ImprimirImprimir

Muito boa noite, amados amigos e irmãos presentes aqui em Austin, Texas, aqui na Igreja “A Voz da Pedra Angular”, ministro Juan Ramos, e todos aqueles que estão aqui para escutar a Palavra do Senhor, que vieram nesta ocasião. E uma saudação também para aqueles que estão em diferentes nações, ministros e suas congregações; e uma saudação muito especial para o missionário Miguel Bermúdez Marín.

         Nesta noite quero ler em Gênesis, capítulo 45. Capítulo 45 de Gênesis, versículo 1 em diante, diz... Foi quando José, filho de Jacó, se revelou a seus irmãos lá no Egito. Diz:

         “Então José não se podia conter diante de todos os que estavam com ele; e clamou: Fazei sair daqui a todo o homem; e ninguém ficou com ele, quando José se deu a conhecer a seus irmãos.

E levantou a sua voz com choro, de maneira que os egípcios o ouviam, e a casa de Faraó o ouviu.

E disse José a seus irmãos: Eu sou José; vive ainda meu pai? E seus irmãos não lhe puderam responder, porque estavam pasmados diante da sua face.

E disse José a seus irmãos: Peço-vos, chegai-vos a mim. E chegaram-se; então disse ele: Eu sou José vosso irmão, a quem vendestes para o Egito.

Agora, pois, não vos entristeçais, nem vos pese aos vossos olhos por me haverdes vendido para cá; porque para conservação da vida, Deus me enviou adiante de vós.

Porque já houve dois anos de fome no meio da terra, e ainda restam cinco anos em que não haverá lavoura nem sega.

Pelo que Deus me enviou adiante de vós, para conservar vossa sucessão na terra, e para guardar-vos em vida por um grande livramento.

Assim não fostes vós que me enviastes para cá, senão Deus, que me tem posto por pai de Faraó, e por senhor de toda a sua casa, e como regente em toda a terra do Egito.

Apressai-vos, e subi a meu pai, e dizei-lhe: Assim tem dito o teu filho José: Deus me tem posto por senhor em toda a terra do Egito; desce a mim, e não te demores;

E habitarás na terra de Gósen, e estarás perto de mim, tu e os teus filhos, e os filhos dos teus filhos, e as tuas ovelhas, e as tuas vacas, e tudo o que tens.

E ali te sustentarei, porque ainda haverá cinco anos de fome, para que não pereças de pobreza, tu e tua casa, e tudo o que tens.

E eis que vossos olhos, e os olhos de meu irmão Benjamim, vêem que é minha boca que vos fala.

E fazei saber a meu pai toda a minha glória no Egito, e tudo o que tendes visto, e apressai-vos a fazer descer meu pai para cá.

E lançou-se ao pescoço de Benjamim seu irmão, e chorou; e Benjamim chorou também ao seu pescoço.

E beijou a todos os seus irmãos, e chorou sobre eles; e depois seus irmãos falaram com ele.”

         Que Deus abençoe nossas almas com sua Palavra e nos permita entende-la.

         Hoje teremos a introdução ao tema de escola bíblica: “JOSÉ DIANTE DO POVO PARA PRESERVAÇÃO DE VIDA”. Este será o tema do próximo domingo de escola bíblica, primeiro Deus; e hoje teremos uma curta introdução a esse tema.

         José, filho de Jacó, é tipo e figura da Vinda do Senhor, é tipo e figura do Messias; é a pessoa mais perfeita da história bíblica; é o penúltimo filho de Jacó, o qual nasceu profeta, ou seja que nasceu com as duas consciências juntas, como profeta de Deus; ao qual Deus lhe revelou o futuro de toda sua família, e mostrou que seus irmãos e seu pai e sua mãe se inclinariam diante dele.

         Mostrou na parte da agricultura onze maços que se inclinavam diante de outro maço, o que representava seus onze irmãos se inclinando diante de José. E em seguida lhe mostrou o sol, a lua e onze estrelas também prostrando-se diante dele, o que significava que toda a família se inclinaria diante de José. E isso não agradou aos seus irmãos, e dizem: “Nós vamos nos inclinar diante de ti?” O odiaram porque sempre os sonhos favoreciam a José, eram pró-José.

         Deus, por quanto revela Seus segredos a Seus servos Seus profetas, estava revelando esse segredo a José, do futuro da família de Jacó; sonho  que se cumpriu perfeitamente quando seus irmãos se inclinaram diante dele, quando foram ao Egito algumas vezes buscando alimento, porque já tinha começado a fome; e quando tem esta parte histórica, onde ele se revela a eles, já havia passado os sete anos de abundância, o alimento estava armazenado e era distribuído ou vendido gradualmente, e já haviam começado dois anos de fome.

         E agora ele se revela a eles e lhes diz: “Eu sou José, vosso irmão”. O susto que passaram foi maior do que a fome. Com seu cabelo diferente ao de um judeu, ou seja, seu cabelo estilo gentil; sua veste tipo gentil, falando o idioma gentil dos egípcios; como governador, príncipe de um reino gentil; e para cúmulo, casado com uma gentia; e para cúmulo maior, o sogro sacerdote de Om. Nada concordava com a forma que um judeu tinha que ser. Mas com tudo isso, esse era o irmão deles, e era um profeta.

         Vejam vocês outra coisa: Zafenate-Panéia; ou seja que tinha por nome um nome gentil também. E que não se dizia que ele era judeu; passava como egípcio.

         O reverendo William Branham encontrou na vida de José, o filho de Jacó, a pessoa mais perfeita que tipificava a Cristo, e disse: “Se algum dia Deus me der um filho, colocarei por nome José”; e Deus lhe deu o filho. E antes de ter o filho Deus lhe disse que lhe daria um filho, e ele disse a sua esposa: “Vem José, vem José!”.

         Por tanto, é tipo e figura, também o filho do reverendo William Branham é tipo e figura da Vinda do Senhor. Não que nele vai se cumprir a Vinda do Senhor, mas que é tipo e figura da Segunda Vinda de Cristo.

         É uma bênção grande ser tipo da Segunda Vinda de Cristo, mas daí não passa; tem uma bênção grande em representar a Segunda Vinda de Cristo.

         E a esposa do irmão Branham, como mãe dele, tem a bênção de ser tipo da Igreja-Noiva do Senhor Jesus Cristo, a qual, quando já não podia ter filhos, Deus disse ao irmão Branham que iria ter um filho por ela e lhe colocaria por nome José. Ela como tipo e figura da Igreja-Noiva de seu tempo.

         Em tudo isso está um mistério muito grande: o mistério da Segunda Vinda de Cristo; e consequentemente cumprirá também o tipo de José, filho de Jacó, que se revelará a seus irmãos os judeus neste tempo final.

         Por isso o reverendo William Branham disse: “Quando eles virem a Cristo vindo pela Sua Igreja (Sua Igreja-Noiva), eles dirão: ‘Este é aquele que nós estamos esperando’”.

         Página 187 do livro “As Eras”. Esta versão nos diz... página 187 de “As Eras”, parágrafo 57 em diante... Temos que começar antes, na página anterior. Começamos no parágrafo 55 da página 186. Diz:

         “55. O primeiro filho (Adão) era a Palavra-semente falada de Deus. Foi lhe dada uma esposa para se reproduzir. Para isso lhe foi dada a esposa, para se reproduzir; para produzir outro filho de Deus. Mas ela caiu. Ela caiu por se misturar. Ela fez que ele morresse.

         56. Ao segundo filho (Jesus), também uma Palavra-Semente falada de Deus, lhe foi dada uma noiva assim como foi Adão. Mas antes de que ele pudesse se casar com ela, ela também caiu. Ela, como a esposa de Adão, foi colocada a prova para ver se creria na Palavra de Deus e teria Vida, ou duvidar da Palavra e morrer. Ela duvidou, deixou a Palavra; e por isso morreu.

         57. De um grupo pequeno da verdadeira semente da Palavra, Deus apresentará a Cristo uma Noiva amada. Ela é uma virgem de Sua Palavra. Ela é uma virgem porque não conhece nenhum credo nem dogma feito pelo homem. Por e através dos membros da Noiva será cumprido todo o prometido por Deus que haveria de ser manifestado na virgem.

         58. A palavra de promessa veio à virgem Maria, e essa Palavra prometida era Ele mesmo. Quem haveria de ser manifestado. Deus foi manifestado. Ele mesmo atuou nesse tempo e cumpriu Sua própria Palavra de promessa na virgem. Foi um anjo quem havia trazido a mensagem, e a mensagem desse anjo foi a Palavra de Deus (Isaías 9:6). Ele cumpriu nesse tempo tudo o que estava escrito sobre Ele, porque ela aceitou Sua Palavra.

         59. Os membros da Noiva-Virgem O amarão e eles terão Suas virtudes, porque Ele é sua cabeça e todo poder lhe pertence. Eles estão sujeitos a Ele, assim como os membros de nossos corpos estão sujeitos a nossa cabeça.

         60. Note a harmonia entre o Pai e o Filho. Jesus nunca fez nada sem que primeiramente lhe fosse mostrado do Pai (João 5:19). Esta harmonia agora haveria de existir entre o Noivo e a Noiva. Ele ensina para ela Sua Palavra de Vida, ela a recebe e nunca duvida. Assim que nada a pode danificar, nem sequer a morte. Porque se a semente fosse semeada, a água a fará brotar de novo. Aqui está o segredo desta coisa: a Palavra está na Noiva (assim como esteve em Maria). A Noiva tem a mente de Cristo porque ela sabe o que Ele quer que seja feito com a Palavra. Ela realiza o mandamento da Palavra em Seu Nome porque ela tem um ASSIM DIZ O SENHOR. Então a Palavra é vivificada pelo Espírito, e chega a acontecer. Assim como uma semente que é semeada e regada, chega à colheita madura, cumprindo seu propósito.

         61. Aqueles que estão na Noiva fazem somente Sua Vontade; ninguém pode fazer que procedam de outra forma. Se não tem um ASSIM DIZ O SENHOR, ficam calados. Eles sabem que tem que ser Deus neles fazendo as obras, cumprindo Sua própria Palavra. Ele não completou toda Sua obra quando esteve aqui em Seu ministério terreno, assim que agora opera em e através da Noiva. Ela sabe isso, porque não era o tempo para fazer certas coisas que agora tem que fazer; mas Ele agora através da Noiva dará cumprimento a essa obra que deixou para este tempo em particular.”

         Sim entendemos o que li? Tudo isso é para nós e para nosso tempo, para nossa era, para a Igreja-Noiva deste tempo. Por tanto, a Igreja-noiva terá ao nosso José.

         Foi para mim um privilégio grande estar com vocês nesta introdução: “JOSÉ DIANTE DO POVO PARA PRESERVAÇAO DE VIDA”.

         Que Deus os abençoe e os guarde, e continuem passando uma noite feliz.

         Se há alguma pessoa que ainda não conheceu a Cristo – que não recebeu a Cristo como Salvador, o pode fazer nestes momentos, e oraremos por você. E se encontra-se em outro país também pode passar a frente, para que fique incluído na oração que faremos por aqueles que estarão receberão a Cristo como único e suficiente Salvador.

         Com nossos olhos fechados e nossos rostos inclinados:

         Pai nossos que estás nos Céus, bendito Teu Nome para sempre. Viemos a ti no Nome do Senhor Jesus Cristo com todas as pessoas que estão recebendo a Cristo em diferentes países nesta ocasião. Te rogo os recebas em Teu Reino. No Nome do Senhor Jesus Cristo te rogo, para quem seja a glória e a honra para todo sempre. Amém.

         E agora repitam comigo, aqueles que estão recebendo a Cristo repitam comigo esta oração:

         Senhor Jesus Cristo, escutei a pregação de Teu Evangelho e nasceu Tua fé em meu coração.

         Creio em Ti com toda minha alma. Creio em Tua Primeira Vinda, Senhor. Creio em Tua morte na Cruz do Calvário como o único Sacrifício Expiatório pelos nossos pecados. Creio em Teu Nome como o único nome debaixo do Céu, dado aos homens, em que podemos ser salvos.

         Reconheço que sou pecador e necessito de um Salvador. Dou testemunho público de  minha fé em Ti e de Tua fé em mim, e te recebo como meu único e suficiente Salvador.

         Te rogo perdoes meus pecados e com Teu Sangue me limpes de todo pecado; e me batizes com Espírito Santo e fogo depois que eu for batizado em água em Teu Nome, e produzas em mim o novo nascimento.

         Quero nascer em Teu Reino, quero entrar em Teu Reino, quero viver eternamente em Teu Reino contigo.

         Senhor, torne uma realidade em mim a salvação que ganhaste na Cruz do Calvário para mim e para todos aqueles que estão escritos no Céu, no Livro da Vida do Cordeiro.

         Te rogo em Teu Nome Eterno e glorioso, Senhor Jesus Cristo. Amém e amém.

         Aqueles que receberam a Cristo como Salvador podem ser batizados, como Cristo disse: “Ide por todo o mundo e pregai o Evangelho a toda criatura. Quem crer e for batizado, será salvo; mas quem não crer, será condenado” [São Marcos 16:15-16].

         Por tanto, bem podem ser batizados; e que Cristo os batize com Espírito Santo e Fogo, e produza em vocês o novo nascimento. E nos veremos eternamente no Reino de Cristo.

         Foi para mim um privilégio grande estar com vocês nesta ocasião.

         Continuem passando uma noite feliz; e nos veremos amanha, primeiro Deus, na reunião de ministros; e em seguida no domingo – ou no jantar que há depois da reunião de ministros; e em seguida no próximo domingo na escola dominical, com o tema: “JOSÉ DIANTE DO POVO PARA PRESERVAÇÃO DE VIDA”.

         Que Deus os abençoe e os guarde; e continuem passando uma noite feliz, cheia das bênçãos de Cristo nosso Salvador.

         Deixo com vocês ao reverendo Juan Ramos, e em cada país deixo ao ministro correspondente na continuação.

         Que Deus os abençoe, e passem todos muito boa noite.

         Deus os abençoe. Deus os abençoe e guarde a cada um, a cada um de vocês, irmãos e irmãs presentes e aqueles que estão em diferentes nações. Boa noite.

         “JOSÉ DIANTE DO POVO PARA PRESERVAÇÃO DE VIDA”.

Encontre-nos

Carretera No.1 Km 54.5
Barrio Monte Llano
Cayey, Puerto Rico
00736

Twitter