ImprimirImprimir

         Muito boa noite, amados amigos e irmãos presentes, e aqueles que estão em outras nações, ministros e igrejas. Também o missionário Miguel Bermúdez Marín lá na Guatemala, onde se encontra reunidos com a congregação do reverendo Esteban Gólon.

Recebam todos uma saudação e que tenham um Feliz Natal e um Próspero Ano 2016. E como sempre: Que em breve ocorra nossa transformação e ida com Cristo à Ceia das Bodas do Cordeiro!

Hoje, 18 de dezembro de 2015, se completam 50 anos da partida de nosso irmão, reverendo William Marrion Branham. Cinquenta anos transcorreram tão rápido que nem nos demos conta como o tempo passou. Já estamos muito próximo de nossa transformação, são cinquenta anos mais próximo de nossa transformação.

Reitero-lhes a saudação que deram a nosso irmão Juan e sua esposa do Equador: são bem-vindos. Alegro-me de estarem conosco (onde se encontram, por aqui?).

Para esta ocasião leremos em São João, capítulo 5, versículo 25 em diante, onde diz:

“Em verdade, em verdade vos digo que vem a hora, e agora é, em que os mortos ouvirão a voz do Filho de Deus, e os que a ouvirem viverão.

Porque, como o Pai tem a vida em si mesmo, assim deu também ao Filho ter a vida em si mesmo;

E deu-lhe o poder de exercer o juízo, porque é o Filho do homem.

Não vos maravilheis disto; porque vem a hora em que todos os que estão nos sepulcros ouvirão a sua voz.

E os que fizeram o bem sairão para a ressurreição da vida; e os que fizeram o mal para a ressurreição da condenação.

Eu não posso de mim mesmo fazer coisa alguma. Como ouço, assim julgo; e o meu juízo é justo, porque não busco a minha vontade, mas a vontade do Pai que me enviou.

Se eu testifico de mim mesmo, o meu testemunho não é verdadeiro.

Há outro que testifica de mim, e sei que o testemunho que ele dá de mim é verdadeiro.”

Que Deus abençoe nossas almas com Sua Palavra e nos permita entendê-la.

Nesta introdução que fazemos sempre às sextas-feiras, a introdução ao tema do próximo domingo, da escola bíblica do próximo domingo, o estudo bíblico, é: “O ENVIADO DO PAI.” Tema que veremos no próximo domingo, mas que hoje sexta-feira teremos uma curta introdução.

“O ENVIADO DO PAI.”

Para certo tempo Deus tem um enviado na Terra, o qual sempre é um profeta ao qual vem a Palavra, na qual a Palavra se faz carne e o qual a proclama; e Deus faz a Obra pela Sua Palavra falada para essa etapa do Programa Divino.

De etapa em etapa e de era em era, uma porção da Palavra é feita carne e manifestada através de um homem enviado por Deus. Adão,  Abel, Sete, Enoque, Matusalém, Noé, Moisés, Josué, os juízes, os profetas, todos eles foram parte da Palavra de Deus, foram a porção correspondente ao tempo em que eles viveram.

Ao final veio João Batista precursando a Vinda do Messias, que estava prometida na Escritura; estava prometida na Escritura; estava prometido que a virgem conceberia e daria à luz, e que Seu nome será Emanuel (o nome do menino), que traduzido é: Deus conosco. Ou seja que Deus viria vestido de carne humana no meio do povo de Deus. (Isaías, capítulo 7, versículo 14).

João Batista veio para introduzir ao Messias, veio como precurssor do Messias; e por isso ele esteve falando que depois dele viria um que é maior que ele, do qual ele não era digno de desatar a correia de Seu calçado. E já ao redor de 30 anos João começou seu ministério profético falando a cerca de Um que viria depois dele, e chamando ao povo para a preparação  para lhe dar a boa vinda ao Messias, que viria depois de João Batista.

João, sendo a Palavra precursora feita carne, ele falava o que tinha que falar preparar ao povo para a Vinda do Messias, anunciando-lhes que estivessem preparados para a Vinda do Messias.

No tempo em que João Batista vivia estava também o Messias. João levava seis meses de era ao Messias, que era também da família, porque Isabel e Maria eram parentes. Ou seja, que a parte de introdução ou precurssão do Messias e a parte do cumprimento da Vinda do Messias ficou em família.

E veio ao povo que estava sob o Pacto correspondente a esse tempo; veio ao povo hebreu, o povo de Deus, a Casa de Deus, como povo, como nação, porque era a que estava sob o Pacto Divino; nenhum outro povo estava sob o Pacto Divino.

Cumpriu-se a vinda do Messias, a Vinda do Enviado de Deus. Pelo qual Jesus podia ler Isaías – o que  disse Isaías, capítulo 61, versículo 1 ao 3, o qual leu no capitulo 4 de São Lucas. E disse a Escritura... capítulo 4, versículo 16 em diante, diz:

“E, chegando a Nazaré, onde fora criado, entrou num dia de sábado, segundo o seu costume, na sinagoga, e levantou-se para ler.

E foi-lhe dado o livro do profeta Isaías; e, quando abriu o livro, achou o lugar em que estava escrito:

O Espírito do Senhor é sobre mim,

Pois que me ungiu para evangelizar os pobres. Enviou-me a curar os quebrantados de coração,

A pregar liberdade aos cativos,

E restauração da vista aos cegos,

A pôr em liberdade os oprimidos,

A anunciar o ano aceitável do Senhor.

E, cerrando o livro, e tornando-o a dar ao ministro, assentou-se; e os olhos de todos na sinagoga estavam fitos nele.

Então começou a dizer-lhes: Hoje se cumpriu esta Escritura em vossos ouvidos.”

Esta promessa de Isaías, capítulo 61, agora se havia feito carne na pessoa de Jesus, o Enviado de Deus, o Pai, para dar boas novas aos pobres, para pregar o Ano da boa vontade do Senhor, de Jeoavá..

Ele se deteve ali, porque ali Ele tinha que cumprir a profecia de Isaias, capítulo 61. Mas se continuarmos lendo Isaías, capítulo 61,encontraremos que Ele se deteve na metade desse versículo, desse versículo 2, onde diz: “...A anunciar o ano aceitável do Senhor,” e aí há uma pausa, e em seguida segue dizendo: “... e o dia da vingança do nosso Deus.”

Não leu essa parte porque essa parte corresponde à Segunda Vinda de Cristo, e consequentemente corresponde a este tempo final. Porque assim como veio ao Seu povo Israel, que estava sob o Pacto Divino vigente para aquele tempo, virá à Igreja do Senhor Jesus Cristo, que está sob o Pacto Divino correspondente à Dispensação da Graça.

O trato de Deus com Israel por setenta semanas: já transcorreram as sessenta e nove semanas e meia (a meia corresponde à semana setenta); e somente faltam três anos e meio de trato de Deus com Israel para entrar ao Reino do Messias; o qual ocorrerá neste tempo final, quando Cristo completar Sua igreja e preparar Sua Igreja para sua transformação.

Portanto, assim como Israel está esperando a parte final das setentas semanas de Daniel, que são três anos e meio que faltam de trato de Deus com Israel, a Igreja estará em sua etapa final também, esperando sua adoção, sua transformação; onde o que precurssou o reverendo William Branham, o qual veio com o espírito e virtude de Elias, assim como João Batista veio com o espírito e virtude de Elias... Por terceira ocasião em João Batista o ministério de Elias, e por quarta ocasião o ministério de Elias no reverendo William Branham precursando a Segunda Vinda de Cristo, como fez João precursando a Primeira Vinda de Cristo.

João com sua mensagem identificou, introduziu ao Messias. O reverendo William Branham com sua mensagem, ou seja, a Mensagem que trouxe, ele disse: “Introduzirá a Cristo ao mundo.” Portanto, será o testemunho da Palavra de Deus, a Mensagem, a qual identificará a Vinda do Senhor para o Último Dia à Igreja do Senhor Jesus Cristo; e isso será a Vinda do Filho do Homem com Seus Anjos no tempo final. 

Portanto, é importante saber que assim como em Jesus se cumpriu a Primeira vinda de Cristo porque era o Enviado de Deus, o Pai; para o Último Dia se cumprirá a Segunda Vinda de Cristo vindo à Sua Igreja para nos transformar e nos levar com Ele à Ceia das Bodas do Cordeiro.

Portanto, o quinto Elias – o quarto Elias, o reverendo William Branham com espírito e virtude de Elias, com Sua Mensagem faz  a introdução, a plataforma, para a Vinda do Senhor à Sua Igreja. E isso será a Vinda do Enviado de Deus, prometido para a manifestação final de Deus no tempo final: o qual culminará numa Grande Carpa Catedral que foi mostrada ao reverendo William Branham. Tão simples assim.

E no próximo domingo veremos com mais detalhes este tema: “O ENVIADO DO PAI.”

Deus, o Pai, teve muito enviados com uma porção de Sua Palavra para cada etapa, e ao final teve ao enviado maior: Jesus, no qual veio a plenitude de Deus para cumprir a Palavra prometida para aquele tempo e abrir uma nova dispensação.

No próximo domingo, se Deus nos permite... Oremos muito para o estudo bíblico do próximo domingo, e se Deus nos permitir que vejamos com claridade este tema: “O ENVIADO DO PAI,” e nos permita ver o Enviado de Jesus Cristo, teremosum quadro claro do que estará pensandoneste tempo final.

Foi para um privilégio grande estar como vocês nesta ocasião.

Estou chagando de Washington. Saímos esta manhã às 6:00 da manhã e já estamos com vocês para continuar com os estudos bíblicos correspondentes a estes dias natalinos, onde esperamos ver o Programa de Deus correspondente a este tempo final.

Que Deus os abençoe, e continuem passando uma noite feliz, cheia das bênçãos de Cristo nosso Salvador.

Deixo com vocês o reverendo José Benjamín Pérez, e em cada país deixo ao ministro correspondente; e lá na Guatemala deixo ao missionário Miguel Bermúdez Marín, quem nos falou desde Guatemala nesta ocasião para todos aqueles que estão conectados com esta transmissão.

Que Deus os abençoe, e continuem passando uma noite feliz; e orem muito pelo culto do próximo domingo, depois de amanhã, onde esperamos grandes bênçãos.

Recordem que também estamos hoje recordando a partida do reverendo William Branham, que foi, no acidente, em 18 de dezembro de 1965, e sua partida foi sexta 24 de 1965; um dia muito especial no meio do cristianismo, a véspera de Natal ou de Páscoa, porque o dia 25 é o Dia do Natal. Entre os latinos americanos do 24 é chamado Noite boa, noite do nascimento de Cristo, já no dia seguinte Natal, ou também lhe chamam “Páscoa.”

Portanto, tudo isso tem um significado muito importante, a partida do reverendo William Branham no dia de véspera do Natal, que viria a ser o dia de... ou noite de nascimento de Jesus segundo a tradição da parte do cristianismo presente.

Que Deus nos permita entender e ver o que haja aí relacionado com essa data e a partida do reverendo William Branham nesta data.

Bom, que Deus nos abençoe e os guarde, e orem muito pela atividade do próximo domingo, primeiro Deus.

Deixo com vocês o reverendo José Benjamín Pérez, e em cada país ao ministro correspondente, e ao missionário Miguel Bermúdez Marín na Guatemala.

“O ENVIADO DO PAI.”

Encontre-nos

Carretera No.1 Km 54.5
Barrio Monte Llano
Cayey, Puerto Rico
00736

Twitter