ImprimirImprimir

Muito boa tarde amados amigos, irmãos presentes. É para mim uma bênção grande estar com vocês nesta ocasião na dedicação deste lugar para a glória de Deus, e para compartilhar com vocês uns momentos de companheirismo ao redor da Palavra de Deus e assim ver o Programa Divino correspondente ao nosso tempo, o qual Deus tem para este tempo final, assim como teve para outros tempos, eras e dispensações.

         Nosso tema é: “NASCENDO COM O SÉTIMO SELO”, para o qual vamos ler algumas escrituras em… vamos ler São João, capítulo 16, versículos 19 ao 22, onde diz (vejamos):

          “Conheceu, pois, Jesus que o queriam interrogar, e disse-lhes: Indagais entre vós acerca disto que disse: Um pouco, e não me vereis, e outra vez um pouco, e ver-me-eis?

         Na verdade, na verdade vos digo que vós chorareis e vos lamentareis, e o mundo se alegrará, e vós estareis tristes, mas a vossa tristeza se converterá em alegria.

         A mulher, quando está para dar à luz, sente tristeza, porque é chegada a sua hora; mas, depois de ter dado à luz a criança, já não se lembra da aflição, pelo prazer de haver nascido um homem no mundo.

         Assim também vós agora, na verdade, tendes tristeza; mas outra vez vos verei, e o vosso coração se alegrará, e a vossa alegria ninguém vo-la tirará”.

         E em Apocalipse, capítulo 8, versículo 1 em diante, diz:

          “E, havendo aberto o sétimo selo, fez-se silêncio no céu quase por meia hora.

         E vi os sete anjos, que estavam diante de Deus, e foram-lhes dadas sete trombetas.

         E veio outro anjo, e pôs-se junto ao altar, tendo um incensário de ouro; e foi-lhe dado muito incenso, para o pôr com as orações de todos os santos sobre o altar de ouro, que está diante do trono.

         E a fumaça do incenso subiu com as orações dos santos desde a mão do anjo até diante de Deus.

         E o anjo tomou o incensário, e o encheu do fogo do altar, e o lançou sobre a terra; e houve depois vozes, e trovões, e relâmpagos um terremoto”.

         Que Deus abençoe nossos corações com Sua Palavra e nos permita entendê-la.

         “NASCENDO COM O SÉTIMO SELO”.

         O Sétimo Selo é a Segunda Vinda de Cristo; e a Segunda Vinda de Cristo para o Último Dia está prometida nas palavras proféticas de Jesus e dos profetas do Antigo Testamento, e também dos apóstolos de Jesus Cristo e dos sete anjos mensageiros das sete eras da Igreja gentia.

         Cristo falando da Vinda do Filho do Homem para o Último Dia disse em São Mateus, capítulo 16, versículo 27 ao 28, da seguinte maneira (e quero ler essa passagem para que vão tendo estas passagens tal e como estão escritas); diz:

         “Porque o Filho do homem virá na glória de seu Pai, com os seus anjos; e então dará a cada um segundo as suas obras’.

         Aqui temos a promessa, a profecia da Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos para ser cumprida no Último Dia.

         “Em verdade vos digo que alguns há, dos que aqui estão, que não provarão a morte até que vejam vir o Filho do homem no seu reino’.

         E entre os discípulos de Jesus Cristo houve alguns que não veriam a morte até que vissem a Vinda do Filho do Homem vindo em Seu Reino. E agora, dentre os que estavam ali, Jesus tomou a Pedro, a Tiago e a João seu irmão, e os levou em particular, a um monte alto e se transfigurou diante deles. Diz capítulo 17 de São Mateus:

“Seis dias depois, tomou Jesus consigo a Pedro, e a Tiago, e a João, seu irmão, e os conduziu em particular a um alto monte,

E transfigurou-se diante deles; e o seu rosto resplandeceu como o sol, e as suas vestes se tornaram brancas como a luz.

E eis que lhes apareceram Moisés e Elias, falando com ele.

E Pedro, tomando a palavra, disse a Jesus: Senhor, bom é estarmos aqui; se queres, façamos aqui três tabernáculos, um para ti, um para Moisés, e um para Elias.

E, estando ele ainda a falar, eis que uma nuvem luminosa os cobriu. E da nuvem saiu uma voz que dizia: Este é o meu amado Filho, em quem me comprazo; escutai-o.

E os discípulos, ouvindo isto, caíram sobre os seus rostos, e tiveram grande medo.

E, aproximando-se Jesus, tocou-lhes, e disse: Levantai-vos, e não tenhais medo.

E, erguendo eles os olhos, ninguém viram senão unicamente a Jesus”.

         E aqui, vejam vocês, segue dizendo:

“E, descendo eles do monte, Jesus lhes ordenou, dizendo: A ninguém conteis a visão, até que o Filho do homem seja ressuscitado dentre os mortos”.

         Aqui temos, nesta visão (recordem que é uma visão), nesta visão temos Jesus Cristo com Seu rosto resplandecendo como sol e temos Moisés e Elias ali presentes nos Seus corpos teofânicos, o qual representa que para o Último Dia a Vinda do Filho do Homem será como Rei dos reis e Senhor dos senhores; porque o sol é o astro rei, e Deus por meio do profeta Malaquias no capítulo 4 diz [versículo 2]:

         “Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, e cura trará nas suas asas; e saireis e saltareis como bezerros da estrebaria”.

         Isso é a Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos; é a Vinda do Sol de Justiça trazendo salvação nas Suas asas. Suas asas são os Anjos do Filho do Homem e o Sol é Cristo, o Filho do Homem, na Sua Segunda Vinda.

         O sol não tem asas, mas Cristo o Sol de Justiça tem asas, e são Seus Anjos; e por isso apareceram no Monte da Transfiguração Moisés de um lado e Elias do outro lado, que são as asas do Filho do Homem.

         Porque o Filho do Homem, sendo Jesus Cristo o profeta, Ele é representado em uma águia; porque Deus é representado sempre em uma águia, e os profetas de Deus também e os filhos de Deus também; por isso diz: “Para que te rejuvenesças como a águia”.

         E agora, olhem como Deus… Em Deuteronômio, encontramos que Deus falou da forma em que libertou o povo hebreu. Diz no capítulo 32 de Deuteronômio, versículo 11:

         “Como a águia desperta a sua ninhada, move-se sobre os seus filhos, estende as suas asas, toma-os, e os leva sobre as suas asas,

Assim só o Senhor o guiou; e não havia com ele deus estranho”.

         Agora vejam como o Senhor, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, tomou o povo hebreu, os tirou do Egito e os levou pelo deserto até levá-los à terra prometida; e Deus, como Águia poderosa, por meio do profeta Moisés (e os profetas estão representados em águias), vejam vocês, Deus os levou sobre as asas da águia naquele tempo para à terra prometida.

         E agora, Deus diz por meio de carne humana, por meio de Jesus, no capítulo 24 de São Mateus e versículo; vamos ver… há um versículo que nos fala das águias, vamos ver qual é; se não for São Mateus, o encontraremos, vamos ver... versículo 27 e 28 de São Mateus, capítulo 24, diz:

         “Porque, assim como o relâmpago sai do oriente e se mostra até ao ocidente, assim será também a vinda do Filho do homem.

Pois onde estiver o cadáver, aí se ajuntarão as águias”.

         E Cristo disse: “Quem não coma a minha carne e não beba o meu sangue, não tem vida permanente em si”.

         E de era em era, assim como o povo hebreu, na noite em que tinham que comer o cordeiro que tinha sido sacrificado na tarde do dia quatorze… Já no dia quinze, quando o sol caiu, já encontramos que terminou o dia quatorze e começou o dia quinze (porque terminam e começam os dias à tarde para o povo hebreu); e durante a noite do dia quinze (que começou na tarde do dia quatorze) tinham que comer o cordeiro pascal; e o sangue do cordeiro tinha que estar aplicado nos batentes e nos umbrais da porta (isto é, no marco da porta), e dentro tinham que estar comendo o cordeiro.

         E agora, há uma casa onde esse Cordeiro tem que estar, e têm que estar comendo esse Cordeiro, e Seu Sangue tem que estar aplicado na porta, no marco da porta. E sabem qual é essa casa? Essa é a Igreja de Jesus Cristo, como Corpo Místico de crentes; e como indivíduo, pois são todos os filhos e filhas de Deus, tendo o Sangue de Cristo aplicado em Seu coração, em Sua alma.

         E agora, a Igreja de Jesus Cristo como Corpo Místico de crentes, como a Casa de Deus, tem o Sangue de Cristo aplicado nela; e dentro tem o Cordeiro de Deus, a Jesus Cristo; e de era em era a Igreja de Jesus Cristo esteve comendo esse Cordeiro; e os últimos que comem esse Cordeiro somos nós neste tempo final, para neste Último Dia, na manhã do sétimo milênio (que são os primeiros anos do sétimo milênio, os primeiros 125 anos do sétimo milênio), saímos para a Ceia das Bodas do Cordeiro com um corpo eterno, e os mortos em Cristo ressuscitarão em corpos eternos; e sairemos livres, porque sairemos com vida eterna.

         Ou seja: que entraremos à terra prometida do novo corpo e entraremos à terra prometida do glorioso Reino Milenial. Depois que tivermos o novo corpo, e formos raptados e levados à Ceia das Bodas do Cordeiro, e estejamos com Cristo nessa grande festa no Céu, na Casa do nosso Pai celestial, por três anos e meio, em seguida retornaremos ao glorioso Reino Milenial, a essa nova Terra, a essa nova civilização que estará vivendo nesse glorioso Reino Milenial; onde os filhos e filhas de Deus, os quais viveram neste planeta Terra e não tinham uma posição tão importante neste planeta Terra (como de reis ou governantes), para o glorioso Reino Milenial de Cristo; estaremos à cabeça nesse Reino, porque estaremos com Cristo como reis e sacerdotes; e Cristo é o Rei Sacerdote desse Reino.

         Ou seja: que teremos a posição mais alta que um ser humano pode alcançar no glorioso Reino de Jesus Cristo; e essa posição a tem para todos os filhos e filhas de Deus, tem essa posição para todos os redimidos pelo Sangue de Jesus Cristo. Por isso é tão importante o novo nascimento.

         Cristo disse a Nicodemos: “Em verdade, em verdade te digo que o que não nascer de novo não pode ver o Reino de Deus” (ou seja: não o pode entender). Nicodemos lhe diz: “Como pode fazer-se isto? Pode acaso um homem, já sendo velho, entrar no ventre da Sua mãe e nascer?”. E Jesus lhe diz: “Em verdade, em verdade te digo que o que não nascer da Água e do Espírito não pode entrar no Reino de Deus ou Reino dos Céus”; e isto é entrar no Corpo Místico de Cristo, que é o Reino que Cristo esteve realizando ou esteve trazendo à existência.

         E para uma pessoa pertencer ao Corpo Místico de Cristo precisa receber o Evangelho, ou seja: recebê-lo, crer em Cristo como nosso Salvador, lavar seus pecados no Sangue de Cristo e receber Seu Espírito Santo; e assim é como se nasce no Reino de Deus, se nasce no Corpo Místico de Cristo, se nasce na Casa de Deus, para assim ser um filho de Deus nascido na Casa de Deus, na Igreja de Jesus Cristo, para no Último Dia — se seu corpo físico morreu — ser ressuscitado; pois Cristo disse em São João, capítulo 6, versículo 39 ao 40:

         “E a vontade do Pai que me enviou esta é: Que nenhum de todos aqueles que me deu se perca, mas que o ressuscite no Último Dia”.

         Quando Ele promete realizar a ressurreição dos crentes nele que partiram? No Último Dia.

         Porquanto a vontade daquele que me enviou é esta: Que todo aquele que vê o Filho, e crê nele, tenha a vida eterna; e eu o ressuscitarei no último dia”.

         Vimos dois versículos onde Ele promete a ressurreição dos crentes nele que partiram para o Último Dia; e se continuamos lendo esse capítulo 6 de São João; encontraremos dois lugares mais.

         E em seguida, em São João, capítulo 11, versículo 23 ao 27, encontramos que Marta, a irmã de Lázaro, também sabia que a ressurreição era para o Último Dia; e quando seu irmão morreu Lázaro …, e Jesus foi ressuscitá-lo no quarto dia, e diz a Marta, lhe diz (versículo 23 em diante):

         “Disse-lhe Jesus: Teu irmão há de ressuscitar.

Disse-lhe Marta: Eu sei que há de ressuscitar na ressurreição do último dia”.

         Pois isto é o que Jesus Cristo tinha ensinado, que a ressurreição seria realizada por Cristo (quando?) no Último Dia, para todos os crentes nele, e Marta tinha aprendido esse ensinamento de Jesus Cristo; mas agora, por quanto Cristo vai representar em Lázaro o que vai fazer com todos os crentes nele no Último Dia, os que partiram, então vai ressuscitar Lázaro nessa ocasião como tipo e figura de todos os Santos que Ele vai ressuscitar no Último Dia.

         “Disse-lhe Jesus: Eu sou a ressurreição e a vida; quem crê em mim, ainda que esteja morto, viverá”.

         Por isso é que para um crente em Cristo o morrer não é nenhum problema; vai ao Paraíso viver; e no Último Dia, o sétimo milênio (que é o Dia do Senhor), será ressuscitado conforme a promessa de Cristo.

         Agora, em que ano? Isso é o que não sabemos; mas quando ocorrer a ressurreição, então saberemos para que ano Cristo tinha essa ressurreição, para que ano do Último Dia (ou seja: para que ano do sétimo milênio).

         “E todo aquele que vive, e crê em mim, nunca morrerá...”.

         Não morrerá eternamente. Seu corpo físico pode morrer, mas a pessoa vai para o Paraíso viver; e há um tempo em que regressará a Terra, porque seu corpo não vai morrer eternamente; Deus vai dar um novo corpo para que viva eternamente, um corpo novo e eterno, um corpo glorificado, por quanto, enquanto esteve aqui na Terra creu em Jesus Cristo.

         E agora, Jesus lhe diz, pergunta-lhe:

         “Crês isto?”

         Diz-lhe:

         “Disse-lhe ela: Sim, Senhor…”

         E nós? “Sim, Senhor, nós também cremos”. E Marta lhe diz:

         “… creio que tu és o Cristo, o Filho de Deus, que havia de vir ao mundo”.

         E agora, vejam vocês, Cristo em seguida ressuscitou Lázaro no quarto dia, onde seu corpo já tinha entrado em corrupção. Mas não importa que o corpo de nossos amados irmãos crentes em Cristo que partiram, não importa que levem 1 dia, 2 dias, 10 dias, 100 dias, 100 anos, 200 anos, 1000 anos ou 2000 anos; para Cristo é o mesmo ressuscitar uma pessoa que acaba de morrer como ressuscitar a uma pessoa que leve 1000 ou 2000 ou 3000 ou 5000 anos ou 6000 anos que tenha morrido; para Cristo é o mesmo.

         E agora, mais com a ressurreição dos Santos, que será em um corpo eterno, um novo corpo que Cristo nos dará; um corpo incorruptível, imortal, conforme a Primeira de Coríntios, capítulo 15, versículo 50 ao 56, e isso Ele diz que será para o Último Dia, para o tempo da Trombeta Final.

         Vejam, diz… Primeira de Coríntios, capítulo 15, versículo 49 ao 55, diz:

         “E, assim como trouxemos a imagem do terreno, assim traremos também a imagem do celestial”.

         Ou seja: seremos iguais a Jesus Cristo, tanto em corpo físico como em espírito. Teremos um espírito teofânico, ou seja: um corpo teofânico, que é o que recebemos ao nascer de novo; e teremos um corpo glorificado e eterno, que receberemos no Último Dia, neste Último Dia, no sétimo milênio, durante a Dispensação do Reino e na Era da Pedra Angular; e seremos iguais a Jesus Cristo. E Ele é nosso irmão mais velho, Ele é o primogênito.

         E agora, continua dizendo:

“E agora digo isto, irmãos: que a carne e o sangue não podem herdar o reino de Deus, nem a corrupção herdar a incorrupção.

Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos (ou seja, nem todos vamos morrer fisicamente), mas todos seremos transformados;

 Num momento, num abrir e fechar de olhos, ante a última trombeta; porque a trombeta soará, e os mortos ressuscitarão incorruptíveis, e nós seremos transformados.

Porque convém que isto que é corruptível se revista da incorruptibilidade, e que isto que é mortal se revista da imortalidade.

E, quando isto que é corruptível se revestir da incorruptibilidade, e isto que é mortal se revestir da imortalidade, então cumprir-se-á a palavra que está escrita: Tragada foi a morte na vitória”.

         Aí termina a morte para os filhos e filhas de Deus, porque já daí em diante nunca mais morrerá um escolhido de Deus, um filho de Deus fisicamente, porque teremos o corpo eterno, o corpo novo, e seremos a imagem e semelhança de Jesus Cristo nosso amado Salvador.

         Agora, será para o tempo da Trombeta Final. Essa Trombeta Final é a Trombeta do Evangelho do Reino soando e revelando o mistério da Segunda Vinda de Cristo; porque a Trombeta ou Grande Voz de Trombeta do Evangelho do Reino gira ao redor da Segunda Vinda de Cristo, que é a Vinda do Sétimo Selo.

         Esse é o mistério contido no Sétimo Selo, o qual quando foi aberto no Céu, em Apocalipse, capítulo 8, versículo 1, causou silêncio no Céu como por meia hora. Esse é o maior mistério de todos os mistérios do Reino de Deus; a Segunda Vinda de Cristo com Seus Anjos no Último Dia.

         E agora, com o Sétimo Selo, no Último Dia nascem os escolhidos do Último Dia.

         Como nasceram os escolhidos de cada era? Com a manifestação de Cristo no anjo mensageiro de cada era.

         Aí, em cada era, encontramos que nasceram no Reino de Deus os filhos e filhas de Deus de cada era das sete eras da Igreja gentia; e agora, para a Era da Pedra Angular, nascem na Era da Pedra Angular, no Último Dia, com o Sétimo Selo, que é a manifestação de Jesus Cristo em Espírito Santo em Seu Anjo Mensageiro; e aí nascem os filhos e filhas de Deus da Era da Pedra Angular, e nascem também congregações com filhos e filhas de Deus. E aqui está nascendo uma congregação com o Sétimo Selo.

         E nós como indivíduos, nascemos na Era da Pedra Angular com o Sétimo Selo também, e nascemos na Dispensação do Reino com o Sétimo Selo também; e o Sétimo Selo é Cristo, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, que vem neste Último Dia manifestado em Seu Anjo Mensageiro na Era da Pedra Angular, assim como veio manifestado em cada era, no anjo mensageiro de cada era.

         É uma manifestação de Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, o qual esteve no meio do povo hebreu, o qual é o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó; esteve no meio do povo hebreu manifestado nos profetas do Antigo Testamento, como nos diz o apóstolo São Paulo em Sua carta aos Hebreus, capítulo 1, onde diz:

         “Havendo Deus antigamente falado muitas vezes, e de muitas maneiras, aos pais, pelos profetas (Veem? Onde estava Deus manifestado no meio do povo hebreu? Nos profetas, falando ao povo hebreu), a nós falou-nos nestes últimos dias pelo Filho,

A quem constituiu herdeiro de tudo, por quem fez também o universo”.

         Como falou nos dias de Jesus? Pois falou por meio de Jesus, falou por meio do Seu Filho ao povo hebreu.

         Por isso Jesus dizia: “Eu não falo nada de mim mesmo, mas como eu escuto o Pai falar, assim é como eu falo”. E também disse: “Pai, santifique-os na verdade; sua Palavra é a verdade”. Disse também: “A Palavra que me deste, lhes dei, e eles a receberam”. Era a Palavra do Pai celestial sendo falada por meio do Filho, por meio de Jesus Cristo.

         E agora, vejam vocês que diz que “nestes últimos dias nos falou pelo Filho”, e já transcorreram uns dois mil anos aproximadamente. E como pode ser possível que aqueles fossem os últimos dias, conforme a como diz São Paulo e também Pedro no livro dos Atos, capítulo 2, versículo 14 ao 20? Que diz que aqueles dias e aquele tempo onde receberam o Espírito Santo, o Dia de Pentecoste, diz que eram os últimos dias, porque Deus disse que derramaria do Seu Espírito sobre toda carne (quando?) nos últimos dias.

         Para compreender este mistério, de que aqueles eram os últimos dias e que ainda estamos vivendo nos últimos dias, temos que compreender o que disse São Pedro em Segunda de Pedro, capítulo 3, versículo 8, e assim compreenderemos o mistério dos últimos dias; porque é o mistério isto dos últimos dias, porque Cristo também falou dos últimos dias, e disse que no Último Dia Ele ressuscitará os crentes nele que morreram, e em seguida nós os que vivemos seremos transformados, diz São Paulo em Primeira de Coríntios, capítulo 15, versículos 49 ao 55, ou 56.

         E agora, Pedro diz em Segunda de Pedro, capítulo 3, versículo 8:

         “Mas, amados, não ignoreis uma coisa, que um dia para o Senhor é como mil anos, e mil anos como um dia”.

         O profeta Moisés no Salmo 90, versículo 4, também dá testemunho desta verdade; daí foi que Pedro (o apóstolo) tomou essa revelação.

         E agora, um dia diante do Senhor para os seres humanos são mil anos. Quando nos fala a Escritura dos últimos dias diante de Deus, são os últimos milênios para os seres humanos.

         Quando Jesus nasceu e em seguida cresceu, quando já tinha de 4 a 7 anos de idade começou o quinto milênio e, consequentemente, começaram os últimos dias diante de Deus, que para os seres humanos são os últimos milênios, que são o quinto milênio, sexto milênio e sétimo milênio; assim como os últimos dias da semana para nós são quinta-feira (que é o quinto dia), sexta-feira (que é o sexto dia) e sábado (que é o sétimo dia).

         E agora podemos compreender porque Deus falou por meio de Jesus nos últimos dias; embora tenham transcorrido dois mil anos, podemos ver que eram os últimos dias. Eram os últimos milênios para os seres humanos, mas diante de Deus somente transcorreram dois dias, e para os seres humanos são dois mil anos.

         E agora nos resta somente o Último Dia, que é o sétimo milênio; e se acrescentamos ao calendário os anos de atraso que tem, já estamos no sétimo milênio. Se não acrescentarmos ao calendário os anos de atraso que tem, somente faltam dois ou três anos para terminar o sexto milênio e terminar também o século XX, e começar o século XXI e também começar, consequentemente, o sétimo milênio. Nisso, pois, não temos nenhum problema; mas Deus teria atrasado o calendário? Eu penso que não, e eu acredito que vocês todos pensam que nunca as coisas se atrasam a Deus; tudo é realizado no tempo que Deus designou.

         E agora, estando nós no Último Dia, encontramos que chegamos ao tempo, ao dia, ao milênio (ao dia diante de Deus, que é o sétimo milênio para os seres humanos), onde Jesus Cristo vai ressuscitar os mortos em Cristo que partiram crendo em Jesus Cristo, e os que estamos vivos seremos transformados. Isso é uma promessa de Cristo dada pelo mesmo Cristo e também através dos apóstolos São Paulo e demais apóstolos; e agora, também encontramos que estas são profecias que estão contidas no Antigo Testamento também.

         E agora, vejam vocês, encontramos que será no terceiro dia diante de Deus (dos três últimos dias) onde Ele ressuscitará os mortos em Cristo e transformará os escolhidos que estamos vivos neste tempo final.

         Deus falou por meio do profeta Oséias, falando de Israel, e isto é aplicado também à Igreja de Jesus Cristo; porque temos o Israel terreno, que é o povo hebreu, e temos o Israel celestial, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo; portanto, as profecias dadas ao povo hebreu, a Israel terreno, também aplicam a Israel celestial.

         Diz capítulo 6, versículo 1 em diante: “Vinde, e tornemos ao SENHOR…”. Oséias, capítulo 6, versículo 1 ao 3:

         “Vinde, e tornemos ao SENHOR, porque ele despedaçou, e nos sarará; feriu, e nos atará a ferida.

Depois de dois dias nos dará a vida; ao terceiro dia nos ressuscitará, e viveremos diante dele”.

         Israel é a nação chamada Israel, da qual Deus diz: “Israel (ou seja: Jacó) é meu filho, meu primogênito”.

         E agora vejam, para o povo hebreu como nação, a ressurreição como nação, onde estará o Espírito de Deus no meio do povo hebreu, é prometida para que dia? Para o terceiro dia.

         Agora, podemos ver a nação hebraica na atualidade, ali já como uma nação livre e soberana, mas ainda o Espírito de Deus não foi à nação hebraica; e vai chegar à nação hebraica em carne humana, no cumprimento das promessas messiânicas para o povo hebreu, na Vinda do Filho do Homem, na Vinda do Rei de Israel; e isso será o Espírito de Deus entrando no povo hebreu em carne humana para sentar-se no Trono de Davi como Rei e reinar sobre o povo hebreu.

         Assim é como está o povo hebreu esperando: está esperando o Messias, que é o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor vestido de carne humana, como um profeta, para sentar-se no Trono de Davi.

         E agora, essa é uma promessa para que dia? Para o terceiro dia dos três últimos dias; o terceiro é o sétimo milênio.

         E agora, assim como o corpo humano sem espírito está morto, Israel (mesmo que se veja esse corpo, essa nação) ainda lhe falta à vida; ainda falta que chegue o Espírito de Deus no meio do povo hebreu (como?) em carne humana, para que assim a nação hebraica fique à cabeça de todas as nações.

         E assim estará a nação hebraica, o Israel terreno, do qual Deus disse: “Israel é meu filho, meu primogênito”. Portanto, Israel como nação terá essa Bênção da Primogenitura, onde terá a porção de ser uma das nações que estará no Reino Milenial e a porção de ser a nação onde estará o Messias, o Rei de Israel e do mundo inteiro, governando sobre o planeta Terra; terá a Bênção da Primogenitura, de ser a nação que se tornará o Distrito Federal do glorioso Reino de Deus estabelecido na Terra, governado pelo Messias durante o Reino Milenial; e Jerusalém se tornará a capital do mundo inteiro.

         Olhem a bênção tão grande que o povo hebreu tem para ser cumprida no Último Dia, ou seja: no sétimo milênio, que é o terceiro milênio dos três últimos milênios.

         E agora, vocês podem imaginar como está o povo hebreu nestes dias? Pois o povo hebreu está nestes dias celebrando (ou estava celebrando) o ano número cinquenta, desde que em 1948 (pela mesma nação hebraica e seu Congresso) se declarou uma nação livre.

         Mesmo que as Nações Unidas em 1947, já tinham assinado esse Decreto e reconheceram Israel como uma nação, e em 1946, Israel tinha se estabelecido bem ali na terra de Israel, e estava funcionando já como uma nação, mesmo que sem ter sido declarado como uma nação; a nível mundial não se declarou, mas sim vivia ali; mas em 1948 se declarou como uma nação; e mesmo que veio uma guerra muito terrível, sobreviveu a essa guerra. E sobreviveu a todas as guerras pelas quais passou porque Deus fez uma promessa para o povo hebreu, e é uma promessa de restauração.

         A nação hebraica será restaurada totalmente, em toda a sua plenitude, e se tornará a nação cabeça de todas as nações. Com razão o Trono do Messias estará ali. Isso a torna a nação cabeça; ao ter ali o Trono do Rei do mundo inteiro; será o Rei de Israel, mas também será o Rei do mundo inteiro.

         E sob esse Reino do Messias, onde o Reino de Deus estará estabelecido na Terra, será feita a vontade de Deus aqui na Terra como se faz no Céu; e haverá paz e haverá harmonia entre os seres humanos e haverá prosperidade, e haverá conhecimento de Deus a tal grau que a Terra será cheia do conhecimento da glória do Senhor. A Terra será cheia do conhecimento da Segunda Vinda de Cristo como Leão da tribo de Judá, como Rei dos reis e Senhor dos senhores na Sua Obra de Reclamação. A nação hebraica também nascerá com o Sétimo Selo.

         E agora, encontramos que esteve nessa etapa como está uma criança no ventre da Sua mãe, mas nascerá como a nação primogênita, nascerá com a Bênção da Primogenitura, será a primeira nação que nascerá; e as demais nações depois nascerão durante o Reino Milenial ou durante o Milênio.

         O sétimo milênio (o qual já começou, se acrescentamos ao calendário os anos de atraso que tem) é o milênio onde nascerá a nação hebraica como a nação primogênita, e será a nação cabeça de todas as demais nações.

         Para o glorioso Reino Milenial, em seguida Cristo estará fazendo nascer —ou seja: trazendo à existência, fazendo nascer — as nações que entrarão a esse glorioso Reino Milenial; ou seja: as estará trazendo à existência como nações que receberão a bênção de entrarem no glorioso Reino Milenial do nosso amado Senhor Jesus Cristo.

         Haverá outras que não entrarão; que serão nações que existiram na Terra, mas que deixarão de existir; e eu desejo e oro a Deus pela América Latina e o Caribe, para que permita às nações latino-americanas e caribenhas nascer com o Sétimo Selo no glorioso Reino do nosso amado Senhor Jesus Cristo, no glorioso Reino Milenial de Cristo, assim como a nação hebraica nascerá.

         Recordem que quando nasce uma criança, quando recebe o espírito, o que é? É uma criança com vida; enquanto isso, não o é. “Porque assim como o corpo sem espírito está morto, também a fé sem obras está morta”.

         E agora, encontramos que assim como o corpo sem espírito está morto;  Israel (um corpo como nação), mesmo que o vejamos, ainda falta o Espírito para ter vida, essa vida que terá durante o Reino Milenial de Cristo, que é a Vida de Deus, a Vida de Cristo, do Messias, manifestada no meio do povo hebreu governando a nação hebraica e todas as demais nações.

         E o povo hebreu estará à cabeça, portanto a administração desse Reino estará relacionado com o povo hebreu; essa parte administrativa estará relacionado com o povo hebreu, todas essas coisas terrenas estarão relacionadas com o povo hebreu, porque Jerusalém será a capital e toda a terra de Israel será o Distrito Federal.

         Desses territórios sairá o ensino religioso e o ensino em todos os sentidos para todas as nações, “porque a Terra será cheia do conhecimento da glória do Senhor”, e da terra de Israel, de Jerusalém, sairá esse ensinamento; ou seja: que em Jerusalém estará o Departamento de Ensino do mundo inteiro, e estará também cada departamento do glorioso Reino de Cristo a nível mundial.

         A parte administrativa estará onde? Lá em Jerusalém. Lá, no território de Israel, todo esse território será o Distrito Federal. E nessa forma a bênção de Deus passará pelo povo hebreu a todas as nações.

         E a Igreja de Jesus Cristo onde estará? Estará ali também, com o povo hebreu; e não terá limitações; poderá viajar e estar em todas as demais nações, porque esse é o Reino de Jesus Cristo e (quem?), Sua Igreja. Assim que, como viaja um rei no Seu reino? Pois assim viajaremos nós no Reino de Jesus Cristo.

         O povo hebreu é o povo dos servos de Deus, portanto servirão a Cristo, ao Messias, e a Sua Igreja (a Cristo, que é o Messias). Cristo significa ‘Messias’ e significa ‘Ungido’.

         E agora, podemos ver como será esse glorioso Reino Milenial durante o sétimo milênio.

         E agora, todos os nascidos com o Sétimo Selo, vejam vocês, entrarão nesse glorioso Reino Milenial. E a Terra vai passar por umas mudanças muito importantes, porque a Terra está com dores de parto; e se está com dores de parto, pois vai nascer uma nova Terra.

         Ou seja: veja, quando nasce uma criança da Sua mãe - por meio da Sua mãe, o que nasceu? Pois nasceu o que estava dentro dela; nasceu, e agora é exteriorizado o que estava dentro dela.

         E agora a Terra está com dores de parto para nascer uma nova Terra; e por isso é que por meio dos vulcões e por meio de todas estas coisas que estarão manifestadas no Último Dia, sob a manifestação dos juízos divinos durante a grande tribulação, o que está dentro sairá fora; e por meio da cinza vulcânica será regada toda a Terra.

         E o problema que a terra tem atualmente, é que tem que estar adubando, porque já não tem todos os minerais e vitaminas que as plantas necessitam para se reproduzirem, com essa renovação que Deus dará a Terra, a terra estará tão fértil que diz a Escritura que até o deserto florescerá; assim que os desertos, com essa cinza vulcânica, muitos desertos já serão convertidos em terreno fértil para produzir muito fruto, para todos os que habitarão no glorioso Reino Milenial.

         Agora podemos ver que estamos vivendo no tempo final, onde todas as coisas que estarão no Reino Milenial estarão nascendo com o Sétimo Selo; e nossa era, que é a única era que entra estando viva, o seu povo, é a Era da Pedra Angular, a que entra nesse glorioso Reino Milenial. Vejam vocês, nasce com quem? Com o Sétimo Selo; e os escolhidos de Deus do Último Dia nascem com o Sétimo Selo.

         Sob a obra e ministério do Sétimo Selo é que nasce uma nova era; a Era da Pedra Angular, e é que nascem os filhos e filhas de Deus na Era da Pedra Angular, nascem no Reino de Deus; e é sob o Sétimo Selo manifestado que nasce a nação hebraica, quando se revelar à nação hebraica o Sétimo Selo; e é que nasce também a Terra que teremos durante o Reino Milenial, que será este mesmo planeta Terra, mas renovado; e por isso será fértil, porque de dentro para fora sairá toda essa cinza vulcânica.

         E se alguém quer saber como será isso, recordam o vulcão que causou erupção faz alguns anos aqui na República do México, onde chovia, mas o que chovia era cinza vulcânica? E em seguida cai sobre a terra e é um fertilizante para a terra.

         Assim que durante os juízos divinos que cairão sobre a Terra na grande tribulação, não se preocupem, não vamos estar aqui para que nos caia em cima a cinza vulcânica, porque estaremos ocupados na Ceia das Bodas do Cordeiro.

         Mas, vejam vocês, a Escritura diz:

         “Mas para vós, os que temeis o meu nome, nascerá o sol da justiça, e cura trará nas suas asas; e saireis e saltareis como bezerros da estrebaria.

E pisareis os ímpios, porque se farão cinza debaixo das plantas de vossos pés…”.

         Porque durante os juízos da grande tribulação os maus, o joio será queimado; e quando regressarmos à Terra em corpos eternos para o Reino Milenial estaremos caminhando sobre a cinza dos que morreram durante a grande tribulação; porque o fogo que diz Malaquias, capítulo 4, versículo 1…, onde diz:

         “Porque eis que aquele dia vem ardendo como fornalha; todos os soberbos, e todos os que cometem impiedade, serão como a palha (ou seja: os queimará); e o dia que está para vir os abrasará, diz o SENHOR dos Exércitos, de sorte que lhes não deixará nem raiz nem ramo”.

         Ou seja: nem o avô nem o netinho, porque a raiz nos fala lá dos avós; e por isso é que a raiz vejam vocês, de Davi ou de Jessé… vejam vocês, Jessé como o tronco lá, mas depois das Suas raízes nasce (quem?) o Messias, a Vinda do Messias, Jesus Cristo. E agora, Cristo diz que Ele é a raiz e a geração de Davi; mas dos maus não restará nem raiz nem ramo.

         Agora podemos ver que há uma bênção muito grande para todos os filhos e filhas de Deus no Último Dia, os quais estarão nascendo com o Sétimo Selo na era do Sétimo Selo, que é a Era da Pedra Angular; essa é a Era do Sétimo Selo, e o Sétimo Selo é a Vinda do Anjo Forte que desce do Céu em Apocalipse, capítulo 10, e Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse, capítulo 19.

         Essa é a Vinda do Anjo que era diferente dos demais, dos anjos que apareceram ao reverendo William Branham em 28 de fevereiro de 1963, onde o reverendo William Branham foi arrebatado e foi levado a esta constelação de anjos que formaram esta nuvem. Todos estavam em Seus corpos teofânicos, e nosso irmão Branham também; seu corpo físico, pois foi deixado na Terra, mas subiu no Seu corpo teofânico com estes anjos; e entre eles estava este Anjo que está aqui voando, que era diferente dos outros anjos, dos sete anjos das sete eras da Igreja gentia (vejam, forma o cabelo branco do Senhor); e neste Anjo estão representados todos os filhos e filhas de Deus deste Último Dia, porque este Anjo é o que tem o Sétimo Selo.

         E todos os escolhidos de Deus que nascem no Reino de Deus na Era da Pedra Angular, nascem com o Sétimo Selo, nascem com a Vinda deste Anjo no Último Dia, e nascem no Corpo Místico de Jesus Cristo.

         A Vinda deste Anjo que tem o Sétimo Selo… vejam vocês, aqui diz nosso irmão Branham que este é o Anjo que tem o Sétimo Selo; página 469 do livro Os Selos em espanhol diz:

         “153. E notaram que disse que um desses anjos era muito diferente? Pareceu-me muito distinto dos demais. Estavam em uma constelação com três a cada lado e um acima; e o que estava ao meu lado, contando da esquerda para a direita, esse seria o sétimo Anjo. Ele era mais brilhante e significava mais para mim que os outros. Disse-lhes que tinha o peito assim robusto e estava voando para o Oriente. Disse-lhes também que: ‘Me levantou, me elevou’”.

         Quem foi o que levantou; que o elevou e o levou a essa constelação de anjos, ao reverendo William Branham? Foi o Anjo que era diferente dos demais. Diz:

         “154. Agora, aqui está! Era o que tinha o Sétimo Selo, o qual mantive como uma pergunta em minha mente toda minha vida. Os outros Selos significaram muito para mim, desde pronto; mas vocês não se imaginam o que significou este sétimo”.

         Qual é o Anjo que tem o Sétimo Selo? É o Anjo que era diferente dos demais.

         E agora, esse é o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, o qual libertou o povo hebreu lá no Egito. Esse é o Anjo que apareceu a Moisés e lhe disse: “Eu sou o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó”.

         Esse é o Anjo Forte que desce do Céu em Apocalipse, capítulo 10, com o Livrinho aberto na Sua mão, esse é o Anjo que vem com Seu rosto como o sol, esse é o Anjo que vem com Seus pés como colunas de fogo ou latão reluzente, esse é o Anjo que vem com Seus olhos como chama de fogo.

         Esse é o Anjo que em seguida, em Apocalipse, capítulo 19, versículo 11 em diante, aparece vindo em um cavalo branco como a neve, e Seu nome é o Verbo de Deus; Seu nome é o Verbo, a Palavra; o qual tem um nome escrito na Sua coxa e na Sua vestimenta, que é Rei dos reis e Senhor dos senhores.

         E como vem este Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse, que é o mesmo Anjo de Apocalipse, capítulo 10, que desce do Céu e é o mesmo Filho do Homem que em São Mateus, capítulo 24, versículo 30, aparece vestido de uma nuvem, onde aparece o sinal do Filho do Homem no Céu? Vejam, aqui está esse Anjo envolto nesta nuvem formada por anjos. Esse Anjo é o Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, é a Vinda de Cristo, o Anjo do Pacto, é a Vinda de Jesus Cristo em Espírito Santo no Último Dia.

         E agora vejamos como vem esse Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19. Diz:

         “121. Mas quando nosso Senhor aparecer sobre a Terra, Ele virá sobre um cavalo branco como a neve, e será completamente Emanuel — a Palavra de Deus encarnada em um homem”. (Página 256 do livro Os Selos).

         É a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, o qual veio em Moisés manifestado e libertou o povo hebreu; é a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, o qual no dia, antes da destruição de Sodoma e Gomorra apareceu a Abraão e comeu com Abraão; e com Ele também apareceram os Arcanjos Gabriel e Miguel. É o mesmo Melquisedeque que apareceu a Abraão e deu pão e vinho a Abraão; e Abraão pagou seus dízimos a Melquisedeque. É o mesmo Anjo do Pacto anunciado pelo profeta Malaquias, no capítulo 3, é o mesmo Senhor que viria; e para a Sua Vinda enviaria Seu precursor, enviaria Seu mensageiro preparando o caminho, conforme Malaquias, capítulo 3.

         Malaquias, capítulo 3, versículo 1 em diante, diz:

         “Eis que eu envio o meu mensageiro, que preparará o caminho diante de mim;...”

         Esse mensageiro foi João Batista, o qual veio preparando o caminho ao Anjo do Pacto, ao Anjo do Senhor, que viria (como?) em carne humana; porque o Verbo, que estava com Deus e era Deus, em São João, capítulo 1, versículo 1 ao 18… Vejam vocês, vamos ler aqui (também estaremos lendo dois lugares ao mesmo tempo); diz:

         “No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com Deus, e o Verbo era Deus.

Ele estava no princípio com Deus.

Todas as coisas foram feitas por ele, e sem ele nada do que foi feito se fez”.

         E no versículo 9 e 10 diz:

         “Ali estava a luz verdadeira, que ilumina a todo o homem que vem ao mundo.

         Estava no mundo, e o mundo foi feito por ele, e o mundo não o conheceu.

         Veio para o que era seu (ou seja: ao povo hebreu), e os seus não o receberam.

         Mas, a todos quantos o receberam, deu-lhes o poder de serem feitos filhos de Deus, aos que creem no seu nome;

         Os quais não nasceram do sangue, nem da vontade da carne, nem da vontade do homem, mas de Deus.

         E o Verbo se fez carne, e habitou entre nós, e vimos a sua glória, como a glória do unigênito do Pai (e vimos sua glória, glória como do unigênito do Pai), cheio de graça e de verdade”.

         O Verbo se fez carne; o Verbo, que estava com Deus e era Deus, esse Anjo do Pacto, Anjo do Senhor, no qual estava Deus; porque quando se fala do Anjo do Senhor está se falando do corpo teofânico de Deus, onde Deus está manifestado.

         O corpo teofânico de Deus, chamado o Verbo de Deus, é um corpo da sexta dimensão, assim como nós temos um corpo desta dimensão. Esse corpo teofânico da sexta dimensão é um corpo como nosso corpo, mas de outra dimensão; por isso apareceu a Abraão e aos outros profetas, e eles diziam que era um varão, um homem de outra dimensão, da sexta dimensão. E por isso esse homem, chamado o Anjo do Pacto, que foi quem criou o universo completo…, porque esse homem é o mesmo Deus com Seu corpo teofânico.

         O corpo teofânico é o que se chama o Verbo de Deus; e em seguida dentro desse corpo está (quem?) Deus. E esse é o Verbo, o Anjo do Pacto, ao qual João Batista estava preparando o caminho.

         Vejamos se é o Anjo do Pacto ou não é o Anjo do Pacto ao qual João estava preparando o caminho. Continua dizendo Malaquias, capítulo 3 (continua dizendo no versículo 1):

         “… e de repente virá ao seu templo o Senhor, a quem vós buscais; e o mensageiro da aliança, a quem vós desejais, eis que ele vem, diz o SENHOR dos Exércitos”.

         Quem viria? O Senhor, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Anjo do Pacto que apareceu a Moisés e lhe disse: “Eu sou o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó”.

         E agora, como viria, sendo Ele o Verbo? O Verbo se faria carne, o Verbo criaria um corpo de carne desta dimensão, o qual realizou, criou no ventre de Maria; criou ali uma célula de vida, a qual se multiplicou célula sobre célula e formou o corpo de Jesus, o qual nasceu em Belém da Judeia; e nesse corpo habitou Deus, o Anjo do Pacto, com Seu corpo teofânico. E por isso quando diziam a Jesus: “mostra-nos o Pai, e nos basta”, Jesus diz a Felipe: “Tanto tempo faz, Felipe, que estou convosco, e ainda não me conheceste? Não sabes que eu estou no Pai, e o Pai está em mim, e o que me viu, viu ao Pai?”

         E “Ninguém jamais viu a Deus, mas o Filho unigênito, que está no seio do Pai, esse o revelou”. O revelou por meio de carne humana, sendo manifestado o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó dentro desse véu de carne chamado Jesus; portanto estavam vendo Deus quando viam Jesus.

         Mas como estavam vendo Deus? Como estavam vendo o Pai? O estavam vendo vestido de um corpo humano; e com esse corpo foi que tropeçaram as pessoas daquele tempo, porque não puderam crer que este jovem carpinteiro de Nazaré, este operário da construção tão simples, fosse o Messias prometido para o povo hebreu, fosse o Rei de Israel.

         Eles estavam esperando um rei e veio um carpinteiro, eles estavam esperando um homem muito fino e veio um operário da construção; mas nesse operário da construção estava o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, estava o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, manifestado dentro desse véu de carne. Esse foi o véu de carne que Ele usou para a Sua Primeira Vinda.

         Para o Último Dia esse mesmo Anjo do Pacto ou Anjo do Senhor está prometido para vir, e por isso Ele envia um precursor chamado Elias, o qual é o ministério de Elias novamente manifestado na Terra em outro homem, como foi manifestado o ministério de Elias em João Batista; mas João não era Elias, ele era João Batista, mas nele estava o ministério de Elias manifestado por terceira ocasião.

         E agora, para precursar a Segunda Vinda de Cristo, ou seja: para precursar a Vinda do Anjo do Pacto em carne humana no Último Dia, Deus envia um precursor com o espírito e virtude de Elias, onde estará manifestado o ministério de Elias por quarta ocasião.

         E se vocês o quiserem receber, o reverendo William Branham é aquele Elias que tinha que vir precursando a Segunda Vinda de Cristo, e já se foi; mas sua Mensagem a temos em fitas cassete e também a temos em folhetos, os quais estão sendo impressos a cada dia; e sua Mensagem fala, prepara o povo e mostra ao povo o que será a Vinda do Anjo do Pacto, a Vinda do Sétimo Selo, a Vinda do Anjo que era diferente dos demais; ou seja: a Vinda deste Anjo que está aqui voando, o qual está em Seu corpo teofânico. Esse é o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, o Anjo que dois mil anos atrás, esteve manifestado em carne humana no véu de carne chamado Jesus.

         Esse é o Anjo que é diferente dos demais, esse é o Anjo que vem no Último Dia. E como virá no Último Dia? Pois virá no cumprimento de toda promessa feita para a Vinda do Filho do Homem no Último Dia.

         E agora, como virá? Pois Ele é o Anjo Forte que desce do Céu e Ele é o Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19:

         “121. Mas quando nosso Senhor aparecer sobre a Terra, Ele virá sobre um cavalo branco como a neve, e será completamente Emanuel — a Palavra de Deus encarnada em um homem”.

         Em um homem deste tempo final estará este Anjo que era diferente dos demais, estará manifestado em carne humana cumprindo Suas promessas correspondentes ao Último Dia.

         E sendo que este Anjo é o Anjo que tem o Sétimo Selo, com Sua Vinda em carne humana, o Sétimo Selo estará manifestado na Terra, estará cumprindo na Terra e estará sendo revelado esse mistério do Sétimo Selo por este mesmo Anjo que tem o Sétimo Selo e, consequentemente, por meio do Seu véu de carne estará revelando esse mistério da Sua Vinda, estará revelando o mistério do Sétimo Selo à Sua Igreja no Último Dia; porque Ele vem a Sua Igreja na Era da Pedra Angular, e depois irá ao povo hebreu; e com Sua Vinda virão todas as bênçãos de Cristo prometidas para a Sua Segunda Vinda.

         E com Ele vêm também Moisés e Elias. E o que é a vinda de Moisés e Elias? Vamos ver se temos tempo. A vinda de Moisés e Elias… vamos ver o que é a vinda de Elias, e depois isso mesmo é também a vinda de Moisés.

         Vimos que a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo que tem o Sétimo Selo (que é o Anjo do Senhor, vindo no Último Dia), é a Vinda do Verbo, a Palavra encarnada em um homem deste tempo final; e esse homem tem que ser um profeta, porque a Palavra vem somente aos profetas de Deus.

         Toda revelação tem que vir a um profeta em cada era e em cada dispensação; e sendo que é o maior evento prometido para a raça humana, tem que ser em um profeta dispensacional, como foi a Primeira Vinda de Cristo e como veio o Anjo do Pacto manifestado em cada dispensação através do mensageiro de cada dispensação.

         E agora, o que será a Vinda de Elias no Último Dia depois do quarto Elias, depois do precursor de Elias? O que será a vinda de Elias e de Moisés vindo como os Anjos do Filho do Homem, vindo com o Filho do Homem na Sua Vinda, vindo com o Anjo que era diferente dos demais? O que será a vinda de Elias na Sua quinta manifestação como uma das Duas Oliveiras que dará a Mensagem ao povo hebreu? Vamos ver. Na página 399 do livro Os Selos em espanhol, na pergunta número 11, perguntaram ao reverendo William Branham:

         “11. O Elias que vem pregar aos judeus é o verdadeiro Elias que esteve nos dias do Acabe, ou será somente o espírito de Elias em outro homem?

         (E a resposta foi):

         [94]. Eu pensei que será um homem deste tempo ungido com esse espírito…”.

         Um homem de que tempo? Deste tempo; não um homem do tempo do rei Acabe; não um homem do tempo do profeta Eliseu, não um homem do tempo de João Batista, não um homem de um tempo passado, mas um homem deste tempo.

         “… porque lá, quando Elias já tinha subido e Eliseu se encontrou com os filhos dos profetas, eles disseram: ‘O espírito de Elias repousou sobre Eliseu’. É que Eliseu operou igual a Elias”.

         E vejam vocês, Elias abriu o Jordão e passou em seco com Eliseu; e agora, Eliseu toma o manto de Elias, quando Elias se foi em um carro de fogo, e Eliseu abre o Jordão com o manto de Elias e passa com Elias. Como pode ser isto? Passou com o ministério de Elias, passou agora Eliseu como o segundo Elias, porque Deus disse a Elias Tisbita que Eliseu seria profeta em Seu lugar; em lugar de Elias, o próximo profeta seria (quem?) Eliseu.

         E agora, Eliseu passa com o ministério de Elias em uma dupla porção, passa o Jordão; e os filhos dos profetas quando viram este milagre, onde Eliseu abriu o Jordão com o manto de Elias, disseram: “O espírito de Elias repousou (sobre quem?) sobre Eliseu”, porque viram que estava fazendo o mesmo que Elias fez.

         E agora, vejam vocês, o reverendo William Branham com o ministério de Elias manifestado em sua quarta ocasião esteve abrindo os Selos de Apocalipse, e abriu até o Sexto Selo; e vimos que foi o espírito ministerial de Elias, que é o Espírito de Cristo, porque esse é o único espírito que tem ministérios e coloca ministérios nos seres humanos.

         Página 449 do livro Os Selos diz:

         “54. O único Espírito que esteve sobre a Terra, que eu saiba, teria que ser Elias, como foi no seu tempo; e assim foi predito que seria, porque seu Espírito foi nada menos que o Espírito de Cristo. Quando Cristo veio, Ele foi a plenitude, foi o Deus dos profetas”.

         Agora, que espírito tinha o profeta Elias? Pois tinha o Espírito de Cristo.

         Por isso é que São Pedro nos diz em sua primeira carta, capítulo 1, versículo 10 ao 12… vamos ver o que diz aí, para que o tenham também; capítulo 1, versículo 10 ao 12, diz:

         “Da qual salvação inquiriram e trataram diligentemente os profetas que profetizaram da graça que vos foi dada,

Indagando que tempo ou que ocasião de tempo o Espírito de Cristo, que estava neles...”

         Que espírito era o que operava neles e manifestava esses ministérios? O Espírito de Cristo, ou seja: o Espírito Santo.

         “… indicava, anteriormente testificando os sofrimentos que a Cristo (Quem anunciava os sofrimentos de Cristo? O Espírito Santo, o Espírito de Cristo, através dos profetas), haviam de vir, e a glória que se lhes havia de seguir (ou seja: depois desses sofrimentos, depois viriam as glórias prometidas).

         Aos quais foi revelado que, não para si mesmos, mas para nós, eles ministravam estas coisas que agora vos foram anunciadas por aqueles que, pelo Espírito Santo enviado do céu, vos pregaram o evangelho; para as quais coisas os anjos desejam bem atentar”.

         Os anjos desejariam ter a oportunidade de serem pregadores do Evangelho, mas isto é um assunto de homens, de seres humanos. Eles podem ajudar, mas eles não são pregadores.

         Por isso quando apareceu um anjo a Cornélio quando ele orava, lhe disse: “Envia por Pedro, ele te dirá o que deves fazer”. E veio Pedro e lhe pregou o Evangelho e creram; porque a pregação do Evangelho é para os seres humanos, e tem que ser com seres humanos também; como a redenção do ser humano tinha que ser por meio de um ser humano, o qual viesse `a Terra sem pecado, e esse foi nosso amado Senhor Jesus Cristo. Nenhuma outra pessoa podia realizar a redenção da raça humana.

         Agora, vimos que para este tempo final o Espírito de Cristo — assim como esteve nos profetas do Antigo Testamento e em Jesus em toda Sua plenitude, e nos apóstolos, e nos sete anjos mensageiros — estará manifestado novamente na Terra no meio da Sua Igreja, em carne humana no Seu Anjo Mensageiro; e isso não é outra coisa a não ser a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, a Vinda do Verbo, da Palavra encarnada em um homem.

         É a Vinda do Anjo Forte que desce do Céu e Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, e Anjo Forte que desce do Céu em Apocalipse, capítulo 10, e Filho do Homem vestido de uma nuvem em São Mateus, capítulo 24, versículo 30 ao 31; o qual vemos que foi cumprido no céu como sinal da Vinda do Filho do Homem para ser materializado tudo isso aqui na Terra: ser materializada a Vinda do Filho do Homem, a Vinda do Anjo do Pacto em carne humana em Seu Anjo Mensageiro.

         Mas o Anjo de Jesus Cristo não é o Senhor Jesus Cristo, também não é Elias e também não é Moisés, mas nele o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor (que é Jesus Cristo em Espírito Santo) estará manifestado, e estará operando nele os ministérios de Moisés por segunda vez, de Elias por quinta vez e de Jesus por segunda vez.

         Esse é o mistério do Sétimo Selo, esse é o mistério do Anjo Forte que desce do Céu, do Anjo que era diferente dos demais, vindo no meio da Sua Igreja em carne humana em Seu Anjo Mensageiro, para o nascimento de uma nova era e de uma nova dispensação e de um novo dia milenial, e para o nascimento dos filhos e filhas de Deus da Era da Pedra Angular, e para o nascimento do povo hebreu como nação, onde receberá o Espírito de Deus manifestado em carne humana no Último Dia; essa é a forma em que receberá o Espírito de Deus, o povo hebreu como nação.

         Como também a Igreja de Jesus Cristo como Corpo Místico, assim é como receberá o Espírito de Deus, o Espírito de Cristo, no Último Dia. E nós como indivíduos, por meio do novo nascimento recebemos o Espírito de Cristo, o Espírito Santo, e para o Último Dia receberemos a transformação de nossos corpos; porque nascemos com o Sétimo Selo na Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino; e o novo corpo também nascerá, será criado, e nascerá esse novo corpo com o Sétimo Selo.

         Porque com a manifestação do Sétimo Selo, o Anjo do Senhor (que é Jesus Cristo em Espírito Santo manifestado em carne humana), também virá a transformação desse corpo onde Ele estará manifestado no Último Dia; e com o nascimento desse novo corpo por criação divina, virá também o nascimento de todos os corpos de todos os filhos de Deus do Último Dia, de todos os escolhidos que vivem neste tempo final.

         A ressurreição dos mortos em Cristo virá também, antes da transformação dos escolhidos que vivem neste tempo final. E tudo isto é “NASCENDO COM O SÉTIMO SELO”.

         Foi para mim um privilégio muito grande estar com vocês nesta ocasião dando-lhes testemunho do Sétimo Selo e do nascimento com o Sétimo Selo.

         Que as bênçãos do nosso amado Senhor Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, sejam sobre todos vocês e sobre mim também, e em breve todos sejamos transformados e levados à Ceia das Bodas do Cordeiro no Céu. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

         Assim que para nós é uma bênção que haja atividades no meio de todos os latino-americanos e caribenhos; e se houver durante todo o dia, é uma bênção; e se depois continuamos durante a noite, também é uma bênção.

         Todas essas conferências ficam gravadas em vídeo para benefício de todos os filhos e filhas de Deus na América Latina e também em todos os demais países, e também para o povo hebreu.

         Que as bênçãos de Cristo, o Anjo do Pacto, nosso Salvador, sejam sobre todos vocês; e passem todos uma tarde cheia das bênçãos de Jesus Cristo. No Nome Eterno do Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

         Que Deus continue abençoando a todos.

         “NASCENDO COM O SÉTIMO SELO”.

         [Revisão fevereiro 2019]

Encontre-nos

Carretera No.1 Km 54.5
Barrio Monte Llano
Cayey, Puerto Rico
00736

Twitter