, mas sabemos também que temos e pertencemos a uma Família celestial.

         E assim como somos irmãos — terrenamente falando — de nossa família terrena, dos que nasceram nessa casa (pois somos irmãos ou irmãs), assim também dos que nasceram na Casa de Deus, na Igreja de Jesus Cristo, somos todos irmãos. Vê? Porque pertencemos também a essa nova Família, a essa Família celestial, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo, a qual nasceu no Dia de Pentecostes e começou a ter Seus filhos, nascendo os filhos e filhas de Deus primeiramente na sexta dimensão.

         Mesmo que nos encontremos nesta dimensão, o novo nascimento ocorre em outra dimensão, e então aí temos um corpo da sexta dimensão, o qual está conosco; e se nosso corpo físico morrer; o que acontece? Pois vamos viver na sexta dimensão — que é o Paraíso — nesse corpo teofânico, que é parecido a este corpo físico, mas de outra dimensão.

         Esse corpo é do mesmo tipo que Jesus Cristo tem, da sexta dimensão, no qual apareceu aos profetas no Antigo Testamento; e por isso é que Jesus podia dizer… João dizia: “depois de mim vem um do qual eu não sou digno de desatar o cadarço do Seu calçado; Ele os batizará com Espírito Santo e Fogo”.

         Ele disse também que vinha depois dele, mas que era primeiro que ele e maior do que ele. E por que era primeiro que ele e vinha depois? Vejam; João Batista nasceu como seis meses antes que Jesus, e João diz que é primeiro que ele.

         E agora, quando Jesus chega, Jesus não somente diz que é maior que João…, porque Ele o disse quando (Jesus) disse: “João era uma tocha (ou seja: uma luz, uma lâmpada) que ardia”; porque João era o pavio dessa lâmpada, dessa sétima era da Igreja hebraica sob a Lei. “E João era tocha que ardia; e vocês quiseram caminhar à Sua luz”.

         Uma tocha acesa e de noite ilumina muito, e as pessoas, pois, quer caminhar na luz (para que?) para não tropeçar e cair num buraco. E Jesus diz: “E vocês quiseram caminhar à Sua luz”; essa luz espiritual, essa revelação de Deus para aquele momento, onde chamava as pessoas ao arrependimento e os batizava e os colocava no Programa de Deus para aquele tempo, onde estava sendo precursada, preparada as pessoas para receber Cristo em Sua Primeira Vinda.

         E quando Cristo em seguida fala de Si mesmo, diz: “Mas eu tenho maior testemunho que João”.

         Jesus não estava falando estas coisas por orgulho, por vangloria, mas que estava falando a verdade. Por quê? Porque Jesus é maior que João Batista e é maior que qualquer dos profetas que tenham vindo no passado ou que venham no futuro. Ele é a cabeça da Sua Igreja; e Ele é a cabeça, o princípio da Criação de Deus, dessa Nova Criação. Ou seja: que o grande é nosso amado Senhor Jesus Cristo, e Ele é nosso irmão mais velho, veem? Que é o mais velho, é o maior.

         Ele é a cabeça dessa nova raça que Ele está criando e que começou no Dia de Pentecoste, a qual é Sua Igreja. É uma nova raça que começa obtendo um corpo teofânico, da sexta dimensão, quando nasceu de novo, e em seguida receberá um corpo físico eterno e glorificado igual ao corpo do nosso amado Senhor Jesus Cristo. Essa nova raça é a que governará com Cristo sobre este planeta Terra e sobre o universo completo.

         Por isso é que diz a Escritura, falando desta nova raça, em Apocalipse, capítulo 1, versículos 4 em diante, diz:

         “João, às sete igrejas que estão na Ásia: Graça e paz sejam convosco da parte daquele que é e que era, e que há de vir, e da dos sete Espíritos que estão diante do seu trono;

E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dos mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos ama, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados,

E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai, a ele, glória e poder para todo o sempre. Amém!” (Apocalipse, capítulo 1, versículo 4 ao 6).

         E Apocalipse, capítulo 5, versículos 8 em diante, diz:

“E, havendo tomado o livro, os quatro animais e os vinte e quatro anciãos prostraram-se diante do Cordeiro, tendo todos eles harpas e salvas de ouro cheias de incenso, que são as orações dos santos.

E cantavam um novo cântico, dizendo: Digno és de tomar o livro e de abrir os seus selos, porque foste morto e com o teu sangue compraste para Deus homens de toda tribo, e língua, e povo, e nação;

E para o nosso Deus nos fizeste reis e sacerdotes; e eles reinaremos sobre a terra.”

         Se nos fizestes reis e sacerdotes, é para reinar com Cristo durante o Milênio, Reino Milenial, e por toda a eternidade. Se nos fez reis, pois vamos reinar com Ele; e se nos fez sacerdotes, então vamos ministrar com Ele também as coisas espirituais.

         E agora, vejam vocês que assim como no meio do povo hebreu houve um templo, e tinham ali o sumo sacerdote e — em acréscimo — aos demais sacerdotes, agora, do Templo que está no Céu (porque aqueles templos, o de Moisés e o de Salomão, representavam o Templo que está no Céu), do Templo que está no Céu, quem é o Sumo Sacerdote? Nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         E quem são os demais sacerdotes desse Templo? Nós. Nós pertencemos a esse povo de sacerdotes, chamado a Igreja do Senhor Jesus Cristo. Por isso se refletiu tudo isto no meio do povo hebreu; no Israel terreno, se refletiu o Israel celestial, e no templo terreno de Moisés e o de Salomão se refletiu o Templo celestial.

         E agora Cristo está construindo um Templo não com pedras literais, mas com pedras vivas, que são seres humanos e que são os membros do Corpo Místico de Cristo, os quais creem em Cristo como nosso Salvador, lavam seus pecados no Sangue de Cristo e recebem Seu Espírito Santo no tempo que lhes corresponde viver.

         A cada um, vejam vocês, no tempo que corresponde viver; cada filho e filha de Deus; corresponde entrar no Programa Divino, no Corpo Místico de Cristo, e tem uma forma para entrar: por meio do Espírito de Deus, do Espírito de Cristo. Por um Espírito todos temos entrada a esse Corpo Místico de crentes.

         Jesus disse a Nicodemos no capítulo 3 de São João: “Em verdade, Em verdade te digo que o que não nasça de novo não pode ver o Reino de Deus”, ou seja: não o pode entender. Nicodemos pensou em um nascimento natural, nascendo outra vez por meio da Sua mãe, mas não significava isto o nascer novamente por meio de uma mulher. Vejam:

  “Disse-lhe Nicodemos: Como pode um homem nascer, sendo velho? Porventura, pode tornar a entrar no ventre de sua mãe e nascer?

Jesus respondeu: Em verdade, Em verdade te digo que aquele que não nascer da água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus.

O que é nascido da carne é carne, e o que é nascido do Espírito é espírito.

Não te maravilhes de te ter dito: Necessário vos é nascer de novo.”.

         São João, capítulo 3, versículo 2 ao 7, aí temos essa conversação de Nicodemos com Jesus, onde Jesus lhe revela que para entrar no Reino de Deus é necessário nascer de novo. Nenhuma pessoa pode entrar no Corpo Místico de Cristo, à Igreja de Jesus Cristo, sem nascer de novo.

         E agora, estas pessoas que pertencem à Igreja de Jesus Cristo por meio de crer em Cristo como seu Salvador e nascer de novo, receber o Espírito de Cristo, são a Nova Criação de uma nova raça que Cristo está criando; e serão todos iguais ao nosso amado Senhor Jesus Cristo, com um espírito teofânico eterno (que é o que recebemos quando recebemos o Espírito de Cristo) e com um corpo físico eterno e glorificado.

         Vejam vocês a bênção tão grande que Cristo tem para todos nós, a qual está nos dando, pois ao crer nele como nosso Salvador e lavar nossos pecados no Sangue de Cristo e receber Seu Espírito Santo, recebemos o corpo teofânico da sexta dimensão, da dimensão do Paraíso; e em seguida receberemos neste Último Dia…, porque no Último Dia é que Ele disse: “… e eu o ressuscitarei no Último Dia”.

         Os mortos em Cristo de eras passadas e alguns dos nossos que partiram têm a promessa de serem ressuscitados no Último Dia, que é o sétimo milênio. E se acrescentamos ao calendário os anos de atraso que tem, já estamos no sétimo milênio e, consequentemente, em algum momento do sétimo milênio, em algum ano do sétimo milênio, se realizará a ressurreição dos mortos. Agora, em que ano? Não sabemos.

         E logo depois da ressurreição dos mortos em Cristo virá a transformação de nós os que estamos vivendo; mas antes disso, diz São Paulo: “… à Trombeta Final”, nos falando sobre a ressurreição e transformação, diz que será à Trombeta Final.

         Vamos vê-lo em Primeira de Coríntios, capítulo 15; versículos 50 em diante diz: “Mas isto digo…”, ou o 49 melhor. Primeira de Coríntios, capítulo 15, versículo 49 em diante, diz:

         “E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial (ou seja: que seremos iguais ao nosso amado Senhor Jesus Cristo, à imagem e semelhança de Jesus Cristo).

         E, agora, digo isto, irmãos: que carne e sangue não podem herdar o Reino de Deus, nem a corrupção herda a incorrupção.”

         Ou seja: que este corpo, que é corruptível, não pode continuar vivendo por toda a eternidade sem ver morte e assim ver corrupção. Este é um corpo temporário, é um corpo terreno, portanto, nasce, mas está sentenciado a morrer; porque veio por meio do primeiro Adão, da descendência do primeiro Adão, o qual pecou junto à sua esposa e perdeu a bênção da vida eterna no corpo físico, perdeu os direitos à vida eterna. Portanto, não pode continuar vivendo o corpo físico aqui no planeta Terra por milhares de anos, porque é corruptível e temporário; e está sentenciado a morte porque Adão e Eva pecaram no Horto do Éden, e a recompensa do pecado é morte.

         Agora, vejam vocês, Adão viveu uns 900 e alguns anos… vejamos quantos foram os anos que Adão viveu, para que tenhamos um quadro claro do que estamos falando através… Vejam, 930 anos:

         “E foram todos os dias que Adão viveu novecentos e trinta anos; e morreu”. (Gênesis, capítulo 5, versículo 5 também).

         Agora vejam vocês que o importante não é viver muitos anos, porque por mais anos que se viva neste corpo mortal a pessoa tem que morrer fisicamente, ou seja: seu corpo físico tem que morrer.

         O importante é que a pessoa faça contato com a vida eterna o tempo que viva aqui na Terra, e receba a Cristo como seu Salvador, lave seus pecados no Sangue de Cristo e receba Seu Espírito, e assim entra à vida eterna, assim entra no Corpo Místico de Cristo, e já obtém um corpo teofânico da sexta dimensão.

         Se a pessoa morrer, vai viver no Paraíso nesse corpo; e quando Cristo ressuscitar a todos os mortos que partiram, aí ressuscitará a pessoa também, com os demais que ressuscitarão; e ressuscitará em um corpo eterno, um novo corpo que não será corruptível, que não será temporário e que não será mortal; mas imortal, incorruptível e eterno.

         Esse é o corpo que Deus tem para Seus filhos; mas antes nos deu, nos permitiu…, na permissão divina, nos permitiu viver neste corpo mortal, corruptível e temporário, e passar por esta experiência única, porque não vai se repetir em nossas vidas.

         É uma experiência única para que nós façamos contato com a Vida Eterna, com Cristo, entremos no Programa de Deus em Seu Corpo Místico de crentes, na Sua Igreja, recebamos o novo corpo teofânico... (o novo corpo, um novo corpo da sexta dimensão); porque o espírito que recebemos quando nascemos é do mundo, e agora necessitamos um de Deus; e esse de Deus é o que recebemos depois de receber Cristo como nosso Salvador; ao receber Seu Espírito Santo recebemos esse espírito de Deus, esse espírito da sexta dimensão. E em seguida o que nos falta é somente um corpo criado por Deus, um corpo eterno, um corpo glorificado, o qual Cristo prometeu para todos nós, para nos dar esse corpo (quando?) no Último Dia, que é o sétimo milênio.

         Ele; vejam vocês, nos promete esse novo corpo. São Paulo; vejam (continuamos lendo aqui), diz [1 Coríntios 15:51]:

         “Eis aqui vos digo um mistério (recordem que é um mistério tão grande que a ciência ainda não pôde nem descobrir esse mistério): Na verdade, nem todos dormiremos (ou seja: nem todos vamos morrer fisicamente); mas todos seremos transformados…”

         Porque todos teremos um corpo glorificado. Isso será um corpo diferente deste corpo físico; mesmo que tenha a aparência deste corpo físico, mas será um corpo glorificado, um corpo eterno, um corpo com vida eterna em todas as células e átomos desse corpo.

         “… mas todos seremos transformados,

         num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta…”

         Vejam, os sete anjos mensageiros das sete eras foram os sete olhos de Deus que percorreram a Terra, ou seja: foi o Espírito Santo percorrendo a Terra desde o leste — a terra de Israel — até o oeste; percorreu pela Ásia Menor na primeira era, pela França na segunda, e assim na Europa percorreu cinco eras; depois passou à América do Norte e percorreu a sétima era da Igreja gentia. E essas foram as sete manifestações dos sete olhos do Senhor que percorrem toda a Terra. São sete manifestações do Espírito Santo em sete mensageiros, sete homens que Deus enviou, cada um para cada era da Igreja gentia.

         No diagrama que o reverendo William Branham usou, temos isto claro.

         A primeira era corresponde a Ásia Menor. Esta pequenina aqui, esta parte aqui, é o tempo dos apóstolos: São Pedro, Tiago, João e todos estes apóstolos no meio do povo hebreu; mas depois veio a etapa para os gentios, onde São Paulo foi o mensageiro enviado aos gentios, onde Deus tratou com os gentios, e continuou tratando com os gentios de era em era.

         E aqui estão os sete anjos mensageiros das sete etapas ou eras da Igreja gentia. A última foi na América do Norte (das sete eras da Igreja gentia) e seu mensageiro foi o reverendo William Branham.

         E depois que transcorreram estas sete eras podemos conhecer a história do que foi a Obra dos sete olhos do Senhor que percorrem toda a Terra, que foi a Obra do Espírito Santo manifestado nos Seus sete anjos mensageiros nos territórios onde se cumpriram essas eras.

         E agora, para o Último Dia Jesus Cristo vem à Era da Pedra Angular, sobe à Era da Pedra Angular e vem manifestado em carne humana. Assim como esteve manifestado em cada mensageiro em carne humana na porção correspondente a cada era, vêm manifestado em carne humana no Anjo Mensageiro da Era da Pedra Angular; nos revelando todas estas coisas que em breve devem acontecer, e assim nos enchendo do conhecimento do Programa Divino, e nos chamando e nos juntando (onde?) na Era da Pedra Angular, aqui acima, na Era da Pedra Angular, que é a Era do Amor Divino.

         E essa era onde se cumpre? Na América Latina e no Caribe. E onde estão as pessoas que receberiam Cristo em Sua manifestação final em Seu Anjo Mensageiro? Pois aqui estamos, na América Latina e no Caribe, recebendo as bênçãos do Sétimo Selo.

         O Sétimo Selo é Jesus Cristo, é este Anjo que aparece nesta nuvem formada por anjos. Aqui estão os sete anjos mensageiros das sete eras e aqui está o Anjo que era diferente dos demais, o qual é o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, o qual é o mesmo Jesus Cristo em Seu corpo teofânico; esse é o Anjo que tem o Sétimo Selo.

         E com a vinda de cada anjo mensageiro das sete eras da Igreja gentia, os quais estão aqui em Seus corpos teofânicos, quando cada um deles veio manifestado em Seu corpo de carne, foi o instrumento de Cristo para a era em que Cristo o enviou, e por meio desse mensageiro foram chamados e juntados os escolhidos dessa era; e assim enviou sete anjos mensageiros.

         E agora para o Último Dia Cristo diz em São Mateus, capítulo 24, diz [versículo 30]:

         “Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem …”

         E aqui o temos. Aqui está o Filho do Homem, o Anjo do Pacto, Jesus Cristo em Espírito, Jesus Cristo em Seu corpo teofânico; e aqui também estão os sete anjos mensageiros em Seus corpos teofânicos. Esse sinal, já o vimos no céu.

         “… e todas as tribos da terra se lamentarão…”.

         Dessa data em diante, 28 de fevereiro de 1963, encontramos que os problemas sobre a raça humana, sobre todas as nações, estiveram estremecendo as nações, e o que se escuta é um lamento entre todas as nações e tribos da raça humana: problemas econômicos, problemas políticos, problemas militares, problemas de todas os tipos; problemas sociais, problemas também no terreno, a natureza, a Terra com problemas, o planeta Terra com problemas por diferentes lugares, guerras por diferentes lugares; e a camada de ozônio afetando-se também. E também dizem que um meteoro ou meteorito (ou algo assim) vai cair em breve ou passará perto da Terra ou pode ser que caia na Terra; e tudo é lamento; temor e confusão. Pois a Escritura diz, vejam aqui (vejamos), em São Lucas… Em São Lucas (nessa mesma passagem, mas em São Lucas) diz… capítulo 21, versículo 25 em diante, diz:

“E haverá sinais no sol, e na lua, e nas estrelas, e, na terra, angústia das nações, em perplexidade pelo bramido do mar e das ondas;

Homens desmaiando de terror, na expectação das coisas que sobrevirão ao mundo, porquanto os poderes do céu serão abalados”.

         E agora, por causa das potências dos céus serem abaladas, o que acontece? Há expectativa e temor das coisas que virão sobre o planeta Terra.

         “E, então, verão vir o Filho do Homem numa nuvem, com poder e grande glória.”.

         Agora vejam; São Mateus diz que virá nas nuvens e São Lucas diz que virá em uma nuvem, mas não há nenhuma contradição neles. Virá em uma nuvem? Pois aqui a têm. Virá nas nuvens? Pois aqui está.

         Cada anjo mensageiro é uma nuvem, uma nuvem pequena, porque estes são os corpos teofânicos dos anjos mensageiros, que são vistos na forma de uma nuvem cada um deles; e todos unidos, com o corpo também do Anjo que era diferente dos demais, formando também parte desta nuvem, vejam vocês, aí temos; formam uma só nuvem, mas são muitas nuvens.

         Cada anjo é uma nuvem; e unida, cada um, os oito anjos aqui (os sete anjos das sete eras com o Anjo que era diferente dos demais aqui unidos) formam essa nuvem; mas recordem: são; cada um deles, uma nuvem.

         Assim que esta é uma nuvem octógona, seria; não sétupla, mas uma nuvem octógona. E diz:

         “E, então, verão vir o Filho do Homem numa nuvem, com poder e grande glória.

Ora, quando essas coisas começarem a acontecer, olhai para cima e levantai a vossa cabeça, porque a vossa redenção está próxima”.

         Nossa redenção é a transformação dos nossos corpos, onde obteremos a redenção do corpo, onde obteremos essa transformação e esse novo corpo que Ele prometeu para nós; seremos colocados em um corpo eterno, e viveremos por toda a eternidade.

         E agora, São Paulo em Primeira aos Coríntios diz que isso será para o tempo da Trombeta Final, e a Trombeta Final é a Trombeta do Evangelho do Reino soando e revelando o mistério da Segunda Vinda de Cristo. Diz [1 Coríntios 15:52]:

         “… num momento, num abrir e fechar de olhos…”.

         Agora, lhes mostrei o que são olhos. Profeticamente falando ou como símbolos; os olhos são os videntes ou profetas de Deus. E agora, tivemos sete olhos, sete anjos mensageiros, sete profetas enviados por Deus; quando apareceu o mensageiro, aí se abriu um dos sete olhos de Deus.

         Agora vejam, diz: “em um abrir e fechar”. Um abrir: aparece o mensageiro, aí se abriu esse ministério desse olho de Deus; e aí esteve a visão profética e a visão bíblica para que todos os filhos e filhas de Deus dessa era pudessem ver o Programa de Deus por meio dessa manifestação desse olho de Deus; e em seguida foi fechado esse olho (isso foi quando morreu o mensageiro), e em seguida Deus abriu outro dos Seus olhos, que foi o segundo mensageiro. E assim, em um abrir e fechar de olhos; transcorreram sete eras da Igreja gentia.

         E à Trombeta Final, que é a Grande Voz de Trombeta do Evangelho do Reino revelando, proclamando o mistério do Sétimo Selo, o mistério da Segunda Vinda de Cristo, os escolhidos de Deus são chamados e juntados com essa Grande Voz de Trombeta, como Jesus diz em São Mateus, capítulo 24, onde diz (vamos continuar lendo):

         “Então, aparecerá no céu o sinal do Filho do Homem; e todas as tribos da terra se lamentarão e verão o Filho do Homem vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.

E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.”.

         Essa Grande Voz de Trombeta, vejam vocês, é a mesma Trombeta Final da qual nos fala o apóstolo São Paulo que vem soando e vem chamando e juntando todos os escolhidos de Deus. E o que vem soando? Vem soando a Segunda Vinda de Cristo. Essa é a Trombeta Final.

         E vejam o que disse o precursor da Segunda Vinda de Cristo na página 149 do livro de Citações (para não ler muito vamos ficar aqui nesta página no momento), onde diz no versículo 1333, que é um extrato da mensagem “Envergonhados Dele”, diz:

         1333 – “Recordem que os que vivem e ficarem não impedirão os que dormem; porque a trombeta de Deus, essa última trombeta (a sexta acaba de soar) … e essa última trombeta, com o último selo…”

         Ou seja: essa Sétima Trombeta com o Sétimo Selo; porque a última Trombeta é a Sétima Trombeta e o último Selo é o Sétimo Selo. Assim:

         “… e essa última trombeta, com o último selo, será a vinda do Senhor. Tocará, e os mortos em Cristo se levantarão primeiro… só descansando até esse tempo”.

         Agora, antes da ressurreição dos mortos em Cristo e transformação de nós os que vivemos, tem que soar o que? A Trombeta Final, que é a Sétima Trombeta, a qual é também o Sétimo Selo. A Trombeta e o Sétimo Selo; essa Trombeta Final ou Grande Voz de Trombeta ou Sétima Trombeta, como o último Selo, o que é? A Vinda do Senhor.

         Vejamos também aqui, na mensagem… vejamos. No livro de Citações, página 128, versículo 1143, diz:

         1143 – “sob da Sétima Trombeta é para Israel o mesmo que o Sétimo Selo foi para a Igreja”.

         Sob a Sétima Trombeta para Israel, o que Israel estará escutando? A Segunda Vinda de Cristo. Mesmo que para Israel a Primeira Vinda de Cristo a passaram despercebido e estão esperando ainda a Vinda do Messias; para eles de momento será a Primeira, mas realmente é a Segunda Vinda de Cristo.

         Agora, essa Sétima Trombeta para Israel é o mesmo que o Sétimo Selo para a Igreja gentia, e a Sétima Trombeta e o Sétimo Selo é a Vinda do Senhor. Soará, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro, e em seguida nós os que vivemos seremos transformados; mas primeiro tem que soar.

         E quanto tempo estará soando essa Trombeta? Todo o tempo que for seja necessário até que seja escutada até pelo último dos escolhidos de Deus; porque todos têm que escutar essa Trombeta soando, todos têm que escutar o Sétimo Selo soando, sendo revelado aos filhos e filhas de Deus.

         E quando a tiver escutado até o último dos escolhidos e tiver sido chamado e juntado, recolhido no Corpo Místico de Cristo, na Era da Pedra Angular, em seguida vem a ressurreição dos mortos em Cristo e em seguida a transformação de nós os que vivemos.

         Não pode ocorrer a ressurreição dos mortos em Cristo sem estar completo o Corpo Místico de Cristo, sem estar completo o grupo da Era da Pedra Angular, onde se completa o Corpo Místico do nosso amado Senhor Jesus Cristo, se completa a Igreja de Jesus Cristo.

         E agora, assim como a primeira era foi na Ásia Menor e com pessoas da Ásia Menor…, encontramos que a Igreja de Jesus Cristo se completou em Sua primeira era, e assim foi de era em era e de território em território; e agora, agora a grande bênção, qual é? É a bênção que correspondeu aos latino-americanos e caribenhos, porque com latino-americanos e caribenhos é que Cristo cria o Lugar Santíssimo do Seu Templo espiritual, cria a Era da Pedra Angular, e completa Sua Igreja, Seu Corpo Místico de crentes, com gente simples, com pessoas humilde, com pessoas latino-americana e caribenha.

         E quem ia imaginar que os últimos escolhidos de Deus que completariam o Corpo Místico de Cristo seriam latino-americanos e caribenhos? Isso nunca passou pela mente de nenhum ser humano; porque estas são coisas que olho não viu, nem orelha ouviu, nem subiu ao coração humano. Estavam no coração de Deus, sob o mistério do Sétimo Selo, sob o mistério da Segunda Vinda de Cristo.

         E agora vejam as bênçãos tão grandes que Deus está nos dando na América Latina e no Caribe sem necessidade de que sejamos pessoas multimilionárias e com grandes doutorados universitários, sem necessidade de ter grandes lugares e edifícios. Vejam, aqui, reunidos neste lugar simples, onde por este lado tudo é porta e janela e por aquele lado também, aqui há um grupo de filhos e filhas de Deus que estão recebendo a bênção do Sétimo Selo e estão recebendo a revelação divina de todas estas coisas que em breve devem acontecer, neste tempo final.

         E agora vejam vocês como a bênção de Deus está conosco, assim como esteve com Abraão quando Elohim visitou Abraão; e vejam, não necessitou que Abraão lhe dissesse: “Vamos ao melhor restaurante deste lugar”, não; debaixo de uma árvore ali esteve Abraão com Elohim, com Gabriel e Miguel. Ali lhe serviu uma vitela e demais coisas que acompanham uma vitela; não em seco assim, mas uma vitela assada, bem preparadinha, e seus pães; tudo isso Abraão ofereceu, seus pães também, e também manteiga, leite. Tudo o que eles acostumavam pôr na mesa, de tudo isso serviu a Deus, e... a Deus que estava em forma visível; tinha se materializado ali para Abraão, e o Arcanjo Gabriel e o Arcanjo Miguel também.

         Que bênção tão grande Abraão teve; ver Deus em Seu corpo teofânico se materializando ali, e também ver Gabriel e Miguel ali com Elohim, e em seguida oferecer um almoço, e eles aceitarem esse almoço e lavarem os pés também, porque esse é o costume, lá nessas áreas.

         Se você for por lá, você verá por que esse costume existe lá. É que esses territórios têm muito pó, muita areia, e é preciso lavar os pés, e mais, quando nesses tempos, pois, usavam sandálias, e nessa forma, pois, se empoeiram todos os pés; e uma das coisas que faziam quando recebiam uma pessoa era lhe lavar os pés e também ungi-lo com o que corresponde para ser ungido naquele tempo (seja perfume ou azeite), e dar as boas-vindas com um beijo também, e em seguida a comida, almoço ou jantar.

         Também a Jesus convidaram em diferentes ocasiões; mas vejam, ofereceram a comida, mas nem lhe lavaram os pés nem o ungiram com o perfume que era necessário ungi-lo; e veio uma mulher que amava Jesus, lavou os pés de Jesus com suas lágrimas, secou-os com seu cabelo.

         E em seguida derramou também perfume — fora nessa ocasião ou em outra ocasião — uma mulher crente em Cristo, sobre Jesus Cristo. Alguns diziam: “Convinha que isto se vendesse, se isto valia trezentos denários!” Seguramente percebeu o tipo de perfume que era. Disse: “Este é do caro, este é o que vale muito”.

         E agora, Jesus disse: “Deixem esta mulher tranquila, porque tem feito uma boa obra”. Mas diziam: “Mas isto se vendesse e o dinheiro serviria para os pobres”. Jesus disse: “Ela fez boa obra. Os pobres, vocês sempre os terão; assim, se quiserem ajudar aos pobres, sempre vai haver pobres; mas não me terão sempre, não me terão sempre neste corpo. Ela me ungiu para minha sepultura”.

         Vejam que depois, quando Cristo morreu, não o puderam preparar para a sepultura porque já era muito tarde; e em seguida, no domingo de ressurreição, foi que apareceram com as especiarias e com todas essas coisas, mas já era muito tarde; mas já, vejam; aquela mulher o tinha ungido para Sua sepultura. Portanto já se sabia que não ia haver quem o ungisse para quando o fossem sepultar porque não iria haver tempo, porque estavam… Ele morreu na sexta-feira às 3:00 da tarde, e o deixaram ainda um tempo ali, e em seguida José de Arimatéia pediu o corpo de Jesus; o deram (e já era muito tarde), envolveram-no em um lençol novo e o colocaram no sepulcro de José de Arimatéia, um sepulcro novo.

         Se vocês chegarem a ver um sepulcro lá (pelo menos desse tipo), em… Eu estive ali em Jerusalém, e sob a terra havia um cemitério, e era uma cova, um corredor comprido; e assim nas paredes faziam uma cova, havia uma covinha ali, e aí é onde enterravam os mortos (nesse local pelo menos); e em seguida colocavam sua tampa, seja de cimento ou não sei do que (não me recordo bem, mas deve ser de cimento), e aí estavam.

         E onde Jesus foi sepultado foi também em uma cova, mas talvez essa cova, pois, não era tão grande, mas, vejam vocês, era uma cova onde se podia entrar. Ali Pedro entrou e entrou São João também e viram (depois, quando Cristo ressuscitou) o lençol e todas estas coisas nas quais tinham envolvido Jesus; tudo estava ali, e dois anjos de Deus também estavam ali.

         Vejam, aparecem esses dois anjos em muitas ocasiões, quando Jesus também… , quando ressuscitou apareceram, e apareceram às mulheres que foram ali, apareceram também a alguns discípulos; em seguida também apareceram, quando Cristo subiu ao Céu, dois varões.

         E, vejam vocês, quando Elohim esteve comendo com Abraão, também havia ali dois varões, que eram os Arcanjos Gabriel e Miguel. E aí vamos deixar quietinho, porque quando Cristo também esteve no Monte da Transfiguração apareceram dois varões também, um a cada lado. Bom, e no Céu encontramos que estão Gabriel e Miguel, que são os Arcanjos que apareceram com Elohim quando veio visitar Abraão, e em seguida passaram a Sodoma e Gomorra.

         Agora, vejam vocês como Abraão esteve sob a bênção do Sétimo Selo, porque o Sétimo Selo é a Vinda do Senhor, do Anjo do Pacto, deste Anjo que era diferente dos demais; e por quanto este Anjo foi quem esteve com Abraão comendo, quem apareceu em diferentes ocasiões, quem fez a promessa do filho prometido, quem disse também que dele formaria uma grande nação, agora encontramos que este Anjo se fez carne dois mil anos atrás na pessoa de Jesus, naquele véu de carne chamado Jesus, e depois esse véu morreu de carne, ressuscitou e subiu ao Céu, e esteve de era em era viajando pelas diferentes eras ou etapas da Igreja e pelos diferentes territórios onde se cumpriram essas eras.

         E agora vem à Era da Pedra Angular e ao território onde se cumpre essa era; e isso é a Vinda do Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, do qual diz o anjo mensageiro da sétima era da Igreja gentia no livro Os Selos, página 200… vamos ver primeiro a página 469, uma partezinha nada mais; diz (vejamos):

         “153. E notaram que disse que um desses anjos era muito diferente? Pareceu-me muito distinto dos demais. Estavam em uma constelação com três a cada lado e um acima…”

         Está falando desta constelação de anjos que estão nesta nuvem; e aqui está o Anjo que era diferente dos demais, que forma o cabelo branco do Senhor; porque aqui esta nuvem forma o rosto do Senhor, e o cabelo branco está formado pelo Anjo que era diferente dos demais; e o resto aqui está formado por outros anjos das sete eras da Igreja gentia.

         Agora diz:

         “153.…Pareceu-me muito distinto dos demais. Estavam em uma constelação com três a cada lado e um acima; e o que estava ao meu lado, contando da esquerda para a direita, esse seria o sétimo Anjo. Ele era mais brilhante e significava mais para mim que o demais. Disse-lhes que tinha o peito assim robusto e estava voando para o Oriente. Disse-lhes também que: ‘Me Levantou, me elevou’. Se lembram?

         154. Agora, aqui está! Era o que tinha o Sétimo Selo, o qual mantive como uma pergunta em minha mente toda minha vida. Os outros Selos significaram muito para mim, desde pronto; mas vocês não imaginam o que significou este sétimo”.

         E agora, na página 256.

         Agora, vimos que diz: “Agora, aqui está! Era o que tinha o Sétimo Selo”. Qual desses anjos era o que tinha o Sétimo Selo? Este Anjo que era diferente dos demais; e o Sétimo Selo é a Vinda do Senhor, porque esse é o Senhor em Seu corpo teofânico.

         Página 256 do livro Os Selos, diz o reverendo William Branham:

         “121. Mas quando nosso Senhor aparecer sobre a Terra, Ele virá sobre um cavalo branco como a neve, e será completamente Emanuel — a Palavra de Deus encarnada em um homem.”

         Isso é a Vinda do Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, isso é a Vinda do Anjo que era diferente dos demais; essa é a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, que é Jesus Cristo em Seu corpo teofânico, vindo no Último Dia manifestado em carne humana em Seu Anjo Mensageiro.

         E agora, na página 482 e 483 diz:

         “199.… Vemos, pois, que é um mistério por completo (ou seja: o Sétimo Selo), e a hora ainda não chegou para que se revelasse este mistério. Chegamos até aqui, e o resto nos será dado ali: no tempo quando aparecer Jesus novamente sobre a Terra para levar à Sua Noiva…”

         E como diz que aparecerá sobre a Terra? Diz:

         “121. Mas quando nosso Senhor aparecer sobre a Terra, Ele virá sobre um cavalo branco como a neve, e será completamente Emanuel — a Palavra de Deus encarnada em um homem”.

         A Palavra de Deus encarnada em um homem. Com a Vinda do Verbo, a Palavra, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, Jesus Cristo vindo manifestado em carne humana em um homem, em Seu Anjo Mensageiro, virá à Igreja do Senhor Jesus Cristo a revelação do Sétimo Selo, a revelação do Anjo que era diferente dos demais, sendo manifestado na Terra em carne humana no Anjo Mensageiro do Senhor Jesus Cristo da Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino.

         E por meio desse Anjo Mensageiro é que Jesus Cristo estará nos falando com essa Grande Voz de Trombeta, com essa Grande Voz de Trombeta do Evangelho do Reino, e estará nos revelando todos estes mistérios que correspondem a este tempo final. Estará nos revelando o maior mistério de todos os mistérios, que é o mistério da Segunda Vinda de Cristo, e ao redor desse mistério é que giram todas as demais coisas que devem acontecer; e toda bênção de Deus para Sua Igreja, para este tempo final, gira ao redor da Segunda Vinda de Cristo.

         O chamado e recolhimento dos escolhidos, a ressurreição dos mortos em Cristo, a transformação de nós os que vivemos e a revelação de todos estes mistérios, de todas estas coisas que em breve devem acontecer, giram ao redor da Segunda Vinda de Cristo, da Vinda do Anjo que era diferente dos demais, vindo no Último Dia em carne humana, vindo velado em carne humana e revelado por meio de carne humana em Seu Anjo Mensageiro.

         Mas o Seu Anjo Mensageiro não é o Senhor Jesus Cristo, também não é o profeta Elias e também não é o profeta Moisés, mas nesse Anjo Mensageiro de Jesus Cristo estará o Anjo Forte que desce do Céu, o Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, que é este Anjo que é diferente dos demais; e nele estará velado em carne humana, estará manifestado em carne humana, e estará operando o ministério de Moisés pela segunda vez e o ministério de Elias pela quinta vez e o ministério Jesus pela segunda vez. Esses ministérios; os estará operando, este Anjo do Pacto, que é Jesus Cristo em Espírito Santo, manifestado em Seu Anjo Mensageiro no Último Dia.

         Por isso foi que quando João quis adorar o Anjo de Jesus Cristo, o Anjo lhe disse que não o fizesse, porque o Anjo não é o Senhor Jesus Cristo; ele lhe disse que adorasse a Deus.

         Agora pudemos fazer a separação entre o Anjo do Senhor Jesus Cristo e este Anjo que era diferente dos demais.

         E agora, Jesus diz em Apocalipse, capítulo 22, versículo 16:

         “Eu, Jesus, enviei o meu anjo, para vos testificar estas coisas nas igrejas”.

         A quem enviou? O Seu Anjo Mensageiro; porque é este Anjo do Pacto, Jesus Cristo, quem envia o Seu Anjo Mensageiro, e por meio do Seu Anjo Mensageiro se manifesta este Anjo aqui na Terra e nos fala com essa Grande Voz de Trombeta ou Trombeta Final e nos revela todas estas coisas que em breve devem acontecer.

         Por isso disse Cristo em Apocalipse, capítulo 4: “Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer”. E onde vamos subir? Vamos subir à Era da Pedra Angular, porque é na Era da Pedra Angular que Ele estaria no Último Dia, no meio dos latino-americanos e caribenhos, como esteve São Paulo na primeira era na Ásia Menor manifestado.

         E agora: “Sobe aqui, e mostrar-te-ei as coisas que depois destas devem acontecer”. Depois destas coisas que aconteceram aqui, há coisas que têm que acontecer aqui em cima, na etapa da Era da Pedra Angular da Igreja de Jesus Cristo; e essas são as que Ele diz que nos vai mostrar se subirmos onde Ele está.

         Ele está atualmente na etapa de ouro da Igreja, a Era da Pedra Angular, que está se cumprindo onde? Na América Latina e no Caribe. É na América Latina e no Caribe onde Ele revela todas estas coisas que em breve devem acontecer por meio do Seu Anjo Mensageiro, do Seu véu de carne que Ele tem neste tempo final na Era da Pedra Angular; e esse é um mensageiro dispensacional também, é o profeta mensageiro da Dispensação do Reino com a Mensagem do Evangelho do Reino, para Cristo falar por meio dele as bênçãos do Sétimo Selo, as bênçãos da Segunda Vinda de Cristo para cada um de vocês e para mim também.

         Todas as bênçãos que Cristo nos traz em Sua Segunda Vinda são faladas neste Último Dia, na Era da Pedra Angular, sobre todos vocês e sobre mim também. Na América Latina e no Caribe, aí é onde está Cristo, o Anjo do Pacto, o Anjo que era diferente dos demais, falando estas bênçãos; está falando sobre os latino-americanos e caribenhos.

         Vimos: “A BÊNÇÃO DO SÉTIMO SELO”.

         E onde está a bênção do Sétimo Selo? Está sobre nós neste Último Dia, na Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino, na América Latina e no Caribe.

         Por isso é que vocês escutam sempre as bênçãos que Deus tem para nós sendo faladas sobre nós; são as bênçãos do Sétimo Selo, é A BÊNÇÃO DO SÉTIMO SELO para todos nós neste Último Dia; e em breve os mortos em Cristo ressuscitarão em corpos eternos e nós os que vivemos seremos transformados, em breve quando se tiver completado o número dos escolhidos de Deus.

         E agora, vimos: “A BÊNÇÃO DO SÉTIMO SELO”.

         É para bênção de nós a Vinda e cumprimento do Sétimo Selo, do Anjo que era diferente dos demais, vindo no Último Dia velado e revelado em Seu Anjo Mensageiro, para trazer Suas bênçãos a nós na Era da Pedra Angular, na América Latina e no Caribe.

         As bênçãos do Sétimo Selo onde estão? Na América Latina e no Caribe, na Era da Pedra Angular.

         Que Deus abençoe a todos Seus filhos e filhas, que chame e junte os que faltam e os coloque na Era da Pedra Angular, e que abençoe ao Seu Corpo Místico de crentes neste Último Dia; e em breve todos sejam transformados e raptados e os mortos em Cristo ressuscitados; e que abençoe também a América Latina e o Caribe com seus habitantes, e que lhe dê a oportunidade de sobreviver aos juízos da grande tribulação e de entrar no glorioso Reino Milenial do nosso amado Senhor Jesus Cristo. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

         Bom, muito obrigado pela Sua amável atenção, amados amigos e irmãos presentes. Foi para mim uma bênção grande estar com vocês nesta ocasião aqui em San Juan, no lugar El Progresso, aqui na Guatemala.

         Que Deus os abençoe e os guarde, e deixo novamente conosco aqui o ministro para continuar.

         Conosco aqui o ministro, e que Deus continue abençoando a todos.

         “A BÊNÇÃO DO SÉTIMO SELO”.

         [Revisão abril 2019]

Encuéntrenos

Carretera No.1 Km 54.5
Barrio Monte Llano
Cayey, Puerto Rico
00736

Twitter