ImprimirImprimir

Muito bom dia, amados irmãos e amigos presentes; é para mim um privilégio muito grande estar com vocês nesta ocasião para compartilhar com vocês uns momentos de companheirismo ao redor da Palavra de Deus, do Programa Divino correspondente a este tempo final, e assim ver no Programa Divino a hora que nos correspondeu viver.

         Agora vamos à Palavra de Deus, para assim ver nosso tema desta manhã... Antes, recebam saudações também de todos os irmãos e congregações de todos os países da América Latina: do México, República Mexicana, da Guatemala, de El Salvador, da Nicarágua, Costa Rica também e Panamá (os lugares por onde estávamos nesta viagem).

         Deus continua acrescentando os que estão escritos no Livro da Vida do Cordeiro, e em cada viagem que fazemos encontramos que Deus levantou mais e mais congregações, porque Deus está chamando e juntando Seus escolhidos neste tempo final para completar o número da Sua Igreja na Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino, e em seguida fechar a porta, como diz na parábola das dez virgens: que a porta foi fechada em certo momento, mas já estavam dentro as virgens prudentes, e estavam dentro com o Esposo.

         Agora vejamos nosso tema para esta manhã é: “O SÉTIMO SELO E AS TRÊS TESTEMUNHAS”.

         Para o qual vamos ler em Apocalipse, capítulo 1, versículo 5; e vamos ler também em Apocalipse, capítulo 11, versículo 3 em diante. Vamos começar no capítulo 1, versículo 4 em diante; diz:

         “João, às sete igrejas que estão na Ásia: Graça e paz seja convosco da parte daquele que é, e que era, e que há de vir, e da dos sete espíritos que estão diante do seu trono;

         E da parte de Jesus Cristo, que é a fiel testemunha, o primogênito dentre os mortos e o príncipe dos reis da terra. Àquele que nos amou, e em seu sangue nos lavou dos nossos pecados,

         E nos fez reis e sacerdotes para Deus e seu Pai; a ele glória e poder para todo o sempre. Amém.

         Eis que vem com as nuvens, e todo o olho o verá, até os mesmos que o traspassaram; e todas as tribos da terra se lamentarão sobre ele. Sim. Amém.

         Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim, diz o Senhor, que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso”.

         E em Apocalipse, capítulo 11, versículo 3 em diante, diz:

          “E darei poder às minhas duas testemunhas, e profetizarão por mil duzentos e sessenta dias, vestidas de saco.

         Estas são as duas oliveiras e os dois castiçais que estão diante do Deus da terra.

         E, se alguém lhes quiser fazer mal, fogo sairá da sua boca, e devorará os seus inimigos; e, se alguém lhes quiser fazer mal, importa que assim seja morto.

         Estes têm poder para fechar o céu, para que não chova, nos dias da sua profecia; e têm poder sobre as águas para convertê-las em sangue, e para ferir a terra com toda a sorte de pragas, todas quantas vezes quiserem.

         E, quando acabarem o seu testemunho, a besta que sobe do abismo lhes fará guerra, e os vencerá, e os matará.

         E jazerão os seus corpos mortos na praça da grande cidade que espiritualmente se chama Sodoma e Egito, onde o nosso Senhor também foi crucificado.

         E homens de vários povos, e tribos, e línguas, e nações verão seus corpos mortos por três dias e meio, e não permitirão que os seus corpos mortos sejam postos em sepulcros.

         E os que habitam na terra se regozijarão sobre eles, e se alegrarão, e mandarão presentes uns aos outros; porquanto estes dois profetas tinham atormentado os que habitam sobre a terra.

         E depois daqueles três dias e meio o espírito de vida, vindo de Deus, entrou neles; e puseram-se sobre seus pés, e caiu grande temor sobre os que os viram.

         E ouviram uma grande voz do céu, que lhes dizia: Subi para aqui. E subiram ao céu em uma nuvem; e os seus inimigos os viram.

         E naquela mesma hora houve um grande terremoto, e caiu a décima parte da cidade, e no terremoto foram mortos sete mil homens; e os demais ficaram muito atemorizados, e deram glória ao Deus do céu.

         É passado o segundo ai; eis que o terceiro ai cedo virá.”

Que Deus abençoe nossas almas com a Sua Palavra e nos permita entendê-la.

         Nosso tema para esta ocasião, disse-lhes que é: “O SÉTIMO SELO E AS TRÊS TESTEMUNHAS”.

         Encontramos no capítulo 35 de Números, versículo 30 ao 34, onde diz:

          “Todo aquele que matar alguma pessoa, conforme depoimento de testemunhas, será morto; mas uma só testemunha não testemunhará contra alguém, para que morra.

         E não recebereis resgate pela vida do homicida que é culpado de morte; pois certamente morrerá.

         Também não tomareis resgate por aquele que se acolher à sua cidade de refúgio, para tornar a habitar na terra, até à morte do sumo sacerdote.

         Assim não profanareis a terra em que estais; porque o sangue faz profanar a terra; e nenhuma expiação se fará pela terra por causa do sangue que nela se derramar, senão com o sangue daquele que o derramou.

         “Não contaminareis pois a terra na qual vós habitais, no meio da qual eu habito; pois eu, o Senhor, habito no meio dos filhos de Israel.”

         Esta profecia ou esta Palavra nos ensina que o homicida morrerá porque derramou sangue sobre a terra, mas não morrerá sem testemunhas; e uma só testemunha não dará fé para que o homicida possa morrer; são necessária duas ou três testemunhas.

         Deuteronômio, capítulo 17, versículo 6, vejamos o que nos diz aí Deus. Capítulo 17, versículo 6 diz:

          “Por boca de duas testemunhas, ou três testemunhas, será morto o que houver de morrer; por boca de uma só testemunha não morrerá.

         As mãos das testemunhas serão primeiro contra ele, para matá-lo; e depois as mãos de todo o povo; assim tirarás o mal do meio de ti.”

         Agora vejam vocês como aqui Deus quando fala do juízo divino para cair sobre o homicida, e para qualquer pessoa que seja digno de morte no meio do povo hebreu, conforme a Lei de Moisés era necessário que duas ou três testemunhas dessem testemunho do que tinha acontecido; e essas duas ou três testemunhas, vejam vocês, estariam falando sobre o que foi feito. E conforme a Lei de Moisés, havendo essas duas ou três testemunhas verdadeiras, então o juízo da morte cairia sobre essa pessoa.

         O sangue..., vejam vocês, a terra era contaminada quando era morta uma pessoa. Quando uma pessoa era morta por outra pessoa, a terra; vejam vocês, abriu sua boca, suas entranhas para receber o sangue dessa pessoa; e o sangue dessa pessoa clamava a Deus desde a terra, como diz em Gênesis, que o sangue de Abel clamava a Deus. Isso está, vejamos; capítulo 4 do livro de Gênesis. Aqui temos o primeiro caso, capítulo 4, versículo 3 em diante, diz:

         E aconteceu ao cabo de dias que Caim trouxe do fruto da terra uma oferta ao Senhor.

         E Abel também trouxe dos primogênitos das suas ovelhas, e da sua gordura; e atentou o Senhor para Abel e para a sua oferta.

         Mas para Caim e para a sua oferta não atentou. E irou-se Caim fortemente, e descaiu-lhe o semblante.

         E o Senhor disse a Caim: Por que te iraste? E por que descaiu o teu semblante?

         Se bem fizeres, não é certo que serás aceito? E se não fizeres bem, o pecado jaz à porta, e sobre ti será o seu desejo, mas sobre ele deves dominar.

         E falou Caim com o seu irmão Abel; e sucedeu que, estando eles no campo, se levantou Caim contra o seu irmão Abel, e o matou.

         E disse o Senhor a Caim: Onde está Abel, teu irmão? E ele disse: Não sei; sou eu guardador do meu irmão?

         E disse Deus: Que fizeste? A voz do sangue do teu irmão clama a mim desde a terra.

         E agora maldito és tu desde a terra, que abriu a sua boca para receber da tua mão o sangue do teu irmão.

         Quando lavrares a terra, não te dará mais a sua força; fugitivo e vagabundo serás na terra.

         Então disse Caim ao Senhor: É maior a minha maldade que a que possa ser perdoada.

         Eis que hoje me lanças da face da terra, e da tua face me esconderei; e serei fugitivo e vagabundo na terra, e será que todo aquele que me achar, me matará.

         O Senhor, porém, disse-lhe: Portanto qualquer que matar a Caim, sete vezes será castigado. E pôs o Senhor um sinal em Caim, para que o não ferisse qualquer que o achasse.

         E saiu Caim de diante da face do Senhor, e habitou na terra de Node, do lado oriental do Éden.

         E conheceu Caim a sua mulher, e ela concebeu, e deu à luz a Enoque; e ele edificou uma cidade, e chamou o nome da cidade conforme o nome de seu filho Enoque; (e por aí segue a descendência de Caim)”.

         Agora olhem como o sangue de Abel, que derramou Caim sobre a terra, clamava a Deus da terra e, consequentemente, veio juízo divino sobre Caim, veio a maldição de Deus para Caim. Diz Deus na maldição que falou:

         “Agora, pois, maldito você seja da terra, que abriu sua boca para receber de sua mão o sangue de seu irmão.

         Quando lavrar a terra, não te voltará a dar sua força; errante e estrangeiro será na terra”.

         E agora, vejam como através de Levítico e de Números... Em Números encontramos que a terra, diz que será expiada pelo sangue de quem derramou o sangue, ou seja: morrendo o que matou a outra pessoa é que é expiada a terra. E isso é assim para pessoas, para nações, para povos; e isso também é aplicável para até grupos religiosos; e é aplicável no meio do povo hebreu.

         Por isso é que vocês verão através da Bíblia, que para o Reino Milenial e para a eternidade não entrarão muitas nações, povos e línguas, e até religiões; e somente haverá uma só fé, uma só revelação, um só ensinamento. E diz a Escritura em Zacarias, capítulo 14 e versículo 9:

         “O Senhor será rei sobre toda a terra. Naquele dia o Senhor será um, e um será o seu nome”.

         No Reino Milenial, encontramos que somente teremos um só ensinamento; e esse só ensinamento sairá de Jerusalém, do Trono do Messias, para todo o povo hebreu e para todas as nações. E “ O Senhor será um, e um será o Seu Nome”; ou seja: que somente haverá o ensinamento de um só Deus.

         Agora podemos ver o que será o ensinamento do Único Deus verdadeiro, do Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o qual apareceu a diferentes profetas (como a Abraão, a Isaque, Jacó, Moisés e demais profetas) como o Anjo do Senhor ou Anjo do Pacto, e que em seguida se fez carne no meio do povo hebreu e foi conhecido Seu véu de carne pelo nome de Jesus.

         Ali estava o Anjo do Senhor, o Anjo do Pacto, o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó, o Verbo que estava com Deus e era Deus, o qual se fez carne: “E aquele Verbo se fez carne e habitou entre nós”. E vejam vocês como habitou entre a raça humana, entre os seres humanos, no meio do povo hebreu.

         Ali foi onde se fez homem, onde se vestiu de carne humana, se vestiu de homem desta dimensão o Anjo do Senhor, o Anjo do Pacto, o qual é um homem da sexta dimensão no qual está Deus dentro desse corpo teofânico da sexta dimensão; e em seguida ao criar para si um corpo físico desta dimensão, o qual foi chamado Jesus, aí habitou em toda Sua plenitude.

         Ele é o Deus de Abraão, de Isaque e de Jacó. Deus se fez homem e habitou entre os seres humanos, se fez carne. Esse é o mistério grande da Primeira Vinda de Cristo: que era o mesmo Deus vestido de carne humana.

         O Verbo que estava com Deus e era Deus e que criou todas as coisas, o Verbo, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, Deus em e com Seu corpo teofânico, em seguida se fez um corpo de carne e habitou entre os seres humanos. Essa era a forma em que Eva tinha que trazer seu primeiro filho a Terra. A forma em que ocorreu na virgem Maria era a forma em que tinha que ocorrer em Eva, mas Eva se adiantou.

         E agora, vejam vocês como por meio dessa manifestação de Deus em carne humana se realizou a Redenção na Cruz do Calvário. Para o tempo de Jesus estavam se cumprindo todas as promessas, profecias, da Primeira Vinda de Cristo.

         Cristo à medida que ia em frente na Sua vida; ia cumprindo escrituras; desde ainda antes de nascer: quando o Arcanjo Gabriel visitou a virgem Maria, aí já estavam se cumprindo escrituras; porque o profeta Isaías disse que uma virgem conceberia e daria a luz; e quando apareceu o Arcanjo Gabriel à virgem Maria, pois aí já estava se cumprindo a escritura, porque aí estava a virgem prometida por Deus através do profeta Isaías, que conceberia e daria a luz um filho e se chamaria Emanuel.

         Qualquer pessoa pode dizer: “Mas o menino que nasceu dessa virgem não se chamou Emanuel, se chamou Jesus; esse não pode ser o menino”. É preciso entender que o nome Jesus, vejam vocês, abrange todos esses significados.

         Emanuel significa: Deus conosco, e Jesus é Deus conosco; ou seja: que nesse nome estavam se cumprindo todos os significados dos nomes compostos correspondentes à Primeira Vinda de Cristo. E todos os nomes compostos para a Segunda Vinda de Cristo serão cumpridos com e no nome correspondente à Segunda Vinda de Cristo.

         E agora, vejam vocês como à medida que foi passando o tempo encontramos, por exemplo, que quando veio o primeiro Elias se chamava Elias Tisbita, quando veio o segundo Elias se chamava Eliseu. Veem? Quase o mesmo nome, mas não exatamente o mesmo nome; parecido. Em seguida quando veio o terceiro se chamava João: já se vê muito diferente.

         Mas quando veio João como precursor, Aquele ao qual lhe preparou o caminho também começava seu nome com a mesma letra. Agora vejam vocês como tinha um parecido no seu começo; a primeira letra (isto é falando em termos em espanhol; em inglês também), mas não era o mesmo nome, mas estava com a primeira letra.

         Em seguida vem o quarto Elias e seu nome já não é Elias, mas o ministério sim é Elias (e agora, sempre o nome do véu de carne é o nome que colocam quando nasce o véu de carne); e ele precursa a Segunda Vinda de Cristo.

         Na Segunda Vinda de Cristo estará o nome para ser revelado aos escolhidos de Deus; e o precursor poderá ter uma letra, duas letras, três letras, ou as letras que forem; de acordo com o Programa de Deus.

         Agora, o nome, vejam, é uma coisa, e o sobrenome é outra coisa.

         O sobrenome de Elias; pois poderia ser Tisbita; porque quase sempre os sobrenomes os colocavam, na maior parte das ocasiões, de acordo ao local onde eles viviam. E em Jesus puseram Jesus de Nazaré, porque se criou em Nazaré; se tivesse se criado em Belém, pois seria Jesus de Belém da Judeia.

         Quanto aos sobrenomes, depois mais diante foi que colocaram os sobrenomes em uma forma mais... em termos legais; mas antes, pois quase ninguém conhecia uma pessoa por nome e sobrenome, mas que pelo nome, e para fazer referência a essa pessoa, pois usavam a aldeia ou a cidade de onde vinha; e se quisessem colocar outro segundo sobrenome, pois lhe colocavam o da região, por exemplo, Jesus de Nazaré da Galileia ou Galileu.

         E agora, vejam vocês como nesses tempos, pois faziam nessa forma, mas o nome sempre é o nome que colocam quando a pessoa nasce. Como nosso irmão Branham diz: “Eu sou um Branham por família, mas quando nasci me colocaram um nome, o nome: William” é o nome. Branham é o sobrenome.

         E agora vejam vocês como de era em era e de dispensação em dispensação, vocês poderão ver como Deus fala de um nome. Por exemplo, quando falou do nome do Messias para a Primeira Vinda, disse que seria Emanuel. E todo mundo, talvez, pensava: “Quando vier o Messias, o nome será Emanuel”. E quando apareceu Jesus, e Seus discípulos diziam que Esse era o Messias, alguns que não tinham — em termos espirituais — “nem um dedo de frente”, de conhecimento espiritual, mas sim eram legalistas, diziam: “Um-hum! Isaías diz que Seu Nome é Emanuel, e o nome deste é Jesus. Esse em nenhum momento, em nenhum lugar está prometido na Bíblia que o nome do Messias será Jesus”. Mas vejam; Jesus significa ‘Salvador’, ‘Redentor’.

         E agora, os que se agarravam literalmente da letra lhes acontecia o que diz São Paulo: “A letra mata, mas o espírito vivifica”. O Espírito é o que lhe dá vida, que traz vida a essa letra. E quando trouxe a vida essa letra: Emanuel era Jesus. Emanuel é Jesus. Deus conosco é Jesus. Pai eterno é Jesus. Príncipe de Paz é Jesus.

         Vejam; todos esses nomes compostos ou nomes dados para a Primeira Vinda do Messias e para a Segunda Vinda do Messias; são nomes que têm um significado; e que são e é cumprido esse no nome que o Messias trouxer na Sua Primeira Vinda e em seguida no que trouxer na Sua Segunda Vinda.

         Porque para Sua Primeira Vinda Seu nome seria Jesus, e ninguém sabia. E para Sua Segunda Vinda Ele diz: “E escreverei sobre ele (sobre o vencedor) o Nome de meu Deus...”. Vejamos como diz. Capítulo 3, versículo 12, de Apocalipse, diz:

          “A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus,...”

         E se vai escrever o Nome de nosso Deus, se buscarmos em Êxodo, capítulo 3, versículos 13 em diante, 13 ao 14, diz:

         “Então disse Moisés a Deus: Eis que quando eu for aos filhos de Israel, e lhes disser: O Deus de vossos pais me enviou a vós; e eles me disserem: Qual é o seu nome? Que lhes direi?

         E disse Deus a Moisés: EU SOU O QUE SOU. Disse mais: Assim dirás aos filhos de Israel: EU SOU me enviou a vós.”

         Agora, aqui: Eu Sou... “Dirás: EU SOU enviou a vós...”. Agora, aqui isto que diz: Eu Sou como Nome de Deus, no que foi falado a Moisés, são quatro consonantes que em hebraico ou aramaico ou o que seja, são YHWH. Em grego, pois o “Y” em grego se torna “J”, e por isso é que em grego o nome do Messias na Sua Primeira Vinda é Jesus, mas em hebraico é Joshua ou Josué.

         E vejam vocês, esse nome o tinha tido o que trabalhou com Moisés como servidor de Moisés.

         Moisés foi, vejam vocês, quem teve a Oseias, que é Josué, o qual em seguida introduziu ao povo à terra prometida. E nosso Josué, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, o Espírito Santo manifestado em Sua Primeira Vinda em carne humana, no véu de carne chamado Jesus, é o que nos introduziu à terra prometida do novo corpo teofânico da sexta dimensão, por meio de crer em Cristo e lavar nossos pecados no Sangue de Cristo e receber Seu Espírito Santo.

         Tudo isto se tornou possível por meio da Obra de Redenção realizada por nosso Josué; porque o nome Jesus em grego é Josué em hebraico, Yoshua.

         E vejam vocês como em diferentes ocasiões também Jesus disse: Eu Sou. Cada vez que Ele dizia: “Eu sou o pão vivo que desceu do céu...”, sempre que usava o Eu Sou, aí o temos como o Eu Sou que apareceu a Moisés.

         Quando foram prende-lo no Monte das Oliveiras, encontramos que Ele pergunta: “A quem procuram?”. E lhe dizem: “A Jesus”. E Ele lhes diz: “Eu sou”. Aí está usando o Eu Sou aqui do Antigo Testamento, identificando-se como o Eu Sou do Antigo Testamento; e diz que caíram por terra, caíram sentados na terra todos os que vieram; somente por Ele falar.

         E agora, vocês vejam como o Eu sou, que é o Anjo do Senhor, o Anjo do Pacto, o mesmo Deus no Seu corpo teofânico, diz no capítulo 23 de Êxodo, versículo 20 em diante:

         “Vede eu envio um anjo diante de ti, para que te guarde pelo caminho, e te leve ao lugar que te tenho preparado.

         Guarda-te diante dele, e ouve a sua voz, e não o provoques à ira; porque não perdoará a vossa rebeldia; porque o meu nome está nele.”

         O Nome de Deus onde está colocado? No Anjo do Pacto ou Anjo do Senhor, que é o Verbo, o Anjo do Senhor que apareceu em diferentes ocasiões aos profetas do Antigo Testamento; apareceu a Moisés, e era o mesmo Jeová no Seu corpo teofânico. E por essa causa o Nome de Deus estava onde? Nesse Anjo, esse Anjo da sexta dimensão.

         “Mas se diligentemente ouvires a sua voz, e fizeres tudo o que eu disser, então serei inimigo dos teus inimigos, e adversário dos teus adversários.

         Porque o meu anjo irá adiante de ti, e te levará aos amorreus, e aos heteus, e aos perizeus, e aos cananeus, heveus e jebuseus; e eu os destruirei.

         Agora vejam como seguir a esse Anjo e escutar a voz desse Anjo era estar seguindo a Deus e estar escutando a Voz de Deus; porque era a manifestação de Deus através de Seu corpo teofânico chamado o Anjo do Senhor ou Anjo do Pacto.

         E em seguida enviou a João Batista como precursor; e em seguida Ele mesmo veio vestido de carne humana, e o véu de carne foi chamado Jesus. Aí estava o Nome para a Redenção, o nome que significava ‘Salvador’ ou ‘Redentor’.

         E todos os nomes compostos dados a Deus no Antigo Testamento, Jeová-Salvador, Jeová-nisi, Jeová-sama, todos esses nomes compostos estavam nele cumpridos porque Jeová estava ali presente; Jeová ali como a bandeira, Jeová-Curador, Jeová-Salvador; tudo isso estava em Jesus; porque era a manifestação de Deus em carne humana.

         Deus com Seu corpo teofânico estava dentro desse véu de carne e, portanto, o nome que foi colocado nesse véu de carne, por Maria e José (mas a Maria foi que veio a revelação desse nome que lhe poriam no menino, porque a deu o Arcanjo Gabriel)... Agora, vejam vocês, esse era o Nome de Deus para essa manifestação em carne humana, para realizar a Obra de Redenção, para assim produzir o novo nascimento na sexta dimensão, no Reino de Deus, no Corpo Místico de Cristo, de milhões de filhos e filhas de Deus.

         Porque com o nascimento natural que obtivemos por nossos pais terrenos não nascemos no Reino de Deus, mas neste reino terrenal; mas no Reino de Deus nascemos por meio de crer em Cristo como nosso Salvador, lavar nossos pecados no Sangue de Cristo e receber Seu Espírito Santo.

         E agora vejam como com o Nome de Cristo em Sua Primeira Vinda, nos leva a terra prometida do batismo do Espírito Santo, nos leva a terra prometida do novo corpo teofânico e dessa sexta dimensão. Assim é como viemos a ser colocados em lugares celestiais em Cristo Jesus; somos colocados na sexta dimensão, mesmo que nosso corpo físico está nesta dimensão; mas nosso espírito teofânico é da sexta dimensão.

         E agora estamos nesta dimensão, mas também estamos na sexta dimensão por meio de nosso corpo teofânico; e estamos no Reino dos Céus, o Corpo Místico do Senhor Jesus Cristo.

         E agora vejam como o Corpo Místico do Senhor Jesus Cristo, mesmo que fisicamente os corpos dos membros de Sua Igreja estejam aqui na Terra, Sua Igreja pertence à sexta dimensão, e é uma Obra de Criação Divina a que Deus está realizando.

         E nessa Obra de Criação Divina, vejam vocês, Jesus Cristo é o primeiro; porque Ele antes de estar aqui na Terra em um corpo físico esteve no Seu corpo teofânico por milhares ou milhões de anos, e foi quem criou o universo completo; e agora está realizando a Criação de uma Nova Raça, da qual Ele é o primeiro.

         E assim como Ele veio a Terra com vida eterna fisicamente, como também tinha vida eterna no Seu espírito teofânico e na Sua alma: agora cada filho e filha de Deus na Sua alma tem vida eterna; no Seu espírito teofânico, pois tem vida eterna se recebeu a Cristo como seu Salvador, lavou seus pecados no Sangue de Cristo e recebeu Seu Espírito Santo; e no Último Dia ou sétimo milênio ou Dia do Senhor, quando os mortos em Cristo ressuscitarem, ressuscitarão em um corpo eterno e terão vida eterna também fisicamente, e nós os que vivemos seremos transformados e teremos vida eterna fisicamente também.

         Agora, para obter essa segunda parte, que é o corpo eterno, diz a Escritura que a Vinda do Senhor se efetuará e que Ele descerá do Céu com Aclamação, com Voz de Arcanjo e com Trombeta de Deus, e os mortos em Cristo ressuscitarão primeiro, e depois nós os que vivemos seremos o que? Transformados.

         A Segunda Vinda de Cristo é a única esperança para a Igreja de Jesus Cristo neste Último Dia, para obter a ressurreição dos mortos em Cristo e a transformação de nós os que vivemos. E na Segunda Vinda de Cristo estará esse nome novo que Ele disse que recebeu.

         Vejamos se Ele disse que tem um nome novo. Diz aqui em Apocalipse, capítulo 3, versículo 12, diz:

         “A quem vencer, eu o farei coluna no templo do meu Deus, e dele nunca sairá; e escreverei sobre ele o nome do meu Deus, e o nome da cidade do meu Deus, a nova Jerusalém, que desce do céu, do meu Deus, e também o meu novo nome.”

         Diz que tem um nome novo? Ele diz que tem um nome novo. O obteve quando morreu, ressuscitou e subiu ao céu vitorioso; e esse é o Nome para Sua Segunda Vinda; ou seja: que não seria tão simples o mistério da Segunda Vinda de Cristo.

         Se lá algumas pessoas o estavam esperando como Emanuel, que Seu nome fosse chamado Emanuel, agora como muitas pessoas estão esperando? “Tem que aparecer e tem que vir com o nome Jesus”. Isso normalmente é o que estão esperando todas as pessoas do cristianismo; mas Ele diz que tem um nome novo.

         E virá com o nome novo ou virá com o nome que usou na Sua Primeira Vinda? Vejamos o que nos diz a Escritura.

         A Vinda da Pedra não cortada por mãos, que o profeta Daniel viu no capítulo 2 quando interpretou o sonho do rei Nabucodonosor, dessa estátua com a cabeça de ouro, os braços e o peito de prata, o ventre e as coxas de bronze, e as pernas de ferro e os pés de ferro e de barro cozido (que representa o reino dos gentios, o império dos gentios desde Nabucodonosor até este Último Dia); vejam vocês, encontramos que quando essa Pedra não cortada por mãos veio dois mil anos atrás, a imagem (ou seja: o reino dos gentios) estava nas pernas de ferro, ou seja: no império dos Césares, o império romano.

         E para o Último Dia virá na etapa dos pés de ferro e de barro, que é a mesma etapa do império romano, a mesma quarta etapa, mas a quarta etapa do império dos gentios tem duas partes: uma já se cumpriu, e a Primeira Vinda de Cristo foi cumprida na primeira parte do quarto império, e a Segunda Vinda de Cristo é para ser cumprida na segunda parte do quarto império dos gentios.

         E agora, para o tempo final o reino dos gentios estaria onde? Nos pés de ferro e de barro. E estando nos pés de ferro e de barro é que esta profecia de Apocalipse, capítulo 17, versículo 13 ao 14, que aqui são os pés de ferro e de barro, diz... vamos começar, vejamos onde aqui, para que tenham o quadro claro... Capítulo 17, versículo 11 em diante, diz:

         “E a besta que era e já não é, é ela também o oitavo, e é dos sete, e vai à perdição.

         E os dez chifres que viste são dez reis, que ainda não receberam o reino, mas receberão poder como reis por uma hora, juntamente com a besta.

         Estes têm um mesmo intento, e entregarão o seu poder e autoridade à besta.

         Estes combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e o Rei dos reis; vencerão os que estão com ele, chamados, e eleitos, e fiéis.”

         E agora vejam vocês como vem esse impacto entre “os pés de ferro e de barro” com “a pedra não cortada por mãos”. Aí vemos que vem essa fase, e aí diz: “Combaterão contra o Cordeiro, e o Cordeiro os vencerá, porque é o Senhor dos senhores e Rei dos reis; vencerão os que estão com ele, chamados e eleitos, e fiéis”.

         Agora vejam como é que a pedra não cortada por mãos faz o impacto contra os pés de ferro e de barro; é aí nessa fase.

         E agora vejam; essa Pedra como a viu o profeta Daniel: “uma pedra do monte”, se é a Pedra que representa a Segunda Vinda de Cristo, o monte é o Monte de Deus, que é a Igreja do Senhor Jesus Cristo; daí é cortada a Pedra Angular, a Pedra de Ângulo, a Segunda Vinda de Cristo.

         Assim como a Primeira Vinda de Cristo, a Pedra não cortada por mãos na Sua Primeira Vinda, a Pedra que os edificadores rejeitaram foi cortada de onde? Do meio do povo hebreu. Um homem nascido em Belém da Judeia: essa era a Pedra não cortada por mãos, a Pedra que os edificadores rejeitaram, e se tornou cabeça de ângulo, conforme a profecia.

         E agora, assim como do Israel terrenal foi cortada a Pedra Angular na Sua Primeira Vinda, a Pedra Angular na Sua Segunda Vinda é cortada do Israel celestial, desse Monte de Deus; porque um monte representa um reino. E do Reino de Deus, que é a Igreja de Jesus Cristo, daí é cortada essa Pedra, não por mão humana, mas de Deus. Em Apocalipse, capítulo 2, versículo 17, diz:

         “Quem tem ouvidos, ouça o que o Espírito diz às igrejas: Ao que vencer darei eu a comer do maná escondido, e dar-lhe-ei uma pedra branca, e na pedra um novo nome escrito, o qual ninguém conhece senão aquele que o recebe.”

         Essa pedrinha é a Segunda Vinda de Cristo com um nome novo; e o maná escondido é a revelação da Segunda Vinda de Cristo, a revelação da Vinda dessa Pedrinha branca com esse nome novo; é a revelação de Jesus Cristo para a Dispensação do Reino e para toda a eternidade, a revelação da Segunda Vinda de Cristo com um nome novo para realizar a Obra correspondente ao Último Dia, e levar a Sua Igreja à terra prometida do novo corpo físico e eterno e glorificado e em seguida nos levar à Ceia das Bodas do Cordeiro, e em seguida nos trazer de novo a Terra ao grande Reino Milenial, a terra prometida do Reino Milenial de Cristo.

         Agora podemos ver tudo o que leva à terra prometida. E podemos ver Quem é o que nos leva à terra prometida: é o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, o qual apareceu ao profeta Moisés e tirou o povo hebreu da terra da escravidão lá no Egito, os libertou e os levou a terra prometida, à terra de Israel.

         Encontramos que por meio de Josué, que representa ou significa ‘Salvador’ ou ‘Redentor’, introduziu o povo hebreu à terra prometida. E por meio da manifestação do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor na Sua Primeira Vinda, o qual é nosso Josué; introduziu os filhos e filhas de Deus à terra prometida do novo corpo, do corpo teofânico da sexta dimensão, ou seja: nos introduziu à sexta dimensão, a essa terra prometida; e por isso se o nosso corpo físico morrer, o que acontece? Pois continuamos vivendo na sexta dimensão em nosso corpo teofânico.

         Mas temos a promessa, também, que seremos introduzidos na terra prometida do Reino Milenial de Cristo; mas para isso necessitamos um corpo físico glorificado e eterno, o qual Ele nos dará no Último Dia, na Sua Segunda Vinda. Porque Sua Segunda Vinda é para chamar e juntar seus escolhidos e nos dar a fé para sermos transformados e raptados; e assim termos o corpo eterno, poder ir a Ceia das Bodas do Cordeiro no Céu, e em seguida retornar a Terra para o glorioso Reino Milenial, depois que passar a grande tribulação.

         Agora, o mistério da Segunda Vinda de Cristo é o maior mistério de todos os mistérios divinos, e é o único maior mistério que não tinha sido revelado à raça humana, mas que seria revelado neste Último Dia.

         E a esse mistério da Segunda Vinda de Cristo estão aderidos todos os demais mistérios de Deus correspondentes a este tempo final: como o Nome Novo do Senhor para Sua Segunda Vinda, como a nova dispensação, como também uma nova era eterna, uma nova era que é eterna, também uma nova Mensagem dispensacional: a Mensagem do Evangelho do Reino; um novo mensageiro dispensacional: o profeta da Dispensação do Reino com o Evangelho do Reino; um novo povo para entrar nessa nova era e a essa nova dispensação.

         Assim como teve filhos e filhas em diferentes eras, Cristo, por meio de Sua manifestação através do mensageiro de cada era; e Cristo por meio da Sua Palavra criadora, vejam vocês, trouxe esses filhos a cada uma dessas eras, e produziu neles esse novo nascimento, e assim entraram ao Corpo Místico de Jesus Cristo; assim também, vejam vocês, é para este tempo final.

         Agora, houve entre os gentios, houve um território em cada uma das eras, e houve continentes onde se cumpriram mais de uma era. No continente; vejamos na Ásia Menor se cumpriu a primeira era da Igreja de Jesus Cristo entre os gentios, onde Deus chamou e juntou os Seus escolhidos por meio de São Paulo; em seguida veio à segunda, terceira, quarta, quinta e sexta era em diferentes nações europeias; e Deus chamou e juntou Seus escolhidos nessas eras e nos tempos correspondentes a essas eras. Aí na Europa, vejam vocês como houve cinco eras sendo cumpridas.

         E em seguida passa ao continente americano, onde se cumpre a sétima era da Igreja gentia. E depois de se cumprir no continente americano, na parte norte, na parte da América do Norte, a sétima era da Igreja gentia, agora para a Era da Pedra Angular desce à América Central, América do Sul e o Caribe, para cumprir a Era da Pedra Angular.

         Ou seja: que no continente americano se cumprem duas eras: a sétima era da Igreja gentia na América do Norte, e a Era da Pedra Angular na América Central, América do Sul e no Caribe; e essa é a parte que nos correspondeu neste Último Dia; e é a melhor parte do Programa de Deus na Sua Igreja, porque é a parte que corresponde a maior bênção de Jesus Cristo para Sua Igreja. É a etapa ou Era de Ouro da Igreja de Jesus Cristo e, consequentemente, é a Era de Ouro da América Latina e do Caribe, se aproveitar essa bênção que há na Era da Pedra Angular.

         Para as demais nações encontramos que o tempo de redenção para essas nações já passou; porque já passou a era que tinha que se cumprir nelas, e aí era o tempo onde Deus chamava nesses territórios a arrependimento as pessoas e a essas nações.

         E agora, para este Último Dia Deus chamará o mundo a juízo; e por isso é que são necessárias duas ou três testemunhas, porque o sangue que foi derramado sobre a terra clama desde a terra a Deus; e nações, povos e línguas que derramaram o sangue das pessoas sobre a terra, agora neste tempo final, lhes chega o momento de responder a Deus; e haverá duas ou três testemunhas na Terra, que estarão testificando no juízo divino para Deus determinar o juízo divino que cairá sobre a Terra.

         Para o tempo de Abraão e Ló, vejam vocês, houve três testemunhas na Terra, que desceram do Céu: Elohim, Gabriel e Miguel. E disse Elohim a Abraão: “desci para um propósito”. Não o tinha revelado ainda a Abraão. Abraão somente pensou que era para comer com ele e discernir o coração da Sara e falar sobre da promessa do filho prometido, o qual estava muito bem, e essa era a bênção para Abraão; mas também tinha descido para o juízo divino correspondente a Sodoma e Gomorra.

         E para a Igreja de Jesus Cristo o propósito é a Vinda do Filho prometido e as bênçãos que Ele traz para Sua Igreja. Mas nesta investigação de juízo, vejam

vocês; diz o capítulo 18 e versículo 16 em diante [Gênesis]:

         “E levantaram-se aqueles homens dali, e olharam para o lado de Sodoma; e Abraão ia com eles, acompanhando-os (ou seja: levantaram-se do local onde estavam comendo, e olharam para Sodoma e Gomorra; iam caminhando para Sodoma e Gomorra, Elohim, Gabriel e Miguel, na forma de homens; tinham se materializado temporalmente, e Abraão ia com eles).

         E disse o Senhor: Ocultarei eu a Abraão o que faço,

Visto que Abraão certamente virá a ser uma grande e poderosa nação, e nele serão benditas todas as nações da terra?

         Porque eu o tenho conhecido, e sei que ele há de ordenar a seus filhos e à sua casa depois dele, para que guardem o caminho do Senhor, para agir com justiça e juízo; para que o Senhor faça vir sobre Abraão o que acerca dele tem falado.”

         Como fazer para que Deus cumpra o que Ele prometeu? Depois de crer com toda nossa alma, então cumprindo todos os preceitos divinos, vivendo conforme a Sua Palavra.

         “Disse mais o Senhor (a Abraão): Porquanto o clamor de Sodoma e Gomorra se tem multiplicado, e porquanto o seu pecado se tem agravado muito,

         Descerei agora (vejam, havia subido diante de Deus), e verei se com efeito têm praticado segundo o seu clamor, que é vindo até mim; e se não, sabê-lo-ei.

         Então viraram aqueles homens os rostos dali, e foram-se para Sodoma; mas Abraão ficou ainda em pé diante da face do Senhor (porque Elohim, Jeová, tinha ficado com Abraão)”.

         Vejam, Elohim era o prórpio Jeová, o Anjo do Pacto, que tinha se materializado diante de Abraão, e Gabriel e Miguel.

         Gabriel e Miguel foram para Sodoma e Gomorra; mas Elohim, Jeová, ficou com Abraão falando, e ia lhe revelar ainda mais sobre do que iria estar acontecendo; porque, olhem vocês, a revelação vinha a quem? Ao profeta. Abraão sendo o profeta da Dispensação da Promessa, a revelação do que ia acontecer ali estava sendo revelada a Abraão; e Abraão era o único que podia orar; interceder por esses territórios e pelas pessoas que viviam nesses territórios.

         Abraão intercedeu pelo território e também por seu sobrinho Ló; somente obteve da parte de Deus misericórdia para Ló e sua família. Por quê? Porque não houve em Sodoma e Gomorra nem dez pessoas justas e, consequentemente, os pecados dessas pessoas estavam como? Descoberto diante de Deus; não estavam cobertos com os sacrifícios que Abraão realizava e Ló realizava; e agora o juízo divino viria sobre aquelas nações.

         De era em era o Sangue do Sacrifício de Cristo esteve manifestado em cada era. Deus quando olhou para a Terra viu a raça humana através do Sangue de Cristo, e por essa causa o juízo divino não caiu sobre a raça humana em forma total ou definitiva, mas parcialmente.

         Depois que terminou uma era, o que aconteceu? Essa era ficou sem o Sangue de Cristo quando essa era terminou; e os que não creram durante o tempo dessa era, receberam o juízo divino. Assim foi de era em era.

         Mas agora o que acontece? Temos todo o remanescente das sete eras fora do Sangue de Cristo. O Sangue de Cristo se encontra manifestado na Era da Pedra Angular; e agora, consequentemente, o juízo divino tem que cair sobre tudo o que ficou da sétima era da Igreja gentia e sobre todos os que não creram durante o tempo que Deus deu durante a sétima era da Igreja gentia.

         E por quanto esse juízo divino será a nível mundial e será pleno, então cobrirá também a todo território que corresponde à trajetória de Cristo durante as sete etapas ou eras da Igreja gentia; e por isso haverá sobre a Terra mais de uma testemunha.

         E agora, temos a Testemunha fiel e verdadeira, que é Jesus Cristo; portanto Seu ministério tem que estar aqui na Terra. E temos os ministérios das Duas Oliveiras (de Apocalipse, capítulo 11, versículo 3 em diante, e Zacarias, capítulo 4, versículo 1 ao 14), e esses são os ministérios dos Dois Ungidos que estão diante da presença de Deus, representados nos dois querubins de ouro que estão sobre o propiciatório, e também representados nos dois querubins de ouro, mas que por dentro é madeira de oliveira, esses dois querubins gigantes de madeira de oliveira cobertos com ouro que Salomão colocou no templo que construiu lá em Jerusalém.

         Agora, vejam vocês, esses são os Dois Ungidos que estão diante da presença de Deus, ali onde está a presença de Deus, no Lugar Santíssimo. E lá no Céu, pois esses são Gabriel e Miguel; e aqui na Terra, no Templo de Jesus Cristo, esses são os ministérios de Moisés e Elias no Anjo do Senhor Jesus Cristo.

         E o Ministério de Jesus... vejam vocês, sobre o propiciatório estava um querubim de um lado, outro querubim do outro lado, e a presença de Deus, do Anjo do Pacto, ali sobre o propiciatório. No Monte da Transfiguração encontramos Jesus com Seu rosto como o sol, Suas vestes resplandecentes como a luz, e de um lado Moisés e do outro lado Elias: aí está o Propiciatório com um a cada lado, e no centro Jesus Cristo, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor.

         E no Último Dia teremos a Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos; é o mesmo: Moisés, Elias e Jesus; o ministério de Moisés, o ministério de Elias e o ministério de Jesus. Estes são os ministérios que estarão manifestados no Último Dia em carne humana no Anjo do Senhor Jesus Cristo, o Anjo Mensageiro da Dispensação do Reino e da Era da Pedra Angular, na Vinda do Verbo, a Palavra encarnada em um homem; como disse o precursor da Segunda Vinda de Cristo na mensagem Os Sete Selos, página 256 em espanhol, quando falou da Vinda do Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, que é a Vinda do Senhor para o Último Dia, disse:

         “121. Mas quando nosso Senhor aparecer sobre a Terra, Ele virá sobre um cavalo branco como a neve, e será completamente Emanuel — a Palavra de Deus encarnada em um homem”.

         Se encontrarmos esse homem, encontraremos a Moisés, a Elias e a Jesus; ou seja: encontraremos o ministério de Moisés, o ministério de Elias e o ministério de Jesus manifestado em carne humana nesse homem.

         Mas esse homem não é o Senhor Jesus Cristo. Quando João quis adorá-lo, João o apóstolo (em Apocalipse, capítulo 19, versículo 9 ao 10, e Apocalipse, capítulo 22, versículos 8 ao 9), o Anjo lhe disse que não o fizesse, porque ele é servo, conservo com o João e com os profetas; lhe disse: “Adora a Deus”.

         Agora, podemos ver este mistério da Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, que é Jesus Cristo em Espírito Santo, no Seu corpo teofânico, o qual veio em carne humana dois mil anos atrás e foi conhecido pelo nome de Jesus; e para o Último Dia virá velado em carne humana e revelado através de carne humana; e virá com Seus Anjos, virá com os ministérios de Moisés, de Elias, e o ministério de Jesus aí estará manifestado também.

         O Anjo do Pacto virá com os ministérios de Moisés, de Elias e de Jesus, porque Ele é o único que tem ministérios e é o único que manifestou ministérios aqui na Terra por meio de carne humana, por meio de Seus profetas.

         É a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor novamente a Terra em carne humana no Último Dia. E Ele virá com um Nome Novo, e Ele virá com um véu de carne novo também; porque “quando nosso Senhor aparecer sobre a Terra, Ele virá sobre um cavalo branco como a neve, e será completamente Emanuel — a Palavra de Deus encarnada em um homem”.

         Esse é o mistério da Vinda do Cavaleiro do cavalo branco de Apocalipse 19, e da Vinda do Anjo Forte que desce do Céu. Esse Anjo Forte que desceu do Céu, que aparece aqui vestido em uma nuvem, como foi prometido que seria visto no céu vestido em uma nuvem e seria o sinal do Filho do Homem no céu, conforme a Mateus 24, versículo 30 ao 31, onde diz... vejamos... São Mateus 24, versículo 30 em diante, diz:

         “Então aparecerá no céu o sinal do Filho do homem; e todas as tribos da terra se lamentarão, e verão o Filho do homem, vindo sobre as nuvens do céu, com poder e grande glória.

         E ele enviará os seus anjos com rijo clamor de trombeta, os quais ajuntarão os seus escolhidos desde os quatro ventos, de uma à outra extremidade dos céus.”

         Aí podemos ver o sinal do Filho do Homem no céu, o qual já foi cumprido em 28 de fevereiro de 1963, onde vimos o Filho do Homem, o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, o Anjo Forte que é diferente dos demais; Jesus Cristo no Seu corpo teofânico, Jesus Cristo em Espírito Santo, o vimos aí com os sete anjos mensageiros das sete eras da Igreja gentia. E para o Último Dia, depois dessa manifestação no céu estaria manifestado na Terra em carne humana.

         Agora, veio no céu em uma nuvem, mas à Terra virá em carne humana: será a Palavra encarnada em um homem; mas esse homem não é o Senhor Jesus Cristo.

         Agora vejam vocês como este mistério da Vinda do Filho do Homem para o Último Dia é o maior mistério de todos os mistérios.

         Agora, podemos ver que para o Último Dia, assim como teve um Nome como Cordeiro, terá um Nome como Leão. Para Sua Obra de Cordeiro teve um Nome, o qual foi Jesus; e para Sua nova Obra, a Obra de Reclamação, terá um novo nome e um novo véu de carne. Esse é o mistério da Vinda do Senhor.

         Depois, quando nós estivermos transformados, tendo o novo corpo, então é que veremos a Jesus Cristo no Seu corpo glorificado. Mas antes disso, através das diferentes eras o estivemos vendo manifestado através de Seus anjos mensageiros; e a última manifestação de Cristo através de carne humana, em um homem deste planeta Terra, é no Último Dia no Anjo do Senhor Jesus Cristo, onde estará manifestando os ministérios de Moisés, de Elias e de Jesus; e assim estará cumprindo o que Ele prometeu para este Último Dia.

         Agora, as pessoas que o possam estar esperando com o mesmo véu de carne de dois mil anos atrás, e o mesmo nome de dois mil anos atrás, e o estiverem esperando para dar a boas-vindas e também para que Ele lhes fale, recordem, terão que se colocar a aprender hebraico (é o hebraico que se falava naquele tempo, porque esse era o idioma que Ele falava naquele tempo); mas Ele vem conforme a como Ele prometeu.

         Todo o mistério da Segunda Vinda de Cristo gira em torno da Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, o qual dois mil anos atrás veio velado em carne humana no véu de carne chamado Jesus. Aquele jovem operário da construção, aquele jovem carpinteiro, era o véu de carne onde estava o Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, velado em carne humana e revelado através desse véu de carne como o Cordeiro de Deus, para realizar a Obra de Redenção na Cruz do Calvário.

         Houve um mistério, um segredo, por quase trinta anos; mas depois, quando começou Seu ministério, se abriu esse mistério, esse segredo, e se revelou que estava cumprida a Vinda do Messias, e Ele mesmo se identificou como o cumprimento da Vinda do Messias.

         Assim é para o Último Dia: o mesmo Anjo do Pacto ou Anjo do Senhor, por meio de Sua manifestação em carne humana estará se identificando como o cumprimento da Vinda do Senhor em carne humana, velado e revelado por meio de carne humana. E alguns tropeçarão com o véu de carne e com o nome que o véu de carne tiver; mas isso não importa, o Programa de Deus se cumprirá e o que é de Deus ouvirá a Voz de Deus.

         E se alguém diz: “Eu não posso entender... ou não vou crer nisso”, Deus não está procurando incrédulos, mas que Ele está procurando Seus escolhidos, dos quais Ele disse: “o que é de Deus ouve a Voz de Deus, e a segue. Minhas ovelhas ouvem minha voz e me seguem”.

         Assim Deus não estará obrigando ninguém que creia. Ele estará revelando o mistério de Sua Vinda e estará revelando Seu Nome, manifestando Seu Nome, mesmo que alguns não compreenderão bem; mas aí, nessa manifestação, estará o segredo, o mistério do Nome Eterno de Deus e Nome Novo de Jesus Cristo.

         E diz Apocalipse, capítulo 2, versículo 17, que ninguém entendia esse nome; e também Apocalipse, capítulo 19, versículo 11 em diante. Vejamos como o lê também aqui o precursor da Segunda Vinda de Cristo, na página 131. Diz:

         “131. E agora Jesus: Seu Nome sobre a Terra foi Jesus o Redentor, porque foi o Redentor quando esteve sobre a Terra; mas quando conquistou o inferno e a morte, venceu-os e subiu, então recebeu um novo Nome. Por essa razão é que gritam e fazem tanto ruído e não recebem nada. Será revelado nos Trovões.

         132. Notem o mistério. Ele vem cavalgando. Tem que haver algo para mudar esta igreja. Vocês sabem isso. Tem que vir algo! Agora notem: Ninguém entendia esse nome, a não ser Ele mesmo”.

         Qualquer pessoa poderá dizer: “Não, não; se não for como eu penso que é; eu deixarei de crer”. Pois vejam, desde o momento em que disse que deixará de crer, desde esse momento deixou de crer; se declarou incrédulo a tudo o que Deus revelar com relação a esse Nome.

         Assim por isso é que tem que se tomar cuidado com o que se fala, porque depois tem problemas com Deus e se lhe materializam as coisas — depois, sem se dar conta —, e depois se encontram fora do Programa de Deus.

         Agora, diz: “Ninguém entendia esse nome, a não ser Ele mesmo”.

         Assim que quem é o melhor que nos pode explicar? Pois Ele mesmo. Tudo o que até o momento não tivermos entendido, pois Ele o explicará. E se tivermos entendido algo que não é, pois Ele o corrigirá. E se Ele falou algo que não era completamente a revelação completa e faltava algo, pois Ele o colocará no tempo preciso. Ou se por alguma causa Deus permitiu que fosse falado algo que em seguida é tirado, corresponde Ele mesmo tirá-lo; ninguém mais o pode fazer.

         Por exemplo, nosso irmão Branham sempre disse: “A alma tem cinco sentidos, e o espírito tem um sentido, e o corpo tem cinco sentidos” por muitos anos. E quem ia se atrever a tirar isso da forma em que ele o havia dito? Ninguém podia se meter nisso. Mas em seguida, quando Deus lhe deu mais luz e lhe disse que a alma era o mais importante, e que a alma era que tinha um sentido, e o espírito era que tinha cinco sentidos, pois ele o colocou bem.

         Qualquer pessoa poderá dizer: “Não, como ele disse o tem que deixar. Eu fico com o que ele disse primeiro”. Pois, assim fica a pessoa; e daí em diante não pode obter mais conhecimento, porque se declara um incrédulo a tudo o que Deus está fazendo daí em diante através de Seu mensageiro; portanto, chegou até ali, deixou de crescer espiritualmente, deixou de crescer em conhecimento divino.

         Agora vejam, quando você diz: “o corpo tem cinco sentidos, e o espírito tem (quantos sentidos?)...”. vai continuar dizendo que tem um sentido, como ele dizia antes de obter mais luz sobre o espírito? Não pode; porque você então permaneceria na mesma condição que ele estava antes de obter mais revelação.

         A pessoa tem que ir crescendo, mas com o mensageiro de sua era. Se não for crescendo com o mensageiro de sua era, chega a certo lugar e fica como um anão; e daí em diante você verá as crianças que falam coisas e você diz: “Ouça, mas essa criancinha está dizendo tal coisa, e faz muitíssimos anos eu entendia nesta forma”; mas essa criancinha foi crescendo com a Mensagem e você ficou pequenino. Assim que você é menor que essa criança.

         Agora, temos que ir crescendo à medida que a Luz nos vai iluminando as escrituras e o entendimento na alma e em nossa mente. Não podemos nos deter, porque no momento em que nos detivermos, até aí chegamos. Temos que crescer até chegarmos à estatura de Jesus Cristo, até chegarmos à perfeição, até chegarmos a ser a imagem e semelhança de nosso amado Senhor Jesus Cristo, com um corpo físico, glorificado e eterno. Não se detenha nem tropece tampouco em nenhum momento.

         Recorde que à medida que vai amanhecendo, a pessoa vai vendo gradualmente. Quando ainda está em penumbra, mas já está raiando a alva, vemos um pouquinho; em seguida vai saindo mais luz e vemos um pouquinho mais. Primeiro quando está amanhecendo, você olha o jardim, diz: “Há muitas plantas aí, há muitas matas, plantas, flores e de tudo”, mas não pode distinguir as flores. Mas em seguida diz, quando há mais luz: “há flores também”. Em seguida, quando há mais luz, diz: “e são de tal e de tal cor”. Vê? E assim à medida que vai passando o tempo e vai saindo o sol e dando mais luz, então vamos vendo com mais detalhe, vamos vendo os detalhes que não víamos quando raiou a alva no princípio. E isso é assim para vocês e é assim para mim também. Eu mesmo o experimentei em minha própria vida.

         Assim que eu não me detenho: eu continuo crescendo à medida que a Luz vai me iluminando do Céu. E não importa que alguém diga qualquer coisa. Bom, o que eu não via no princípio, pois em seguida gradualmente vou vendo; vou vendo os detalhes; vou contando a vocês, e vocês também vão vendo e vão crescendo.

         Não se detenham nem tropecem em nenhum momento. Todos entraremos a terra prometida do novo corpo, e vamos a Ceia das Bodas do Cordeiro, como Cristo prometeu; e em seguida regressaremos para o glorioso Reino Milenial de nosso amado Senhor Jesus Cristo. Mas não ninguém tropece; porque quem tropeça, em seguida tem problemas e algumas vezes está com os joelhos todos arranhados, como as crianças, recordem; e isso acontece no espiritual também. Assim não tropecem em nada, a não ser sigam adiante.

         Olhem uma coisa, para que tenham seus olhos bem abertos. Se vocês... quantos sabem que há um Israel terreno e um Israel celestial? Se sabem isso, então tomem isto muito mas muito a sério:

         “Cuidarão de pôr por obra todo mandamento que eu lhes ordeno hoje, para que vivam, e sejam multiplicados, e entrem e possuam a terra que Jeová prometeu com juramento a seus pais.

         E te lembrará de todo o caminho por onde te trouxe Jeová seu Deus quarenta anos no deserto, para te afligir, para te provar, para saber o que havia no seu coração, se tinha que guardar ou não seus mandamentos.

         E te afligiu, e te fez ter fome, e te sustentou com maná, comida que não conhecia você, nem seus pais a tinham conhecido, para te fazer saber que não só de pão viverá o homem, mas de tudo o que sai da boca do Senhor viverá o homem”.

         Uma viagem que podia ser feita em quanto? Vamos... para não exagerar muito... Quanto Miguel? Três meses? Em três meses.

         Agora, para alguns do povo hebreu, Moisés, que tinha sido um grande líder militar e político, agora guiando o povo hebreu parece um homem inexperiente. Por quê? Porque uma viagem de três meses; vejam... Quarenta anos e ainda não tinham chegado! E muitos dos líderes do povo hebreu diziam: “Este homem está todo perdido. Vai caminhando e temos uma meta: a terra prometida, e vai caminhando assim e de um momento foi para cá, e de momento para trás, e de momento faz assim. Acontece algo a este homem”. E depois Deus diz: “Eu era quem os guiava, e os fiz viajar quarenta anos para prová-los nesse caminho para a terra prometida”.

         Recordem que todo nosso trajeto é de prova, Deus nos provando e vendo como nos portamos em todo o caminho. Em dez ocasiões quiseram apedrejar a quem? A Moisés, seu mensageiro. Dez ocasiões. Uma é uma ofensa, dez, isso já é muito.

         Agora, vejam vocês, era Deus os provando. E todos os que protestaram; o que lhes aconteceu? Não entraram nenhum dos que saíram do Egito, a não ser Josué e Calebe, os quais não protestaram, mas que diziam: “Deus nos dará a terra, porque Ele o prometeu. É nossa”.

         Os que diziam: “Lá, o que há são gigantes. Essa terra é perigosa e não poderemos conquistar essa terra, regressemos ao Egito”; pois olhem, não entraram; tinham medo e não queriam entrar na terra prometida, não queriam seguir em frente. Quem não segue em frente, pois olhe: não entrará, não entrará na terra prometida.

         Portanto, aqui em nossa alma temos que seguir sempre em frente porque temos uma meta: essa é a meta de Cristo; e a meta de Cristo é a de ter filhos e filhas de Deus à Sua imagem e semelhança, perfeitos, com corpos eternos físicos e corpos glorificados e corpos teofânicos eternos também. Essa é a meta de Cristo com Sua Igreja, para cada um de vocês e para mim também.

         Portanto, não importam os problemas que se apresentem no caminho, seguiremos em frente e entraremos na terra prometida do novo corpo, e chegaremos à Ceia das Bodas do Cordeiro e iremos ao Reino Milenial de Cristo também, quando passar a grande tribulação. Porque isso é o que Cristo prometeu. Mas isso é para quem? Para os vencedores.

         Quem põe sua mão no arado e olha para trás, por alguma causa que para a pessoa é justificada... mas não há nenhuma causa justificada para deixar de seguir em frente. E o que fizer, quem se prejudica? Pois a pessoa. Pois começou e não chegou à meta; portanto, não pode ser coroado com a coroa da vida eterna, com a coroa do corpo eterno; porque essas são promessas para os vencedores. E “quem põe sua mão no arado e olha para trás, não é apto para o Reino”.

         Assim que nunca caminhemos para trás, a não ser sempre para a meta. Não importam as circunstâncias contrárias que se levantem contra vocês como indivíduos ou do Corpo Místico de Cristo como grupo, ou de algum dos ministros como ministro. Não importa o que o diabo levantar contra a Igreja de Jesus Cristo, caminhemos sempre para onde? Em frente, para a meta divina. E Cristo nos levará à terra prometida.

         Vocês vejam, Ele é quem esteve com Sua Igreja de era em era, e continua aqui até que entremos à terra prometida do novo corpo. Já entramos à terra prometida da nova era da Pedra Angular; esta era uma era prometida, uma terra prometida como era, e já entramos nela; e também entramos na terra prometida como dispensação: a Dispensação do Reino; e entraremos na terra prometida do corpo glorificado e eterno; e entraremos também à terra prometida do glorioso Reino Milenial de Cristo, depois da grande tribulação. Mas antes disso, depois que entrarmos à terra prometida do novo corpo e estivermos aqui de 30 a 40 dias, em seguida iremos a Ceia das Bodas do Cordeiro; enquanto a Terra estará passando pelo juízo divino da grande tribulação.

         Haverá nesta Terra três Testemunhas. O SÉTIMO SELO E AS TRÊS TESTEMUNHAS. O qual é o ministério de Moisés (como uma das duas testemunhas), o ministério de Elias (como o outro das Duas Oliveiras) e o ministério de Jesus (como o maior das três testemunhas, porque Ele é a Testemunha fiel e verdadeira). E Moisés e Elias são as Duas Testemunhas, as Duas Oliveiras, de Apocalipse, capítulo 11, versículo 3 em diante, e de Zacarias, capítulo 4.

         E agora, vejam vocês como Deus nos fala e nos dá testemunho de que Ele é Testemunha; vejam vocês, Ele é Testemunha também. Malaquias, capítulo 3, versículo 5, também nos fala aí. Diz:

         “E chegar-me-ei a vós para juízo; e serei uma testemunha veloz contra os feiticeiros, contra os adúlteros, contra os que juram falsamente, contra os que defraudam o diarista em seu salário, e a viúva, e o órfão, e que pervertem o direito do estrangeiro, e não me temem, diz o Senhor dos Exércitos.

         Porque eu, o Senhor, não mudo; por isso vós, ó filhos de Jacó, não sois consumidos.”

         Agora vejam como Deus diz que vem: como Testemunha.

         Assim que por meio do ministério de Jesus, de Moisés e de Elias, teremos as Testemunhas que no Juízo Divino são necessárias para o juízo ser declarado sobre a raça humana; tanto sobre indivíduos como sobre nações.

         E por isso é que diz a Escritura... vejamos aqui, em Apocalipse, capítulo 11, há algo aqui... há algo por aqui. Capítulo 11, diz, versículo 15 em diante:

         “E o sétimo anjo tocou a sua trombeta, e houve no céu grandes vozes, que diziam: Os reinos do mundo vieram a ser de nosso Senhor e do seu Cristo, e ele reinará para todo o sempre.

         E os vinte e quatro anciãos, que estão assentados em seus tronos diante de Deus, prostraram-se sobre seus rostos e adoraram a Deus,

         Dizendo: Graças te damos, Senhor Deus Todo-Poderoso, que és, e que eras, e que hás de vir, que tomaste o teu grande poder, e reinaste.

         E iraram-se as nações, e veio a tua ira, e o tempo dos mortos, para que sejam julgados, e o tempo de dares o galardão aos profetas, teus servos, e aos santos, e aos que temem o teu nome, a pequenos e a grandes, e o tempo de destruíres os que destroem a terra.

         E abriu-se no céu o templo de Deus, e a arca da sua aliança foi vista no seu templo; e houve relâmpagos, e vozes, e trovões, e um terremoto e grande saraiva.”

         Aí podemos ver o Juízo Divino que está assinalado para ser cumprido no Último Dia, ou seja: no sétimo milênio.

         Também em Apocalipse, capítulo 6, versículo 12 ao 17, nos fala do juízo divino. Em Isaias, capítulo 61, versículo 2, também nos fala do dia de vingança do nosso Deus. E em Malaquias, capítulo 4, também nos fala do dia ardente como um forno que vem para os moradores da Terra. E nos diz o profeta Malaquias, no capítulo 4, versículo 1:

         “Porque eis que aquele dia vem ardendo como fornalha; todos os soberbos, e todos os que cometem impiedade, serão como a palha; e o dia que está para vir os abrasará, diz o SENHOR dos Exércitos, de sorte que lhes não deixará nem raiz nem ramo.”

         Esse é o juízo divino da grande tribulação que cairá sobre a Terra, o qual é um juízo divino de fogo, fogo atômico que cairá sobre a raça humana com uma Terceira Guerra Mundial.

         E agora vejam vocês como isto afetará a todas estas nações onde se cumpriram estas sete etapas ou eras da Igreja gentia, e afetará também a outras nações.

         E agora, vejam vocês como através da Escritura no Antigo Testamento nos fala de tudo isto, e também no Novo Testamento. E o Anjo do Senhor, o Anjo do Pacto, que é Jesus Cristo em Espírito Santo por meio de Seu Anjo Mensageiro, estará dando testemunho destas coisas: estará manifestando os ministérios de Moisés, de Elias e de Jesus; e por meio desses ministérios virá o Testemunho de todas estas coisas que em breve devem acontecer, e porque têm que acontecer todas estas coisas.

         Ou seja: que a causa de todos estes juízos divinos também estarão sendo revelados por meio da manifestação do Anjo do Senhor, do Anjo do Pacto, de Jesus Cristo em Espírito Santo através de Seu Anjo Mensageiro. Porque Deus não pode destruir sem causa a raça humana, não pode destruir nações, povos e línguas sem uma causa.

         Agora, podemos ver que para esse tempo o Sangue de Cristo já não estará no Lugar de Intercessão no Céu, no Templo que está no Céu e, consequentemente, Deus olhará a raça humana e a verá com seus pecados, verá as nações, povos e línguas assim, e aos indivíduos também; e a recompensa do pecado é morte.

         Para o tempo do Noé somente se salvaram oito pessoas, quantos se salvarão neste tempo final? Pelo menos podemos dizer que os escolhidos de Deus se salvarão todos; nenhum perecerá.

         Agora, em seguida cairão os juízos divinos assinalados, profetizados para o Último Dia. Nós oramos pela América Latina e o Caribe, para que sobrevivam a esses juízos divinos que cairão sobre a raça humana, para que entre ao glorioso Reino Milenial de nosso amado Senhor Jesus Cristo. Esse é o território pelo qual nós podemos orar; e pelo povo hebreu.

         Agora, não é que não amemos a todas as pessoas, mas que é o território onde está a bênção de Deus e onde Deus estendeu Sua misericórdia, como a estendeu em outras eras sobre outros territórios. Mas se pudermos fazer algo pelas pessoas de outras nações fora do continente latino-americano e caribenho, o faremos também. E tudo o que pudermos fazer pelo povo hebreu, também o estaremos fazendo; esse é o outro território sobre o qual a misericórdia de Deus será estendida, mesmo que passará por terríveis momentos o território de Israel.

         Deus fez grandes promessas para o povo hebreu. Para este Último Dia haverá um entrelace com o povo hebreu, onde o povo hebreu receberá a Mensagem de Jesus Cristo na Era da Pedra Angular; e em seguida se estenderá para todo o povo hebreu.

         Esse entrelace é muito importante, porque os entrelaces quase sempre ocorrem em forma simples, e algumas vezes as pessoas nem percebem quando está ocorrendo um entrelace desse tipo.

         Sabemos que a Mensagem que o povo hebreu está esperando nós a temos, e sabemos que depois que nos formos daqui, desta dimensão terrena, à Ceia das Bodas do Cordeiro, o povo hebreu continuará com a Mensagem. Eles a receberão de nossa era e seguirão em frente.

         Mas como acontecerá tudo isso? Espere você a que eles façam como fizeram os irmãos de José, se aproximando por alimento físico lá, e neste tempo é por alimento espiritual. Quando os vir — pois tudo já está muito perto — é que não há alimento espiritual para a alma dos seres humanos em nenhum lugar, exceto na Era de Ouro da Igreja de Jesus Cristo, que é a Era da Pedra Angular; e isso é em uma nova dispensação, a Dispensação do Reino.

         Assim que já sabemos por onde virá o povo hebreu procurando alimento espiritual; e Cristo lhes dará alimento à medida que eles necessitem e à medida que eles busquem. Mas recordem que o mais importante sempre é que se complete o número dos escolhidos de Deus do Corpo Místico de Jesus Cristo.

         Agora, não sabemos se se completará com gentios ou com alguns hebreus que pertençam ao Corpo Místico de Cristo, que pertençam aos Primogênitos de Deus escritos no Céu, no Livro da Vida do Cordeiro desde antes da fundação do mundo.

         Mas se tiver que completar com hebreus, ou seja: se os últimos escolhidos serão hebreus, pois não se preocupem, eles serão chamados e serão juntados também na Era da Pedra Angular e Dispensação do Reino, e crerão exatamente em tudo o que nós também cremos. Ou seja: que isso não é nenhum problema para nós nem para Deus tampouco. Ele é quem está buscando e juntando Seus escolhidos, com o que? Com o Sétimo Selo.

         O Sétimo Selo, com a abertura do Sétimo Selo, com a revelação do Sétimo Selo, sendo revelada a revelação do Sétimo Selo, ou seja: sendo revelado o mistério do Sétimo Selo, o mistério da Segunda Vinda de Cristo, são chamados e juntados todos os escolhidos de Deus entre os gentios.

         E para o povo hebreu a Trombeta Final, que é a sétima Trombeta, o mesmo que é para nós o Sétimo Selo, é a Trombeta Final ou Sétima Trombeta para o povo hebreu.

         Ou seja: para o povo hebreu e para a Igreja gentia, a Segunda Vinda de Cristo é o que reúne todos os escolhidos de Deus, sendo revelada a revelação da Segunda Vinda de Cristo a todos os escolhidos de Deus dentre os gentios e do povo hebreu; e isso é o Sétimo Selo para os escolhidos dentre os gentios e essa é a Sétima Trombeta para o povo hebreu.

         Disto falou o precursor da Segunda Vinda de Cristo, na mensagem “Envergonhado Dele”, no livro de Citações, página 149, versículo 1333, diz:

         1333 – “Recordem que ‘os que estão vivos e fiquem, não impedirão aos que estão dormindo; porque a Trombeta de Deus, essa última Trombeta...’ A sexta acaba de tocar. E essa última Trombeta, como o último Selo, será a Vinda do Senhor. ‘Tocará, e os mortos em Cristo se levantarão primeiro’. Só descansando até esse tempo”.

         Os que partiram estão descansando até quando? Até esse tempo, onde se levantarão em corpos eternos, e nós os que vivemos seremos transformados; e isso é para o tempo do Sétimo Selo para a Igreja gentia, e Sétima Trombeta para o povo hebreu.

         O que é o Sétimo Selo para a Igreja, que é a Segunda Vinda de Cristo, é a Sétima Trombeta para o povo hebreu, a Vinda do Senhor para o povo hebreu. Essa é a Grande Voz de Trombeta de Isaías, capítulo 27, versículo 13; Trombeta que tocará ao povo hebreu.

         E agora, vimos que o mesmo mistério que é revelado à Igreja de Jesus Cristo para chamar e juntar os escolhidos dentre os gentios, da Igreja de Jesus Cristo, é o mesmo mistério que se revela os hebreus; e eles o reconhecerão quando for o momento para reconhecê-lo, e dirão: “Isto é o que nós estamos esperando”.

         Disto falou o precursor da Segunda Vinda de Cristo, e nos disse que quando eles o virem vindo por Sua Igreja gentia eles dirão: “Este é aquele que nós estamos esperando”.

         Agora vejam como será todo esse grande evento no Último Dia... E Ele virá como o Anjo do Pacto que desce do Céu, que é o Mensageiro a Israel, o Anjo do Pacto; mas vem primeiro onde? Por Sua Igreja gentia. Página 57 do livro Os Selos em espanhol, aonde o precursor da Segunda Vinda de Cristo, o reverendo William Branham, disse:

         “‘E vi outro anjo forte descer do céu, vestido de uma nuvem, e o arco celeste sobre sua cabeça...’.

         17. Agora, prestar bem atenção, notará que esta pessoa é Cristo, porque ainda no Antigo Testamento Ele foi chamado o Anjo do Pacto; e Ele agora vem diretamente aos judeus porque a Igreja chegou a seu fim. Bem, agora continuando:

         ‘... e seu rosto era como o sol, e seus pés como colunas de fogo’.

         18. Recordam o Anjo de Apocalipse capítulo 1? Este é o mesmo. Um anjo é um mensageiro, e ele é um mensageiro a Israel. Vê você? A Igreja está a ponto de ser raptada, Ele vem pela Sua Igreja”.

         Agora vejam este mistério de Sua Vinda por Sua Igreja primeiro, e em seguida virá pelo povo hebreu.

         Há outras mensagens onde foi dito pelo precursor da Segunda Vinda de Cristo, que quando eles o virem vindo no meio da Igreja gentia, eles o reconhecerão e dirão: “Este é aquele ao qual nós estamos esperando”. Isto é assim porque isto é o que foi prometido Por Deus para este tempo final.

         Agora, estamos chegando ao tempo em que de um momento a outro os hebreus o verão. Os hebreus o verão, e o que eles verão? O que disse o precursor da Segunda Vinda de Cristo na página 256 do livro Os Selos quando disse:

         “121. Mas quando nosso Senhor aparecer sobre a Terra, Ele virá sobre um cavalo branco como a neve, e será completamente Emanuel — a Palavra de Deus encarnada em um homem”.

         Quando eles virem a Palavra de Deus encarnada em um homem no meio da Igreja de Jesus Cristo, quando eles virem o Anjo do Pacto manifestado, velado - manifestado em carne humana, velado, este Anjo do Pacto velado em carne humana no Anjo Mensageiro de Jesus Cristo, eles dirão: “Este é o que nós estamos esperando”. E assim receberão a Mensagem da Vinda do Anjo do Pacto, da Vinda de Cristo como Leão da tribo do Judá, como Rei dos reis e Senhor dos senhores em Sua Obra de Reclamação, e receberão a bênção que Cristo prometeu para o povo hebreu para este tempo final. E eles levarão ao povo hebreu a Mensagem.

         Começará com alguns. Sempre começa com pouquinhos no princípio, mas depois vai aumentando o número. Os primeiros com os quais começar tudo serão bem-aventurados, serão abençoados, como foram abençoados os primeiros com os quais começou a Dispensação da Graça, como também são abençoados os primeiros com os quais começou a Dispensação do Reino; e assim são abençoados os primeiros.

         E os primeiros são os que correspondem à Era da Pedra Angular, são os primeiros; e depois virão, em seguida, os demais que entrarão no Reino Milenial, os que estarão no Reino Milenial; mas os que estiveram na Era da Pedra Angular, todos eles são os primeiros da Dispensação do Reino. Não importa que tenham chegado uns dias mais tarde ou uns dias mais cedo; os primeiros da Dispensação do Reino são os que compõem o grupo da Era da Pedra Angular.

         E agora, vendo o Sétimo Selo, que é a Vinda do Senhor para a Igreja gentia, o qual é a Sétima Trombeta para o povo hebreu; podemos ver também as três Testemunhas.

         Sob o Sétimo Selo, temos a Jesus, a Testemunha fiel e verdadeira; sob a Sétima Trombeta temos as Duas Testemunhas, as Duas Oliveiras, Moisés e Elias; e como o Sétimo Selo e a Sétima Trombeta é o mesmo, é a Vinda do Senhor, pois temos as três Testemunhas sob o Sétimo Selo e sob a Sétima Trombeta.

         Temos os ministérios de Jesus, de Moisés e de Elias como as três Testemunhas para o Último Dia; ministérios que estariam sendo manifestados no Último Dia pelo Anjo do Pacto, o Anjo do Senhor, que é Jesus Cristo em Espírito Santo manifestado no Seu Anjo Mensageiro. Esses são os ministérios que operam no Último Dia, os quais o Espírito Santo, o Anjo do Pacto, Jesus Cristo opera através de Seu Anjo Mensageiro, para o Último Dia, para o sétimo milênio e para a Era da Pedra Angular e para a Dispensação do Reino, sob o Sétimo Selo e as Duas Testemunhas.

         E com esses... Disse: “e as Duas Testemunhas”: de Apocalipse, pois, capítulo 11; e a outra Testemunha: de Apocalipse, capítulo 1, versículo 5, e Apocalipse, capítulo 3, versículo 14, que é Cristo, o ministério de Cristo; e são então três Testemunhas.

         E com essas três Testemunhas; se cumprirá tudo o que Deus prometeu. E essas três Testemunhas darão testemunho de todas as coisas que hão de acontecer neste planeta Terra por meio do ministério que estará operando o Espírito Santo através de Seu Anjo Mensageiro.

         Foi para mim um privilégio muito grande estar com vocês nesta ocasião dando-lhes testemunho de: “O SÉTIMO SELO E AS TRÊS TESTEMUNHAS”.

         E lembrem que assim como nós vimos o Sétimo Selo e as três Testemunhas, também o povo hebreu o verá. Daremos as boas-vindas, e os ajudaremos em tudo o que eles necessitarem; e os trataremos com muito amor divino, e com carinho, respeito e delicadeza espiritual.

         Não sendo ásperos nem tentando de forçar as coisas. Coisas que nos tomaram muitos anos para poder compreender; não vamos tentar de dizer tudo de uma só vez, para que creiam ou não creiam. Assim Deus não nos tratou, portanto não os trataremos de uma forma áspera assim, mas que deixaremos que Deus opere.

         Daremos os folhetos, os vídeos, e não falaremos coisas que possam tropeçar nelas, mas que deixaremos que vão amadurecendo, assim como nós fomos amadurecendo de etapa em etapa e de ano e em ano para poder compreender todos estes mistérios do Reino de Deus.

         E recordem que é por meio da Mensagem que eles obterão o conhecimento do que eles necessitam. Ou seja: que ninguém tente de obrigar a entender as coisas, nem tente de dar algo que vá ao final, não dar o princípio, mas que eles vão vendo nos livros e nos vídeos e nas fitas, as coisas que Deus já nos deu. E assim Cristo vai se glorificar.

         E até, se dos primeiros que receberem a Palavra houver muitos que pertencem aos escolhidos, ao Corpo Místico de Cristo, pois Deus os chamaráprimeiro a eles, e depois chamará o resto.

         Bom, sabemos que virão. E agora, como virão? Pois não sabemos; mas lhes temos as portas abertas em diferentes países.

         Nós diríamos... cada pessoa no Seu país diz: “Porque seja desde nosso país”, e isso mesmo, pois nós dizemos também; porque há um dito que diz que “cada pessoa aproxima as sardinhas para seu fogo”. E nós, se Deus for começar algo, pois nós gostaríamos que começasse aqui em Porto Rico; mas também deixamos à determinação de Deus, como Deus o tiver destinado desde antes da fundação do mundo. Mas nosso desejo, pois nós gostaríamos que fosse com Porto Rico e desde Porto Rico; mas colocamos primeiro: mas que seja como Deus o destinou desde antes da fundação do mundo. E assim será: como Ele o destinou.

         E quando virmos essa conexão por completo, e que eles recebam totalmente a Mensagem, e se regue pelo povo hebreu, por Israel e por todas as nações entre eles, então estaremos vendo que o tempo dos gentios chegou por completo ao seu final, e que se falta algum dentre os gentios para ser colocado no Corpo Místico de Cristo, são muito poucos.

         Agora, esperamos que em breve se complete o número dos escolhidos de Deus; isso é o único que segura que Deus trate com o povo hebreu; porque Deus já tem tudo preparado: tanto o que vai dar a eles, como a eles preparados com fome para receber o que Deus tem para eles.

         Ou seja, que Deus tem operado com eles para que estejam preparados; e se estão desesperados por receber o que Deus tem para eles, porque eles sabem que Deus tem algo grande para eles neste tempo final; e isso é a Sétima Trombeta, que para a Noiva é o Sétimo Selo; o qual é, para ambos, para hebreus e gentios: a Segunda Vinda de Cristo, a Vinda do Anjo do Pacto, do Anjo do Senhor, a Vinda do Verbo, a Palavra encarnada no Último Dia, em um homem do Último Dia.

         Isso é o que o povo hebreu está esperando, e isso é o que Deus prometeu a Sua Igreja gentia. E isso é o que disse o precursor da Segunda Vinda de Cristo que seria a Vinda do Cavaleiro do Cavalo branco de Apocalipse 19.

         Bom, já sabemos como atuaremos quando os virmos; porque aqui temos espaço suficiente, e teremos cadeiras; e se não houver, as comparemos, para quando eles forem tocados Por Deus.

         Mas vocês estejam conscientes de que Deus estará operando; e de que ninguém deve interromper a Obra de Deus. Deixem que aos que Deus escolheu para trabalhar com eles sejam os que lidem com eles, para que não venham a interromper a Obra de Deus e sejam responsáveis de interrupção do Programa de Deus.

         Os ajudaremos em tudo o que pudermos, e teremos o alimento espiritual em folhetos, em vídeos e em todas as formas; e até se tiver que trazer mais mensagens, já diretamente falando sobre o povo hebreu, as traremos também, e desfrutaremos com eles também; e se eles não estiverem no momento, pois nós desfrutaremos primeiro e depois passaremos a eles.

         Bom, assim estão as coisas no Reino de Deus.

         Bom, o que esteve segurando tudo; sabem o que é? Que tem que se completar o Corpo Místico de Cristo; e por isso é que vocês viram que eu tive que estar viajando muito com Miguel e as demais pessoas que estiveram me acompanhando nas viagens; porque os escolhidos estão distribuídos por toda a América Latina, ou dispersos; mas a promessa é que serão juntados, mas como: juntados em uma era: a Era da Pedra Angular, e em uma dispensação: a Dispensação do Reino, e em um Corpo Místico: o Corpo Místico de Jesus Cristo, que é Sua Igreja; e isso é o que está acontecendo no Programa Divino neste tempo final.

         Meu desejo sempre foi estar com vocês aqui todo o tempo, mas não me foi possível; mas a Mensagem esteve todo o tempo, a tiveram sempre. Não lhes faltou nunca o alimento espiritual, e Deus esteve com vocês aqui; e meu coração esteve com vocês aqui também, e minha mente também esteve com vocês aqui. Assim que quando viajo somente é uma viagenzinha, mas minha casa está aqui. Assim que sempre orem por mim, para que em todas as viagens Deus me guie, cuide de mim, me use, e regresse em perfeita saúde aqui para Porto Rico, para compartilhar com vocês os dias que estiver aqui em Porto Rico.

         Algumas vezes, pois pego algum resfriado; mas depois de estar tanto tempo viajando, e que por um resfriado não possa estar com vocês aqui? Pois isso não tem muito sentido. E algumas vezes vocês me veem aqui lutando com um pouquinho de resfriado, com um pouquinho de problema na garganta, e assim por diante; mas fazemos o esforço, e Deus me ajuda, e compartilho com vocês o que Deus me deu para todos vocês.

         Foi para mim uma grande bênção estar com vocês nesta ocasião, dando lhes testemunho de: “O SÉTIMO SELO E AS TRÊS TESTEMUNHAS”, que aparecem em Apocalipse, capítulo 1, versículo 4 e 5; e capítulo 3, versículo 14; e Apocalipse, capítulo 11, versículo 3 ao 7; os quais aparecem também profetizados que estariam aqui na Terra, aparecem no Antigo Testamento e também em todo o Novo Testamento, nas profecias que falam da Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos.

         Para a tarde, ou seja: para a próxima atividade de hoje, nosso tema será: “O SÉTIMO SELO E O DIA E A HORA DA SUA VINDA” isso será para a próxima atividade.

         Que Deus continue abençoando a todos, que Deus os guarde. Muito obrigado por sua amável atenção, e deixo novamente conosco o reverendo Miguel Bermúdez Marín para continuar e finalizar nossa parte nesta ocasião, nesta primeira atividade que estivemos desfrutando.

         Vamos pedir a Miguel que passe por aqui. Que Deus o abençoe, que Deus lhes guarde. E em frente até que sejamos transformados!

         “O SÉTIMO SELO E AS TRÊS TESTEMUNHAS”.

         [Revisão outubro 2018]  

Encontre-nos

Carretera No.1 Km 54.5
Barrio Monte Llano
Cayey, Puerto Rico
00736

Twitter